Escola de Redes

POETAS DEL MUNDO EM BELO HORIZONTE-MINAS GERAIS-BRASIL E AMIGOS INTERNACIONAIS

Informação

POETAS DEL MUNDO EM BELO HORIZONTE-MINAS GERAIS-BRASIL E AMIGOS INTERNACIONAIS

Site: http://poetasdelmundo-silviaraujomotta.ning.com/
Local: Belo Horizonte-Minas Gerais-Brasil
Membros: 4
Última atividade: 28 Maio, 2014

Fórum de discussão

Este grupo ainda não possui nenhum tópico.

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de POETAS DEL MUNDO EM BELO HORIZONTE-MINAS GERAIS-BRASIL E AMIGOS INTERNACIONAIS para adicionar comentários!

Comentário de Sílvia Araújo Motta em 29 junho 2013 às 16:47

5ª PARTE –ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE POETAS DEL MUNDO –AIPM-

COMO FUNCIONA A REDE SOCIAL - A rede social é uma equivalente melhorada ao Mural dos sites tradicionais voltados para a literatura. Permite que os autores se organizem em grupos, seguindo e/ou sendo seguidos, nos moldes do Twitter. Cada autor tem seu próprio Mural (Meu Mural, para o qual é encaminhado automaticamente, quando digita login e senha) e nele são exibidas somente as publicações dele (autor) e de seus amigos. O Mural Geral mostra todas as publicações, para quem quiser ter uma visão ampla da Rede Social. Para publicar, basta clicar, na parte superior do Meu Mural, em CLIQUE PARA PUBLICAR.

Comentário de Sílvia Araújo Motta em 29 junho 2013 às 16:42

4ª PARTE –ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE POETAS DEL MUNDO –AIPM-

A Associação Internacional dos Poetas del Mundo ganha, agora, mais visibilidade, através de seus membros presentes em no portal www.internacionalpoetasdelmundo.org. Nossa entidade somos todos nós. Por isso, a presidência quer dividir a felicidade deste momento de conquista com seus associados e apelar para que todos estejam presentes e participem ativamente da Rede Social e do Site de Literatura. Cada publicação será uma semente nova lançada ao mundo, que queremos ver em paz e harmonia, trabalhando para superar suas dificuldades e construir uma vida mais justa e mais igualitária para todos. Esta hora de triunfo é também de grande responsabilidade.

-//-

Comentário de Sílvia Araújo Motta em 29 junho 2013 às 16:42

3ª PARTE –ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE POETAS DEL MUNDO –AIPM-

Mais do que servir de instrumento de aproximação e união, nossa Rede Social e Site de Literatura são nossa casa, nosso escritório, nossa escrivaninha. Aqui podemos trocar ideias, como se estivéssemos em nossa sala, recebendo poetas, poetisas e amigos da boa leitura para conversas agradáveis e construtivas. Podemos conversar informalmente na Rede Social e publicar trabalhos poéticos no Site de Literatura, com ou sem ilustrações, sem limite de quantidade. Na Rede Social, podemos dizer o que estamos sentindo ou pensando sobre qualquer coisa, divulgar eventos, fazer convites e tudo o mais que se considere importante para a literatura e a sociedade.
-//-

Comentário de Sílvia Araújo Motta em 29 junho 2013 às 16:40

2ª PARTE –ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE POETAS DEL MUNDO –AIPM-

Fica o apelo para que estejamos juntos nesse projeto que contribui para facilitar nossa missão de aproximar e promover nossos poetas, de todos os lugares, com seu papel importante nas lutas de seus irmãos de todas as nacionalidades. A Rede Social e o Site de Literatura estão em consonância com as tendências modernas de ampliação das relações humanas por meio da Rede Mundial de Computadores. Hoje, além de pessoa humana, cada um de nós, de certo modo, também é um ser virtual, quase onipresente, atuando, simultaneamente, em diferentes pontos do Planeta. Não é mais possível viver fora do mundo paralelo, que se expande sem parar.

-//-

Comentário de Sílvia Araújo Motta em 29 junho 2013 às 16:39

1ª PARTE –ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE POETAS DEL MUNDO –AIPM-
Campo Grande-MS, 24 de maio de 2013.

Aos Membros e Amigos
REF: - COMUNICAMOS A CRIAÇÃO E CONVIDAMOS A TODOS
PARA INTEGRAREM O PORTAL DA ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL POETAS DEL MUNDO: www.internacionalpoetasdelmundo.org

Um Portal, com recursos avançado, mas, ao mesmo tempo, funcional, intuitivo e prático. Esse é o www.internacionalpoetasdelmundo.org, da Associação Internacional Poetas del Mundo, um duplex de Rede Social e Site de Literatura. O modelo tenta unir recursos comuns ao Facebook e ao Twitter e ainda acrescenta uma área voltada para textos literários. A Rede Social é gratuita – e "sempre será", como diz o Facebook. A parte de literatura requer pequeno investimento mensal, bem inferior a R$ 1,00 por dia. Uma moeda – e sobra troco! Para os autores, talvez não faça falta, mas, somando tudo, para a manutenção do Portal, com sua tecnologia de alto padrão, será importante.

Comentário de Sílvia Araújo Motta em 29 junho 2013 às 16:39

http://www.poetasdelmundo.com/detalle-poetas.php?id=7643
Silvia Araújo Motta id 1481-(Cônsul de Poetas Del Mundo-Cidade de Belo Horizonte-MG)

Comentário de Sílvia Araújo Motta em 29 junho 2013 às 16:34

Comentário de Sílvia Araújo Motta em 28 abril 2010 às 19:30
VALE A REFLEXÃO/ORIENTAÇÃO de Augusto de Franco:

"Para ajudar essa inserção efetiva na escola, propusemos as 5 "TAREFAS" INICIAIS SUGERIDAS AOS MEMBROS DA ESCOLA DE REDES. Essas 5 "tarefas" são:

1 - Contar um pouco a HISTÓRIA de como você chegou até aqui, ou seja, de como começou a se interessar por redes sociais.

2 - Elaborar o seu próprio ITINERÁRIO DE LEITURAS, listando e eventualmente comentando as publicações que leu e os videos que assistiu sobre o assunto (redes sociais).

3 - Apresentar um resumo da sua BIOGRAFIA e, se for o caso, da sua BIBLIOGRAFIA sobre o tema.

4 - Disponibilizar para download (ou colocar um link para) TEXTOS ou VÍDEOS com resultados de suas investigações ou experiências ou vivências com o tema.

5 - Entrar em um dos NODOS existentes ou propor a criação de um novo.
Comentário de Sílvia Araújo Motta em 28 abril 2010 às 18:45
POETAS DEL MUNDO-MANIFESTO UNIVERSAL DE LUIS ARIAS MANZO
em 115 países...

Poetas del Mundo, é chegado o momento em que devemos unir as forças para defender a continuidade da vida: Somos os Guerreiros da Paz e os Mensageiros de uma nova etapa na Humanidade. Somos os Poetas da Luz, e a Luz é o veículo que nos conduz a convocação que por nenhum motivo devemos deixar de assistir. Vivemos atualmente o processo de morte de uma etapa degenerada e o nascimento de uma NOVA ERA em que o poeta tem uma lista determinante de coisas em que intervir.


A humanidade vive tempos decisivos para sua sobrevivência: segue em direção ao precipício que a conduz à extinção ou troca de leme fixando trajetória para a superação coletiva que lhe assegure ampla subsistência.

Desde os tempos mais remotos que o homem recorde, a existência humana se tem visto forçada a coexistir com o meio ambiente, o que lhe assegurou, e lhe segue assegurando, a possibilidade de viver. Porém ao mesmo tempo e paradoxalmente, o homem em seu afã de ser mais, de crescer e crescer, tem deteriorado o planeta até levá-lo a limites que põe em perigo a possibilidade de seguir existindo como espécie. Se o homem não trocar de rumo, E AGORA!, as próximas gerações terão sólidas razões para nos odiar.


Por outro lado, neste mesmo contexto de querer ser sempre MAIS, não apenas se usam os meios materiais do planeta para crescer e subsistir, senão que também os elementos humanos, arrastando-nos a desapiedada e criminosa concorrência entre os homens a tal ponto que hoje estamos matando uns aos outros para existir, para crescer ou simplesmente para dizer: SOU, isto ou aquilo, mas SOU! Ou sou mais que tu…

Assim como deterioramos o planeta constantemente com o uso abusivo dos recursos naturais e humanos, assim também se constroem armas de destruição em grande escala, capazes de destruir toda a humanidade em poucas horas, e a supremacia do poder se concentra sempre nas mesmas mãos, no que hoje conhecemos como Império(s).

Porém, nem tudo é negativo, porque o caos moral, o caos ético, o caos político (guerras infames), o caos econômico (coisas absurdas) não são outra coisa senão manifestações do PARTO DA HISTÓRIA, como quando uma mulher dá a luz a uma criança; morre uma etapa e surge outra de seu regaço.


1. - Frente a este afã de domínio absoluto que poderá nos levar inevitavelmente à autodestruição e ante a tanta barbaridade. E ante a luz dos novos tempos que se anunciam, os Poetas del Mundo empreendemos o caminho do protesto, por um lado, e da construção de um novo amanhecer, por outro, que conduz à libertação definitiva do homem.


2. - Os Poetas del Mundo, não todos, apenas os Poetas del Mundo, porque nem todos os poetas do mundo estamos dispostos a dizer: não sou, SOMOS. Os que estamos dispostos a abandonar o EGO que está nos matando e somos capazes de olharmo-nos em IGUALDADE, iniciamos a cavalgada coletiva através do mundo e colocamos a arte da poesia a serviço da humanidade.


3. - Ser poeta não significa somente escrever bela poesia, senão que VIVÊ-LA, e vivê-la não significa apenas senti-la, mas também praticá-la, e praticá-la é uma coisa de todos os dias, de sempre enquanto tenhamos cabeça para pensar e coração para sentir.


4. - Ser Poeta del Mundo é algo mais difícil ainda, ser Poeta del Mundo é assumir este manifesto em sua parte essencial; é assumir a defesa da vida, do amor, da diversidade, da liberdade e ser capaz de dizer: dou minha vida pela VIDA, ainda que ame minha vida. Por isso é que dizemos BASTA de estupidez, BASTA de EGOS que não contribuem para o crescimento coletivo, nem pessoal, e coloquemos a arte da poesia a serviço da existência humana.


5. - Ser Poeta del Mundo é ser um guerreiro, ou uma guerreira, que cavalga pelas planuras da existência humana, como faz desde as mais remotas noites dos tempos, em busca da perfeição e do crescimento lícito da vida, enquanto se vive com as roupagens e as condições que temos para fazê-la. É por isso que não seremos passivos diante dos crimes que se cometem dia-a-dia em nome da liberdade, levantaremos nossa voz como um raio de luz e faremos tremer o covarde, porque converteremos a palavra na melhor arma que o assassino haja conhecido ao longo da história.


6. - Reconhecemos o valioso aporte dos poetas do mundo ao crescimento da humanidade através dos séculos. Aqueles que deixaram seu nome estampado nos centenários livros da história universal e na memória coletiva dos homens, e também reconhecemos o aporte dos anônimos poetas que passaram pela terra cumprindo com missões legendárias através dos tempos. Cremos no valor que significaram essas majestosas contribuições para seus respectivos tempos, inclusive para hoje, porém estamos no umbral de uma nova etapa para a humanidade, e ademais, os Poetas del Mundo do século XXI não queremos nos enredar com o passado para melhor olhar o presente e o futuro. Os Poetas del Mundo deste século estamos sendo chamados a ser criativos para com imaginação encontrar as respostas e explicações que HOJE a humanidade reclama aos gritos ante o evidente descalabro que estamos vivendo.


7. - Os Poetas del Mundo nos declaramos todos iguais, os consagrados e os menos conhecidos, os famosos e os anônimos, os ricos e os pobres, os brancos e os negros, os mestiços e os amarelos, sempre e quando se situem deste lado da vida; empunhando as mesmas espadas para combater o que mata a vida, lutando lado a lado atrás da mesma barricada para defender a JUSTIÇA (única para todos), a IGUALDADE (efetiva entre todos os habitantes da terra), a LIBERDADE (a verdadeira, não a artificial) e o DIREITO dos povos de existir e viver em paz.


8. - Os Poetas del Mundo declararão qualquer espaço onde lhes toque estar ou ser, como a arena própria para combater o mal, seja nos grandes palácios do poder ou no mísero casebre da metrópole, no gramado (ou lavoura) onde labora o homem da terra ou mesmo no fundo da mina onde cospe sangue o mineiro, mas o poeta não deixará de visitar nenhum bairro para levar a palavra, como se esta fosse chuva que cai sobre a terra, fazendo ver um espetáculo de graça, como se fossem flores para os olhos da humanidade. O poeta será a luz que guia o guerreiro como se fosse dunas na obscuridade da noite.


9. - Os Poetas del Mundo nos declaramos pacifistas, mas, não covardes nem passivos; antibelicistas, porém de nenhuma maneira ingênuos. Sentimentalistas por natureza porque a expressão artística, a tinta da nossa escrita, é o sangue de nossas almas. Vivemos agarrados pela embriaguez do encanto artístico, até a vertigem dolorosa da criação. Porém, esta criação terá sempre um objetivo determinado: APERFEIÇOAR A VIDA, a nossa (a individual), a de todos (em coletividade). Somos pacifistas em busca da paz universal, mas A PAZ não vem por si mesma, há que conquistá-la, lutar por ela. Por ela somos Guerreiros. E a PAZ não existirá se não houver JUSTIÇA. A PAZ somente existirá quando primeiro reine a justiça, porque ela somente pode vir a ser se for conseqüência, fruto da justiça. Senão será o que é agora no reinado dos Impérios: PAZ DE CEMITÉRIO.


10.- Para ser Poeta del Mundo tem que estar disposto a aperfeiçoar-se sempre, a crescer na diversidade e aceitar a pluralidade como aceitamos a complexidade da existência. No batalhão dos Poetas del Mundo sempre haverá espaço para lutar, já sejam crentes ou não crentes, ateus ou religiosos, justos ou equivocados, mas deste lado da VIDA; heterossexuais, bissexuais ou homossexuais, porém amantes do AMOR nobre; guerreiros de antigamente ou combatentes modernos, mas sempre militantes do BEM. A grande corrente humana que una o mundo, elo a elo, estará constituída por poetas distribuidores, semeadores de esperanças e sorrisos nesta luta que dura desde a aurora dos tempos.


11.- O homem buscará em um terceiro as suas culpas, nosso desafio é que cada um se assuma em sua essência, sob os desígnios de seu próprio espírito, sem ter que se socorrer de terceiro para aliviar seus erros ou derrotas. Nossa esperança é elevarmo-nos por meio da palavra, acender o verbo nos corações de cada um, o verso das montanhas, a noite sigilosa da alma, o invólucro cuidadoso do ventre da natureza, ser vidente no amanhã, para que cada um eleve a sua alma com amor, com palavras. A poesia é do mundo e nos devemos a ela.


Poeta del Mundo,

Une-te a esta batalha pela existência humana!

Converte-te em elo necessário para que continue a VIDA!


Luis Arias Manzo

(Secretário Geral)

Santiago do Chile, dezembro 2005.
---------------

Tradução: Nadir Silveira Dias, Poeta del Mundo em Porto Alegre e Cônsul Estado do Rio Grande do Sul, com o estrito cuidado de preservar o exato pensamento do autor, no idioma original.
---------------------------------------------------------
 

Membros (4)

 
 
 

© 2021   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço