Escola de Redes

Bom, como a coisa aqui não funciona se só nos adicionarmos sem discutir nada, tomei essa iniciativa de abrir os contatos a partir da sugestão de material do escola de redes.

A discussão poderia girar em torno tanto do vídeo-palestra do Augusto Franco quanto dos slides sobre redes sociais que segue em anexo. Mas claro, aliando a isso o entendimento de cada um do que seja rede social.

https://escoladeredes.ning.com/video/redes-sociais-a-multiplicacao

Início da Palestra de Augusto de Franco- Tópicos:

Mudanças nas estruturas íntimas da sociedade. Novos pápeis sociais: o que era o sucesso na sociedade de massa e o que é sucesso hj?

Sinceramente, o que ele analisa como o que era sucesso na sociedade de massa vejo ainda circulando muito aqui em Teresina.

Se destacar dos demais X Se relacionar dos demais
Sociedade de Massa X Sociedade de Rede

A filosofia da competição existencia é muito forte na nossa cidade . Teresina é praticamente dos vestibulandos e dos concurseiros, pois a necessidade econômica é muito forte ainda.

No curso de jornalismo, por exemplo, cada um prefere estagiar individualmente num portal com condições sub-humanas de trabalho em troca de alguma experiÊncia que diferencie no "mercado de trabalho", ao invés de investir num empreendimento de colaboração profissional: isso numa época em que os meios de produção do nosso campo estão mais acessíveis como em nenhum outro vivido na história.

Às vezes fico na dúvida se o Franco aponta realmente uma tendência de sociedade(ao comparar a organização em rede com nossa organização biológicas) ou se é um idealismo da parte dele.

E vocês?

Exibições: 74

Anexos

Respostas a este tópico

Oi Ludmila,

 

Interessante tuas pontuações, creio que hoje mais de um ano depois você já deve até ter repensado mais ainda sobre isso... =)

 

Interajo com algumas redes e realmente não é nada fácil vivenciar isso, por mais abertos que nos julgamos estar, sempre me pego fazendo coisas que julgo não serem compatíveis com o que eu acredito ser rede.

 

Quando vivemos rede temos que nos atentar que não é possível ser uma rede e ser um indivíduo separado dela, e lá, tudo está conectado: comportamento, conhecimento, valores, o outro, o ambiente... E vendo assim, na verdade não creio que quando o Augusto fala nessa tendência apenas como idealismo, porque rede é o que somos...

 

As vezes, quando converso com alguns amigos, costumamos afirmar que rede em Teresina é utopia... justamente devido essa competição que você coloca acima... mas ai me lembro de Galeano, utopia é o horizonte, nunca o alcançaremos, mas é o que nos move e nos motiva a seguir adiante.

 

Espero que não tenha viajado muito... e espero que ainda esteja a fim de prosear um pouco!

RSS

© 2021   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço