Escola de Redes

Estamos avançando no projeto de implantação de uma rede social que possa motivar a consolidação do Parque Tecnológico de Campinas.

o momento é de formatar estratégias para ativar a plataforma de gestão e integração da cultura dos novos ambientes e modelos de negócios. A rede social empreendedorismo do bem - www.empreendedorismodobem.com.br será a base para a propagação dos conceitos de cooperação empresarial. Estudos apontam o elevado potencial das redes de micro e pequenas empresas em gerar novos postos de trabalho. Contamos também com o blog www.mercadosdofuturo.com.br

A exemplo o Programa de redes de cooperação do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, a proposta é incentivar ações de cooperação empresarial envolvendo os Arranjos Produtivos Locais para fortalecer a competitividade.

A ativação de redes de cooperação empresarial aliadas aos Arranjos Produtivos Locais pode ter como objetivos centrais a redução de custos, conquistas de mercado, melhoria dos produtos e aprimoramento tecnológico e gerencial.

Para que as pequenas e médias empresas utilizem de todo o potencial da cultura das redes sociais como diferencial competitivo é necessário trabalhar um novo posicionamento estratégico para identificar novas oportunidades de negócios.

Defendemos que o novo posicionamento estratégico das empresas em rede se dá por intermédio de um plano de comunicação integrado aos recursos de mídias sociais. Chegou a vez das pequenas e médias empresas internalizarem a cultura de inteligência de negócios.

Exibições: 60

© 2021   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço