Escola de Redes

ATENÇÃO: NÃO É PARA DISCUTIR E SIM PARA TRADUZIR. MENCIONE O PEDAÇO (OU OS PEDAÇOS) QUE VOCÊ TRADUZIU E PUBLIQUE A TRADUÇÃO NO CAMPO DE COMENTÁRIOS.

Pedaço 1
FP — In your book you explain very clearly the three dimensions of matter, process and form…

FC — Right, and meaning is the fourth dimension in social systems. Let me just say that extending the theme of the three dimensions to the social domain has been a major problem for me, because in my original framework I used the terms structure, pattern and process. I adopted the language from biology, and then I found out that social scientists also talk about structure, but they mean something very different. What they mean is more like what I call pattern. This created a lot of confusion for me, and finally I changed my terms, and I am now talking about matter, form, process and meaning.

The perspective of matter is the perspective of physics and chemistry, where you deal with material structures, with energy, with entropy, with all these concepts of physics and chemistry.

The perspective of form is really the perspective of complexity theory where you deal with concepts like organization, complexity, pattern and so on.

Pedaço 2
The process part is very broad because there can be physical processes, chemical processes or cognitive processes. This is where cognition comes in, in the process part.

And then, "meaning" is a sort of catchword, or a label, for the whole dimension of consciousness and culture, where we have values, purpose, goals, strategies, conflicts, power, and so on. Power is actually a very interesting part. One of the drawbacks of many previous attempts to use systems theory, or complexity theory, to talk about social issues has been that those people were unable to deal with the issue of power. For example, when they talk about business organizations, about how to make the organization more relevant, how to make it work more smoothly, people would often say, “when I go back from the seminar on Monday morning, my boss says we have to increase market share, we have to fight off the competition,” and so on. The systems theorists could not really fit that in, because from the very beginning power was nowhere in their framework, nor were values or meaning. This is what is different in my approach. I include the dimension of meaning from the beginning.

Exibições: 114

Respostas a este tópico

FP - Em seu livro você explica muito claramente as três dimensões da matéria, do processo e do formulário…
FC - Endireita, e o meaning está a uma quarta dimensão em sistemas sociais. Deixe-me palavra justa que estender o tema das três dimensões ao domínio social foi um problema principal para mim, porque em minha estrutura original eu usei os termos estrutura, teste padrão e processo. Eu adotei a língua da biologia, e então eu encontrei para fora que os cientistas sociais falam também sobre a estrutura, mas significam algo muito diferente. O que significa é mais como o que eu me chamo teste padrão. Isto criou muitos da confusão para mim, e finalmente eu mudei meus termos, e eu estou falando agora sobre a matéria, o formulário, o processo e o significado. O perspective da matéria é o perspective da física e do chemistry, onde você trata das estruturas materiais, com energia, com entropia, com todos estes conceitos da física e do chemistry. O perspective do formulário é realmente o perspective da teoria de complexidade onde você trata dos conceitos como a organização, complexidade, modela e assim por diante.
Pedaço 2: a parte process é muito largo porque pode haver uns processos físicos, uns processos químicos ou uns processos cognitive. Isto é o lugar aonde a cognição vem dentro, na divisória do processo. E então, “significar” é uma sorte do catchword, ou uma etiqueta, para a dimensão inteira do consciousness e da cultura, onde nós temos valores, finalidade, objetivos, estratégias, conflitos, poder, e assim por diante. O poder é realmente uma divisória muito interessante. Um dos inconvenientes de muitas tentativas precedentes de usar a teoria dos sistemas, ou a teoria de complexidade, falar sobre edições sociais foi que aqueles povos eram incapazes de tratar da introdução do poder. Por exemplo, quando falam sobre organizações do negócio, sobre como fazer a organização mais relevante, como a fazer trabalhar mais lisamente, povos diriam frequentemente, “quando eu vou para trás do seminário sobre a manhã de segunda-feira, minha saliência diz que nós temos que aumentar a parte de mercado, nós temos que lutar fora da competição,” e assim por diante. Os theorists dos sistemas não poderiam realmente caber aquele dentro, porque do poder muito de começo estava em nenhuma parte em sua estrutura, nem eram os valores ou o significado. Este é o que é diferente em minha aproximação. Eu incluo a dimensão do significado do começo.
Caro Sérgio, a tradução acima foi feita por um programa de tradução, não? Acho que neste caso é necessário fazer uma boa revisão. Abraços.

Sérgio Luis Langer disse:
FP - Em seu livro você explica muito claramente as três dimensões da matéria, do processo e do formulário…
FC - Endireita, e o meaning está a uma quarta dimensão em sistemas sociais. Deixe-me palavra justa que estender o tema das três dimensões ao domínio social foi um problema principal para mim, porque em minha estrutura original eu usei os termos estrutura, teste padrão e processo. Eu adotei a língua da biologia, e então eu encontrei para fora que os cientistas sociais falam também sobre a estrutura, mas significam algo muito diferente. O que significa é mais como o que eu me chamo teste padrão. Isto criou muitos da confusão para mim, e finalmente eu mudei meus termos, e eu estou falando agora sobre a matéria, o formulário, o processo e o significado. O perspective da matéria é o perspective da física e do chemistry, onde você trata das estruturas materiais, com energia, com entropia, com todos estes conceitos da física e do chemistry. O perspective do formulário é realmente o perspective da teoria de complexidade onde você trata dos conceitos como a organização, complexidade, modela e assim por diante.
Pedaço 2: a parte process é muito largo porque pode haver uns processos físicos, uns processos químicos ou uns processos cognitive. Isto é o lugar aonde a cognição vem dentro, na divisória do processo. E então, “significar” é uma sorte do catchword, ou uma etiqueta, para a dimensão inteira do consciousness e da cultura, onde nós temos valores, finalidade, objetivos, estratégias, conflitos, poder, e assim por diante. O poder é realmente uma divisória muito interessante. Um dos inconvenientes de muitas tentativas precedentes de usar a teoria dos sistemas, ou a teoria de complexidade, falar sobre edições sociais foi que aqueles povos eram incapazes de tratar da introdução do poder. Por exemplo, quando falam sobre organizações do negócio, sobre como fazer a organização mais relevante, como a fazer trabalhar mais lisamente, povos diriam frequentemente, “quando eu vou para trás do seminário sobre a manhã de segunda-feira, minha saliência diz que nós temos que aumentar a parte de mercado, nós temos que lutar fora da competição,” e assim por diante. Os theorists dos sistemas não poderiam realmente caber aquele dentro, porque do poder muito de começo estava em nenhuma parte em sua estrutura, nem eram os valores ou o significado. Este é o que é diferente em minha aproximação. Eu incluo a dimensão do significado do começo.
Caros Sérgio e Augusto, aí vai minha contribuição...

Pedaço 1 e 2:

FP - Em seu livro você explica muito claramente as três dimensões da matéria, processo e forma...

FC - Sim, e significado é a quarta dimensão em sistemas sociais. Deixe-me apenas dizer que ampliar o tema das três dimensões para o domínio social tem sido um grande problema para mim, porque no meu quadro original eu usava os termos estrutura, padrão e processo. Eu adotei a linguagem da biologia, e então descobri que os cientistas sociais também falam de estrutura, mas que significa algo muito diferente. O significado para eles é mais próximo do que eu chamo de padrão. Isto gerou uma grande confusão para mim, e, finalmente, mudei de termos, e agora estou falando de matéria, forma, processo e significado.

A perspectiva da matéria é a perspectiva da física e da química, onde se tratam de estruturas materiais, de energia, com a entropia, com todos esses conceitos da física e da química.

A perspectiva da forma é realmente a perspectiva da teoria da complexidade, quando você lida com conceitos como organização, complexidade, padrão e assim por diante.

O âmbito do processo é muito amplo, porque pode haver processos físicos, processos químicos ou processos cognitivos. É aqui onde surge a cognição, no âmbito do processo.

Portanto, "significado" é uma espécie de slogan, ou um rótulo, para toda a dimensão da consciência e da cultura, onde temos os valores, propósitos, metas, estratégias, conflitos, poder, e assim por diante. O poder é, na verdade, um âmbito muito interessante. Um dos inconvenientes das várias tentativas anteriores em se usar a teoria dos sistemas, ou a teoria da complexidade, para falar sobre as questões sociais, foi que essas pessoas foram incapazes de lidar com a questão do poder. Por exemplo, quando eles falam sobre as organizações empresariais, de forma a tornar as organizações mais apropriadas, fazer com que funcionem mais suavemente, as pessoas frequentemente dizem: "quando eu voltar do seminário, na segunda-feira de manhã, o meu chefe vai dizer que precisamos aumentar a participação de mercado, temos de rechaçar a concorrência”, e assim por diante. Os teóricos de sistemas não podiam realmente incluir isso, uma vez que o poder não constava, desde o início, do seu âmbito de trabalho, nem havia valores ou significados. Isto é o que diferencia a minha abordagem. Eu incluo a dimensão do significado desde o início.

RSS

© 2021   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço