Escola de Redes

A dance tribe forming spontaneously at a music festival. Dica do Reinaldo Pamponet do http://sethgodin.typepad.com/seths_blog/2009/06/guy-3.html

Classificação:
  • Atualmente, 0/5 estrelas.

Exibições: 118

Comentar

Você precisa ser um membro de Escola de Redes para adicionar comentários!

Entrar em Escola de Redes

Comentário de Luciele Nardi Comunello em 7 agosto 2009 às 16:51
Hehehe muito bom!
Comentário de Marcelo Estraviz em 7 agosto 2009 às 15:59
Aqui dá pra ver como ser o guy #1 dá trabalho até a coisa acontecer: http://www.youtube.com/watch?v=ZbI0QOI6_-4 pensam que é fácil viralizar? :)
Comentário de Julio Carvalho em 25 junho 2009 às 13:24
... o terceiro cara é importante, mas não mais importante do que os outros ....se não seria hierarquia e não rede, 'só atraves do terceiro realizaremos' ... e mesmo porque ele é o 3º a partir de que ponto de vista? ... pra mim ele é o 5° ... porque antes do 1º dançarino, tem o Dj, e antes do Dj, o cara que chamou o Dj... aproveitando ... , " esse elemento difuso que transforma algo em enxame" #MarceloEstraviz, não é só 1 elemento , no caso ali são varios, alguem reparou na paisagem atrás do dançarino? ..ele dança porque tem uma música tocando, etc... e o mais importante, tem uma multidão http://migre.me/2OO7 de pessoas naquela festa, que cria o ambiente propicio para aquele ato,... e provavelmente, muitos outros momento de swarming estão acontecendo naquela multidão, com maior ou menor intensidade ... swarming de uma certa forma espontâneo , e não provocado intencionalmente como o do cara do metro, que na realidade é fictício, e não como vimos captado ali na festa.... espontâneo não hierárquico...
Comentário de Julio Carvalho em 25 junho 2009 às 12:28
Os Srºs já foram em uma Rave? Isto é o Trance ... é bem mais comum do que se imagina, .. vão numa festa dar uma conferida... , os jovens de agora , não estão querendo se organizar em rede, eles são rede, ... eles não querem atingir o Trance , eles transcendem... vão lá vão... confiram... na boa. Esse vídeo pode ser tosco, mas pra mim é o melhor ex. de swarming que vi "ao-vivo-e-a-cores" até agora. Texto simples mais legal Celebração Da Tecnologia: Música Eletrônica E Raves http://migre.me/2Oyx #PauloAbdala ...
Comentário de Gilberto Fugimoto em 19 junho 2009 às 13:59
Engraçado a coincidência em outra proposta o video Bodhisattva in metro tbém mostra netweaving nos grupos reunidos ao acaso.
Coincidência acho que Yung explica...
Comentário de Marcelo Estraviz em 18 junho 2009 às 11:54
eu acho que faltam mesmo os guy #3. é a ativação, é o número mágico, já estudado em épocas new age quando discutiam o vôo dos pássaros. é o click. não a pessoa #3, mas esse elemento difuso que transforma algo em enxame.
Comentário de Augusto de Franco em 18 junho 2009 às 8:31
Seth pensa com a "cabeça da rede"? We need more guy #3s, ou todos nós somos eles; i. e., é a configuração da rede que os (nos) "produz" como tais?
Comentário de Augusto de Franco em 18 junho 2009 às 8:29
Post: Guy #3 do SETH'S BLOG:

Paul just sent over this video of a dance tribe forming spontaneously at a music festival.

My favorite part happens just before the first minute mark. That's when guy #3 joins the group. Before him, it was just a crazy dancing guy and then maybe one other crazy guy. But it's guy #3 who made it a movement.

Initiators are rare indeed, but it's scary to be the leader. Guy #3 is rare too, but it's a lot less scary and just as important. Guy #49 is irrelevant. No bravery points for being part of the mob.

We need more guy #3s.

© 2019   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço