Escola de Redes

Classificação:
  • Atualmente, 5/5 estrelas.

Exibições: 2304

Favorito de 4 pessoas

Comentar

Você precisa ser um membro de Escola de Redes para adicionar comentários!

Entrar em Escola de Redes

Comentário de kusum toledo em 3 abril 2011 às 7:19
Karácolis, Augusto! Como este trabalho é inspirador!!! Gradecida.
Comentário de Augusto de Franco em 23 março 2011 às 15:55
Comentário de Augusto de Franco em 22 março 2011 às 4:57

Foi a primeira coisa que fiz, Thiago. A versão preliminar integral está no 4shared, na homepage desta plataforma. O link é Fluzz

No entanto, o e-Book não estava. Fiz agora o upload: Fluzz e-Book

Atenção: as versões são diferentes, quer dizer, o conjunto de links do e-Book compõe um texto final diferente da versão preliminar integral.

Comentário de Thiago Santos de Moraes em 22 março 2011 às 4:03
Devia haver uma maneira de efetuar o download sem ter de fazer uma conta no slideshare ou no FB (odeio FB). Por que não disponibilizar a obra no 4share?
Comentário de Aureo Magno Gaspar Pinto em 19 março 2011 às 18:09
Augusto, uma sugestão: talvez a relação entre o comentário do Thiago e sua resposta possa ficar mais fluida se, na apresentação, o link "Para ler clique aqui" fosse trocado por algo como "Para melhor entender clique aqui" ou um outro convite para quem assistir à apresentação se aprofundar no texto.
Comentário de Lilian Langer em 19 março 2011 às 17:37
Augusto, um espetáculo! Além de belo, uma sintese muito bem feita das tuas idéias... e muito prática para consulta... portanto, efetiva!  abraço e parabéns.
Comentário de Thiago Santos de Moraes em 19 março 2011 às 7:17
Naturalmente que as pontuações que fiz são superficiais, já que possuem como referência apenas o que está no slide. Em geral, gostei do que vi (pode ter parecido o contrário, mas não foi isso).
Comentário de Augusto de Franco em 18 março 2011 às 5:55

Só vale a pena ler o e-Book se fizermos um esforço para entender a fundamentação das sentenças que aparecem nos slides. Tem que clicar nos links (no canto inferior esquerdo de cada página) para ler.

Vou dar um exemplo. Do ponto de vista de Fluzz o indivíduo é uma abstração. O que existe como ser humano concreto é sempre a pessoa. Mas para entender a diferença entre indivíduo e pessoa é necessário ler o capítulo intitulado "Pessoa já é rede". Este exemplo é para mostrar que se quisermos entender um pensamento, uma construção conceitual - mesmo que seja para discordar dessa elaboração - temos que entender as suas convenções (as definições), os pressupostos, os princípios, as inferências e consequências estabelecidas no âmbito da teoria construída.

Comentário de Thiago Santos de Moraes em 18 março 2011 às 3:36
"Hierarquia não é o mesmo que liderança"

 

Ok, é verdade, mas a liderança pode, perfeitamente, se dá de forma hierárquica.

 

"Nenhuma hierarquia é natural"

 

É precisamente o contrário, a existência de hierarquias é algo muito natural, pois deriva da diversidade de dons entre os homens.

 

"A nação não é uma comunidade concreta. É uma comunidade imaginária, de certo modo inventada pelo Estado e seus aparatos."

 

Toda comunidade é imaginária, na concretude só existe o indivíduo. E a nação é anterior ao Estado, tanto que um pode existir sem o outro.

 

"Boa parte do que chamamos de trabalho se exercerá como divertimento, jogos, creative games."

 

Na década de 1970 falaram muito isso, bem como no início da década passada, mas o resultado das mudanças sociais foi mais trabalho (ou, pelo menos, foi percebida como mais trabalho). 

Comentário de dalberto adulis em 17 março 2011 às 14:05

Ola Augusto.

 

O ebook nao sei, mas a apresentação está lindissima. Parabens...

Alem de abordar os temas centrasi de forma apropriada e poetica tenho que dizer que aodrei quando usa a expressao idiota referindo-se aos infelizes que continuam chamando os websites para redes sociais de redes sociais, confundindo as ferramentas com "a coisa em si" (como chamava Durkheim os fatos sociais). 

 

Abracos

dalberto

© 2017   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço