Escola de Redes

Não sei se este seria o local adequado, mas aqui é que começo.


Quando entrei na E=R não tinha muita idéia do que encontraria. A minha única certeza era a de que se tinha gente era bom.


De lá prá cá tenho estudado muito e estou descobrindo em mim o tal autodidata. Até meu espanhol e inglês, que estavam mais do que enferrujados estão sendo “azeitados”.


Mas vamos ao que interessa.


É muito difícil trabalhar com quem não sonha, no sentido de perspectivas futuras, possibilidades ou mudanças. Pior ainda é quando são crianças e adolescentes.


Este é um universo distante para muita gente e boa parte destas pessoas não fazem a menor idéia da situação das crianças e adolescentes neste país.


Minha contribuição é muito pequena e o número de atendidos menor ainda, no universo de minha cidade. Isto dá uma terrível sensação de impotência, de enxugar gelo ou apagar incêndio.

 

Há alguns anos vi uma luz, uma chama fraca, mas persistente, que muda uma determinada postura.

 

Esta chama que os transforma é a apropriação de um mundo diferente, em uma lan house.

É emocionante estar ali, com eles.


Esse trololó inicial, extenso é bem verdade,  é para agradecer ao Cacau Guarnieri e ao Augusto de Franco que na CICI2011, lançaram o social game - O MELHOR LUGAR DO MUNDO (se a memória não me trai) e, acenderam nesta jovem senhora um lança chamas de idéias e esperança.


Pensar que há uma possibilidade real de mostrar a estes meninos e meninas que eles podem criar um mundo desenhado por eles, me deixou emocionada. Você não tem idéia de quanto.

Nunca joguei nada além de paciência e jogo da velha. Não tenho a menor intimidade com estes jogos “mudernos”.

Mas para trabalhar um futuro digno para os meninos e meninas, estou disposta a aprender.

 

Antes que eu comece a viajar e a chorar mais, deixo aqui a razão deste texto: - Cacau e Augusto, muito obrigada. Guará


Exibições: 48

Comentar

Você precisa ser um membro de Escola de Redes para adicionar comentários!

Entrar em Escola de Redes

© 2019   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço