Escola de Redes

De: Claudio Estevam Prospero 
Enviada em: sexta-feira, 4 de novembro de 2011 12:31
Assunto: [SINAPSES] Os modelos de Gestão Emergentes / "Emergidos" não utilizam mais paradigmas Burocracias, Exércitos, Igrejas, Industrias – “feudos / silos com comunicação por topos de hierarquias”. Busca-se as estratégias de Redes. Como uma Banda de Jazz.

 

Os modelos de Gestão Emergentes / “Emergidos” não utilizam mais os paradigmas dos Burocracias, Exércitos, Igrejas, Industrias – “feudos / silos com comunicação por topos de hierarquias” [1]. A velocidade das mudanças atuais nos mercados e nas sociedades, inviabilizam as formas excessivamente hierárquicas (organizações de comando e controle – “você não faz nada até receber ordens”).

 

Os modelos que tem se mostrado mais eficazes (exemplos: Amazon, Google, Inocentive, Wikipédia, Alcoólicos Anônimos, a Toyota, a IBM e a Al Qaeda) utilizam paradigmas baseados em Co-(E)-Laboração (Elaborar em Conjunto),  Co-Operação (Operar em Conjunto), Co-Ordenação (Avaliar e Decidir em Conjunto) [2]. (Na TIC => SOA / WEB).

 

 

[1] Formas de operar em realidades “mais estáveis”: Sociedades Caçadoras / Coletoras (milhões de anos – incluindo os primatas), Sociedades Agrícolas (milhares de anos), Sociedades Industriais (centenas de anos).   Sociedades de Serviços / Pós-Industriais / etc.  (dezenas de anos).  (Obs,: onde se lê Sociedades, leia-se Sociedades onde predominam uma forma de organização das atividades. As formas anteriores sempre sobrevivem, como atividades marginais (ainda existem sociedades humanas Caçadoras / Coletoras)).

 

Os acontecimentos obedecem padrões identificados e estáveis por longos períodos de tempo. A experiência prática (repetição de ações e desafios) cria a competência.

 

[2]  A maioria das equipes multidisciplinares, presentes nas Organizações Complexas da atualidade, não podem ter gargalos de comunicação e decisão. Exemplos:

  • Salas de Centros Cirúrgicos tem equipes com várias especialistas da área de saúde, tecnologia de informação (análises computadorizadas), engenheiros mecatrônicos (robótica), etc.
  • Projeto GENOMA envolveu vários especialistas da área da biologia, tecnologia da informação (modelos genéticos)

        Aqui não cabe mais a figura do Chefe, que aprendeu através de “anos de casa” e centraliza o planejamento, decisões e avaliações. As habilidades requeridas são mais próximas de uma Banda de Jazz, que faz a música ao sabor do momento. Ou uma solução intermediária; uma Orquestra.

A inovação contínua torna irrelevantes muitas experiências práticas. Metade do conhecimento aprendido em universidades torna-se inválido em dois anos. Padrões, nos acontecimentos, válidos por períodos de tempo cada vez mais curtos. A capacidade de identificar alterações de padrões e reagir às mudanças (desaprender aprender, continuamente) cria a competência


        Um estudo interessante sobre o assunto pode ser encontrado em:

 

SEXTA-FEIRA, 16 DE JANEIRO DE 2009

A Estrela-do-mar e a Aranha

http://livros2009.blogspot.com/2009/01/estrela-do-mar-e-aranha.html

 

O conhecimento e seu prazo de validade.

http://www.ibtn.org/archives/54

 

 

A estrela-do-mar é fluida, descentralizada, renasce, qual Fénix, continuamente das suas próprias cinzas, a aranha é cerebral, centralizada e hierárquica. Dois seres de características muito diferentes, cada qual com o seu habitat natural. Mas que por vezes se vêm face a face. Será esta cidade pequena demais para estes dois?


Os Apaches organizam-se em pequenos círculos descentralizados, sem comando e sem controlo, o exercito espanhol é experiente, forte e disciplinado, mas quem é que ganhou o confronto?

E se cruzarmos uma aranha com uma estrela-do-mar o que é que acontece?

A resposta parece ser a do comum bom senso: no meio é que está a virtude. Mas o problema é que o meio, não é igual para todas as organizações e está em constante movimento.

Um livro sobre organização. Um tema que muito me interessa.

 

Uma resenha do livro:

Quem está no comando?: A estratégia da estrela-do-mar e da aranha

NÍVEA RODRIGUES DOS SANTOS Graduada em Letras pela Universidade de Brasília. Professora do Governo do Distrito Federal.

http://www.giovanoniconsultoria.com.br/uploads/noticia/64/E5A9BE12d...

 


Tenho reunido material e convido-os a conversar sobre o assunto em:

Governança e Liderança em Redes Sociais: http://redessociaisgovernanaliderana.blogspot.com/

 

Exibições: 1357

Comentar

Você precisa ser um membro de Escola de Redes para adicionar comentários!

Entrar em Escola de Redes

© 2018   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço