Escola de Redes

GRADIENTES EMOCIONAIS NA COMUNICAÇÃO CIDADÃ: Análise das transições simbólicas na prática social da intolerância religiosa

RESUMO
Esta pesquisa tem por objeto central verificar, no processo de comunicação, os
elementos presentes nas interações dialógicas realizadas pelos usuários de internet,
que produziram sentidos quanto à prática social da intolerância religiosa. O
fenômeno foi estudado nas repercussões midiáticas da ação judicial impetrada pela
Associação Nacional de Mídia Afro, que levou ao conhecimento da justiça a
existência de 14 vídeos disponíveis no YouTube, contendo cenas da Igreja Universal
do Reino de Deus, observadas como disseminadoras de conteúdos preconceituosos
e agressivos em relação às religiões candomblé (afro-brasileira) e umbanda
(brasileira). Consideramos o exercício da teoria denominada discurso de ódio, como
um perigo para a convivência social, bem como a necessidade levantada por
Theodor Adorno de que precisamos revelar os mecanismos que permitiram ao
longo da história humana a pratica social da intolerância. Assim, realizamos um
percurso investigativo-analítico que nos possibilitou verificar e demonstrar o que de
fato aconteceu no diálogo e no uso das palavras quando os internautas observaram
ou praticaram a intolerância. O eixo condutor foi a questão-problema: como o
diálogo mediado pela internet impactou a produção de sentidos do usuário quanto à
intolerância religiosa, na perspectiva da Nova Teoria da Comunicação, de Ciro
Marcondes Filho? Essa questão foi fundamentada na pesquisa bibliográfica,
qualitativa, com leitura crítica, análise de conteúdo e o metáporo como
procedimento. Ao final, consideramos ser possível tratar aspectos comunicacionais
por referência a gradientes emocionais. Tal percepção somente surgiu após análise
dos dados, momento em que se pensou o porquê da existência de variações
emocionais gradativas nas interações dialógicas que produziram sentidos na relação
que se criou entre as pessoas comunicantes. O que sugerimos, como hipótese a ser
aprofundada, é que os gradientes emocionais sejam estudados como fenômenos
comunicacionais organizados em algum tipo de escala, originados a partir de
valorações atribuídas em um nível muito basal da cognição humana e que tais
valorações servirão para medir a convivência e melhorar a prática de cidadania
comunicacional.
Palavras-chave: comunicação; produção de sentidos; intolerância religiosa;
emoções; Ciro Marcondes Filho.

https://mestrado.fic.ufg.br/up/76/o/Disserta%C3%A7%C3%A3o_-_Elizabe...

Exibições: 50

Comentar

Você precisa ser um membro de Escola de Redes para adicionar comentários!

Entrar em Escola de Redes

© 2018   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço