Escola de Redes

Empresas vão ter que mudar. Consumidores querem mais diálogo.

A revolução digital tornou toda sorte de informações acessível a consumidores, cada vez mais exigentes. E, com o advento da web 2.0, agora web 3.0 e amanhã web x.0, não queremos unicamente saber onde podemos encontrar um produto: Antes de comprar, queremos saber o que outros internautas acharam dele e, muito mais, queremos que a marca daquele produto nos ouça e dê um feedback. Em entrevista realizada pela Revista Wimóveis a Roberto Aloureiro, gerente de mídias sociais da construtora Tecnisa, ele disse que a única tendência concreta de marketing é a de que "as empresas vão ter que mudar".

O fato é que, embora canais como televisão e rádio ainda tenham elevada audiência, sendo de fundamental importância para determinadas campanhas publicitárias, o consumidor é cada vez menos receptivo às interrupções de VTs e Spots comerciais no meio de seu momento de lazer ou informação. Por outro lado, o mesmo se abre cada vez mais às empresas que buscam com ele o diálogo em canais onde ele se sente à vontade para falar, como as mídias sociais. Não quero dizer que os blogs e o Twitter vão acabar com o horário nobre da TV, mas que, de certa forma, a publicidade terá que se reinventar.

Por fim, eu não poderia deixar de falar na convergência das mídias, onde, por exemplo, uma campanha de TV leva pessoas a tuitarem sobre aquela marca no microblog que mais cresce no mundo. E não são apenas as redes sociais, mas também o SMS, se pensarmos em mobile marketing. Enquanto está no ônibus para casa, uma pessoa pode ver mensagem em mídia exterior e, ao enviar mensagem por celular a determinado número, pode participar de um sorteio, realizar uma compra, tirar dúvida ou até pedir a entrega de uma pizza em sua casa.

O vídeo abaixo (em inglês) mostra como ainda tem sido a relação de muitas agências de publicidade com os consumidores, alertando aos profissionais da área que, se eles não mudarem a forma de abordá-los (muito mais humana com o marketing 3.0 de Kotler), menos receptivos a contatos e campanhas de marcas, produtos e serviços eles (nós) estarão. Vale conferir, pois é uma forma divertida de mostrar que o mercado precisa se atualizar de acordo com o novo comportamento do consumidor.

Exibições: 36

Comentar

Você precisa ser um membro de Escola de Redes para adicionar comentários!

Entrar em Escola de Redes

© 2019   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço