Escola de Redes



Me movimentado entre Campo Grande e SP, hoje vivi duas situações em que auto-organização estava presente nas relações de uso e de produção do contexto.
- qdo no aeroporto sai da área de desembarque com a mala, lembrei-me do tempo em que havia na saída um sistema de conferência de bagagem. "Porteiros" sempre interferem no fluxo. Não lembro qdo, este sistema desapareceu dos aeroportos e, atualmente, os próprios passageiros fazem o filtro da bagagem.

Percebi que a auto- organização dos passageiros em relação às suas bagagens sempre esteve ali, o porteiro não deixava ela acontecer.

- no táxi, estávamos no congestionamento. O GPS, o rádio, informando os melhores e piores trajetos. O motorista interage o tempo todo com a informação e vai inventando um caminho. Construindo o roteiro no presente. Se auto-organizando no sistema de circulação da cidade.

Exibições: 460

Comentar

Você precisa ser um membro de Escola de Redes para adicionar comentários!

Entrar em Escola de Redes

© 2020   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço