Escola de Redes

 

            No início da década de 80, em Nova Iguaçú-RJ, iniciei um curso de Programação em Computadores, especificamente na linguagem Cobol, não conclui o curso. logo em seguida rumei à Redenção-Pará, estagiei no banco Bradesco, candidata forte à vaga em aberto. Desisti. Decidi voltar para meu povoado onde cheguei aos quatro anos de idade. Um lugar longe de tudo, literalmente era lata d'água na cabeça, arroz pilado no pilão- época em as crianças eram mais fortes devidos às caminhadas que faziam e a musculação num pilão de arroz e as cacetadas no coco babaçu- o povoado era dividido pela linha de ferro, o trem era o transporte de todos, um dia ia no voltava (São Luis-Teresina). A noite  luz do luar em dia de lua cheia, quando não era escuridão total, nas casas as lamparinas  ou lampiões. Alguns anos depois chegou  energia, logo em seguida o ensino fundamental maior foi implantado no nosso povoado Pau de Estopa, comecei como professora, afinal tinha o segundo grau  completo e cursado no Rio de Janeiro, era muita coisa para a ocasião! Anos se passaram e eu continuava professora, um dia prestei vestibular para licenciatura em Matemática, fui aprovada, esse eu conclui. Pouco tempo depois exatamente em 2005 passei a dirigir a escola na qual trabalhava, no final do ano letivo a escola recebeu um laboratório de informática com 10 computadores, de toda a cidade de Coroatá era o único daquele porte. Quatro anos depois mais cinco PCs e uma antena Banda Larga, internet chegou na roça, a única escola da zona rural com internet.

 

           Até então, nem por curiosidade tinha acessado a WEB. Então liguei pro meu filho, queria um msn e um orkut e não sabia como fazia ele fez e me deu instruções de como usá-los, a principio me senti vasculhando o alheio ao mesmo tempo que encantada com as descobertas e as possibilidades infinitas de estar a  qualquer momento em qualquer lugar, reencontrar amigos. Depois senti necessidade de algo novo, mas ainda não dominava nem um pouco o mundo virtual, criei um blog para minha escola :Escola Municipal Pau de estopa I onde é postado todos os trabalhos desenvolvidos pelos professores e alunos, navegando nas ondas do mundo digital se encontra soluções e resoluções para amanizar nossos problemas educacionais, morais e éticos. Apresentamos projetos para a Câmara Municipal de Coroatá, defendidos por alunos do Projeto Parlamentar - criado pelo presidente da Câmara-, onde Saara e Irene Nouseiainen foram de uma participação espetacular.

 

           Nessa paisagem de Gonçalves Dias, toda menina que passa , quer ser enfermeira, médica, professora. Mas por ter nascido aqui, nestes lados do sertão do maranhão, por ter se criado entre palmeiras de babaçu, vai ser antes de tudo, uma quebradeira de coco.

 

           Hoje sou uma educadora, antes quebrei coco, mas, tive o tino de escolher o giz, a caneta e não o cacete. E hoje estou diante de uma tela vislumbrada com as letras que surgem com uns leves toques no teclado transformando meus pensamentos e segredos em palavras para o mundo inteiro.

 

           E foi assim que eu entrei na rede...

 

 

 

Exibições: 51

Comentar

Você precisa ser um membro de Escola de Redes para adicionar comentários!

Entrar em Escola de Redes

Comentário de Alzaí Amorim em 14 agosto 2011 às 13:40
O que eu aprender na Escola de Redes vou passar adiante.!!!!!!

© 2019   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço