Escola de Redes

Olá,
Sou um entusiasta dos teus posts, trabalho na hotelaria e sou pós-graduando de Gestão de Pessoas/FGV, em Vitória. Estou escrevendo um TCC sobre como o Gestor de Pessoas em suas organizações podem ou devem tirar proveito da comunicação 2.0 para gerir o conhecimento dentro das tuas respectivas áreas de atuação.
Pensei numa pesquisa, mas preciso de opniões de gabarito como a vossa. Poderia me ajudar? Como linkar Gestão de Pessoas a Gestão do Conhecimento através da Comunicação 2.0?

Exibições: 78

Comentar

Você precisa ser um membro de Escola de Redes para adicionar comentários!

Entrar em Escola de Redes

Comentário de Rodrigo Gerolineto Fonseca em 18 dezembro 2010 às 17:46

Coloco aqui postagem que comenta uma conferência de P. Levy. Meu olhar para este post foi na perspectiva educacional. Considerando o seu foco, chamo a atenção para a necessidade de encontrar uma metodologia para a discussão interdisciplinar, o que pressupõe, creio, a busca de marcos epistemológicos, evitando a transposição de conceitos. Me chama a atenção, particularmente, os sentidos de construção em potencial tanto nos diálogos entre disciplinas,quanto na pluralidade das redes. Como Sugata Mitra sugere ( vídeo1 2 no TED a respeito ), o conhecimento pode ser autogestionário, a inteligência se potencializa quando se retira a hierarquia que controla a capacidade de aprender das pessoas. O problema é: Como o gestor pode atuar sem estabelecer uma relação assimétrica com o conjunto que produz conhecimento? É possível haver conhecimento coletivo relevante quando o gestor obviamente se coloca fora do coletivo de produção e o observa? Em que medida gerir o conhecimento corre o risco de se tornar uma relação de consumo?

Quais as distinções entre conhecimento espontâneo e autogestionário?  Oferecer problemas a serem resolvidos é uma forma de controle, sem dúvida...

 

 

 

 

Comentário de Daisy Grisolia em 18 dezembro 2010 às 9:44

Hi Felipe

Não sou especialista, mas vão aqui algumas sugestões...

 

Existe conhecimento sem pessoas? Existe conhecimento sem comunicação?

 

Um bom começo para o seu TCC seria estudar Manuel Castells e como ele entende as transformações no padrão de relações sociais ( incluindo as relações de trabalho, produção e consumo) a partir dos avanços nas tecnologias da comunicação e informação.

 

Aí mesmo na FGV você pode conversar com a Profa Ana Cristina Braga Martes que recentemente publicou um livro sobre Redes  e Sociologia Econômica. É uma revisão cuidadosa dos conceitos mais importantes.

 

A Comunicação 2.0, ou seja aquela mediada pela web 2.0, trabalha com paradigmas diferentes da sociedade industrial - compartilhar, colaborar, fluxos, agenciamento e monitoramento em vez de controle por poucos, hierarquias, típicos da sociedade industrial. Aqui na escola de redes há excelente material para fazer uma boa revisão sobre isso. Mas como o Augusto costuma dizer sempre (e tem razão) são apenas ferramentas, as pessoas é que farão toda diferença quando aprenderem a usá-las em todo seu potencial.

abs

Daisy

Comentário de Augusto de Franco em 18 dezembro 2010 às 7:34

Caro Felipe. Não sei se você se dirigiu a mim. Aqui na E=R existem várias pessoas mais enfronhadas que eu no assunto. E com melhores condições de responder suas perguntas.

© 2019   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço