Escola de Redes

Agende! Venha conhecer o LABE=R!

Cocriação todas quintas-feiras.

Das 14h às 18h.

Onde?

Praça Ernani Braga, 180, Alto de Pinheiros. Esquina com Pedroso de Moraes.

Acesso: 

Metrôs Faria Lima e Vila Madalena. Parada de ônibus na praça.

OBSERVAÇÕES DE AUGUSTO DE FRANCO

Cada lugar de cocriação é diferente, único. Depende do emaranhado que frequenta o lugar. Cada lugar tem um "astral", uma "egrégora" própria. Isso tudo, porém, é muito pessoal (no sentido social do termo, hehe).

Por exemplo, o que ocorrerá nas quintas-feiras a tarde, no LABE=R, não é o que costuma acontecer há mais de ano, nas quartas-feiras, no Festival de Ideias da Pamplona 1005. E não é o que acontecerá em outros lugares em que está se distribuindo o Festival de Ideias em 2013.

Nessas sessões abertas vai acontecer o que as pessoas quiserem que aconteça. Na verdade o lugar não é casa, o logradouro, o local físico. O ambiente é o lugar! O lugar no espaço-tempo dos fluxos é o emaranhado, sua identidade é a assinatura do campo que se formar, a configuração particular que ali se instalar.

A cocriação interativa (livre e aberta) é um processo que depende fundamentalmente das pessoas que querem fazê-la, que assumem isso como uma dimensão da sua vida, que atuam como guardiães do kernel (daquele kernel particular, glocal) e como netweavers.

Essa é uma atividade que não pode ser delegada a um funcionário, a um contratado, a um obediente. Quando acontece em uma organização hierárquica é sinal de que ali uma rede subterrânea (de pessoas) está florescendo, está emergindo e furando o bloqueio de todo entulho hierárquico que a sufocava.

Exibições: 402

Comentar

Você precisa ser um membro de Escola de Redes para adicionar comentários!

Entrar em Escola de Redes

Comentário de Luciana Annunziata em 6 fevereiro 2013 às 11:34

Vivi e Augusto, estou com a maior vontade de ir e ainda não consegui! Vou tentar depois do carnaval. Um grande abraço a todos.

Comentário de Augusto de Franco em 6 fevereiro 2013 às 10:32

APRENDIZADOS PARA QUEM QUER PROMOVER AMBIENTES DE COCRIAÇÃO

Cada lugar de cocriação é diferente, único. Depende do emaranhado que frequenta o lugar. Cada lugar tem um "astral", uma "egrégora" própria. Isso tudo, porém, é muito pessoal (no sentido social do termo, hehe).

Por exemplo, o que ocorrerá nas quintas-feiras a tarde, no LABE=R, não é o que costuma acontecer há mais de ano, nas quartas-feiras, no Festival de Ideias da Pamplona 1005. E não é o que acontecerá em outros lugares em que está se distribuindo o Festival de Ideias em 2013.

Nessas sessões abertas vai acontecer o que as pessoas quiserem que aconteça. Na verdade o lugar não é casa, o logradouro, o local físico. O ambiente é o lugar! O lugar no espaço-tempo dos fluxos é o emaranhado, sua identidade é a assinatura do campo que se formar, a configuração particular que ali se instalar.

A cocriação interativa (livre e aberta) é um processo que depende fundamentalmente das pessoas que querem fazê-la, que assumem isso como uma dimensão da sua vida, que atuam como guardiães do kernel (daquele kernel particular, glocal) e como netweavers.

Essa é uma atividade que não pode ser delegada a um funcionário, a um contratado, a um obediente. Quando acontece em uma organização hierárquica é sinal de que ali uma rede subterrânea (de pessoas) está florescendo, está emergindo e furando o bloqueio de todo entulho hierárquico que a sufocava.

Comentário de Augusto de Franco em 28 janeiro 2013 às 10:08

Altas horas no LABE=R

Comentário de Augusto de Franco em 28 janeiro 2013 às 7:50

Comentário de Augusto de Franco em 28 janeiro 2013 às 5:45

Conversa na entrada do LABE=R

© 2019   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço