Escola de Redes

Há uns 10 ou 12 anos atrás mantive um site no HPG do IG. Naquele site já fazia o que faço atualmente em meus blogs e nos sites das Redes Sociais como Orkut, Facebook, YouTube e Twitter. Produzo material multimídia desde aquele tempo. Textos, imagens e sons. Contudo há dois anos o HPG foi eliminado da web, juntamente com todo o conteúdo produzido pelos internautas. Isto foi uma grande perda para o ciberespaço.

Hoje em dia, vivemos no tempo dos bens não duráveis. Antigamente quando comprávamos uma geladeira esperávamos que ela durasse no mínimo uns 20 anos. Entramos na era do descartável. Confesso que isto me causa uma certa insegurança em relação à cultura produzida, postada e compartilhada nas redes sociais.

O Orkut, já parcialmente abandonado, vem sendo substituído pelo Facebook. Em breve surgirão outra redes, com mais recursos e tecnologias com melhor acabamento. O surgimento de algo melhor não pode, de maneira alguma, permitir a eliminação do anterior. Será preciso guardar o conteúdo que circula hoje para o acesso dos futuros internautas. Isto é a história da internet.

Ainda hoje lamentamos episódios históricos de perdas neste sentido. O fim do HPG é algo muito pequeno perto do que pode acontecer. E já aconteceu em outros tempos como no caso do incêndio na Biblioteca de Alexandria ou até mesmo nos estúdios da extinta TV Tupi. A vantagem é que hoje a produção cultural se multiplica com maior facilidade e é muito mais fácil fazer backup dos conteúdos.

Neste sentido fica um apelo aos grandes canais de distribuição cultural. Espero que daqui 20 ou 30 anos, mesmo tendo acesso a tecnologias mais desenvolvidas, ainda hoje desconhecidas, possamos acessar os vídeos que hoje assistimos em canais como YouTube e Vimeo, e relembrar as conversas que ficaram registradas nos sites das redes sociais. Isto é cultura e história. Salvemos o patrimônio cultural da humanidade.

Exibições: 109

Comentar

Você precisa ser um membro de Escola de Redes para adicionar comentários!

Entrar em Escola de Redes

Comentário de Juliano Paz Dornelles em 23 abril 2012 às 7:17

A recomendação é que sejam feitos backups semanais, quinzenais ou mensais de todo o conteúdo. Vídeos, imagens, áudio e textos. Principalmente do que se trata de material exclusivo e inédito. Nós blogueiros e produtores de conteúdo multimídia também lemos textos, assistimos vídeos e ouvimos composições de outros internautas.

É do nosso interesse que as outras pessoas também guardem seu material. nãos abemos até quando redes como YouTube, Blogspote wordpress permanecerão disponíveis.

De qualquer forma é interessante para nós que cada vez sejam produzidos mais conteúdos na web. Mias blogs, mais vídeos; Novos escritores e produtores de conteúdo. Senão não haveria o que compartilhar, nem de onde acessar idéias alternativas.

Quanto mais idéias diferentes das nossas pudermos acessar, maior será a aprendizagem. E mais coisas novas serão do nosso conhecimento.

Já tive perdas irreparáveis relacionados a fotos únicas, textos inéditos e outros materiais que jamais verei novamente. Para que isso não se repita é preciso tomar alguns cuidados. A internet está cheia de Hakers mal intencionados, que mesmo sem ganhar nada com isso, sentem prazer em causar o mal dos outros. E mesmo com a possibilidade de rastreamento de IPs, eles estão literalmente 'cagando e andando'. Mas tenho certeza de que com a tecnologia que temos hoje em dia estas pessoas serão facilmente encontradas e punidas.

De outro lado, se você estiver pronto e precavido, poderá retornar das cinzas quando for preciso. E tenho certeza de que se isto acontecer com você, você voltará mais forte. Esteja preparado.

A recomendação é fazer backup em pendrive, por e-mail, em CD e DVD. Assim como enviar o conteúdo para o maior número de sites e redes possíveis.

Fica a dica. 'Um homem prevenido vale por dois'

© 2020   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço