Escola de Redes

POR FAVOR, DÊ UMA RESPOSTA A ESTA MENSAGEM

Esta mensagem é dirigida especialmente àquelas pessoas que se conectaram aqui mas ainda não tiveram oportunidade de se apresentar e de interagir com as demais pessoas conectadas.

Se este é o seu caso, seria ótimo se você, que se conectou à Escola-de-Redes, pudesse dar uma resposta a esta mensagem. Nem que seja para dizer: "- OK, recebi". Ou: "Alô: estou vivo(a)".

Vou explicar os motivos.

Acabo de fazer um pequeno (ou breve?) levantamento: listei os nomes das pessoas conectadas aqui que fizeram alguma "aparição" (ou que emitiram algum tipo de sinal ou menção de compartilhamento: postando ou comentando mensagens de blog, vídeos, fóruns, grupos) nos últimos 267 dias (que são, exatamente, os dias de existência desta plataforma), pelo menos três vezes, mais ou menos distribuídos nestes quase 9 meses. A lista deu cerca de 80 nomes. Isso representa 3,7% dos registrados aqui.

Refinando a lista para elencar apenas os que comparecem proativamente de modo recorrente (semanal ou mensal), a lista cai para 25 pessoas, representando 1,2% do total de conectados pela plataforma Ning. Arredondando: 1% !

Imagino que, ao longo dos nossos nove meses de existência (no Ning), essa proporção não tenha se alterado significativamente.

E assim voltamos àquele misterioso 1%.

Sobre isso disparei hoje uma bateria de 3 twitts:

#E_R Não se desespere: em redes abertas muito numerosas apenas 1% das pessoas interagem de modo recorrente

#E_R Para alcançar o mínimo do intervalo de Dunbar (comunidade = rede distribuída 'todos-com-todos'), uma rede aberta deve ter 8 mil pessoas

#E_R É especulativo? É. Mas é o misterioso 1% http://bit.ly/1b5eui

Não estou reclamando, nem comemorando. Estou apenas constatando. Baseado em contas simples de freqüência.

Bem, mas continuando. Tenho a impressão - que pode não ser verdadeira - de que existem centenas de pessoas conectadas aqui que jamais responderam uma mensagem porque jamais receberam uma mensagem. Imagino que tenham se registrado neste Ning com um e-mail que não verificam. Simplesmente entraram um dia, fizeram login e senha, e nunca mais voltaram...

Será? Não tenho certeza. E não teremos segurança para afirmar isso se você não responder agora.

Sei que a dinâmica de uma rede virtual aberta - sobretudo quando proliferam tantos sites de relacionamento - é complicada mesmo.

Outro dia (01/08/09) a Daisy Grisolia fez um comentário sobre isso. Ela disse:

"As pessoas se associam com graus diferentes de disponibilidade e interesse, que variam ao longo do tempo - e isto não é necessáriamente ruim. Há uma série de publicações mostrando que, para uma determinada rede, há pelo menos tres grupos distintos de participantes: primeiro - aqueles que animam, em segundo - aqueles que comentam/dialogam com frequência e, finalmente, um terceiro grupo daqueles que orbitam (nuvem) em torno do tema. A proporção gira em torno de algo como 1:10:100 respectivamente. Estes "papeis" não são fixos, ao contrário, são intercambiáveis ao longo do tempo. O sentido de pertinência dá a coesão necessária para a continuação e conclusão das tarefas, mesmo que a intensidade de participação não seja exatamente a mesma.

Harrison Owen no Open Space Technology discute de uma forma interessante a função destas pessoas que ficam nas margens, ou aparentemente, andando de um grupo para outro, sem fazer aparentemente nada (veja Bumblebees and Butterflies). Ele os define como polinizadores (bumblebees) - que levam notícias de um lado para outro ou como criadores de espaços de silêncio (butterflies) igualmente importantes para que exista espaço de reflexão (=respiro) entre um fazer e outro."

Sim, temos de considerar tudo isso. Mas esta plataforma da Escola-de-Redes não deveria - pelo menos, como foi pensada - ter a mesma dinâmica de um site de relacionamento como MySpace, Facebook ou Orkut. Este site - o http://escoladeredes.ning.com/ - não é um site de relacionamento. E também não é uma rede social e sim uma das ferramentas de articulação e animação de uma rede social em construção: a Escola-de-Redes.

Para saber mais sobre a Escola-de-Redes, se você ainda não leu, sugiro que leia até o fim o texto Sobre a constituição da Escola-de-Redes.

Depois de tal leitura, seria interessante refletir também por que você se registrou. Só para ler o que está escrito, assistir os vídeos e fazer downloads dos textos não é necessário qualquer registro: esta é uma plataforma totalmente aberta. Ninguém precisa de convite para entrar, nem para sair. Ninguém precisa de registro para fazer nada, a menos que queira compartilhar alguma coisa com os outros conectados: escrever uma mensagem de blog, fazer um comentário, convidar para um evento, propor uma discussão, fazer upload de um texto, foto ou vídeo ou entrar em um grupo. Quem não pretende fazer nada disso, quem acha que, para se conectar a uma rede, não é necessário interagir com as outras pessoas ou dar qualquer tipo de sinal ou menção de compartilhamento, não precisa se registrar.

Fique tranqüilo(a). Ninguém terá seu registro cancelado aqui. Não acontecerá nada com quem deixar de responder esta mensagem. A não ser, é claro, com os outros, com o coletivo formado pelos registrados aqui: todos nós teremos mais dificuldade de avaliar a real dimensão desta plataforma e de aprender como usá-la construtiva e criativamente para a tarefa que se espera dela: ser um bom instrumento de netweaving da Escola-de-Redes.

Então, reitero o pedido: quando tiver um tempinho - bastam 10 segundos - responda essa mensagem usando o campo de comentários. Basta um "- OK".

Exibições: 929

Comentar

Você precisa ser um membro de Escola de Redes para adicionar comentários!

Entrar em Escola de Redes

Comentário de Manoel Antunes em 20 agosto 2009 às 16:55
Conectado, do jeito que o tempo permite!!!
Comentário de Tarás Antônio Dilay em 20 agosto 2009 às 16:09
Opa! estou vivo e acompanho sempre a escola de redes. Os textos são ótimos e aprendo cada vez mais estando aqui. Tenho algumas dificuldades em ampliar minha participação. Acho a ferramenta pouco intuitiva e isso tem me criado dificuldade. Mas acho também que é a falta de tempo para me dedicar a plataforma que tem colaborado decisivamente na minha eventual dificuldade de uso. Vamos em frente. Abraço a todos
Comentário de bia simonassi em 20 agosto 2009 às 15:21
gostei disso> "As pessoas se associam com graus diferentes de disponibilidade e interesse, que variam ao longo do tempo - e isto não é necessáriamente ruim. Há uma série de publicações mostrando que, para uma determinada rede, há pelo menos tres grupos distintos de participantes: primeiro - aqueles que animam, em segundo - aqueles que comentam/dialogam com frequência e, finalmente, um terceiro grupo daqueles que orbitam (nuvem) em torno do tema. A proporção gira em torno de algo como 1:10:100 respectivamente. Estes "papeis" não são fixos, ao contrário, são intercambiáveis ao longo do tempo. O sentido de pertinência dá a coesão necessária para a continuação e conclusão das tarefas, mesmo que a intensidade de participação não seja exatamente a mesma.

Harrison Owen no Open Space Technology discute de uma forma interessante a função destas pessoas que ficam nas margens, ou aparentemente, andando de um grupo para outro, sem fazer aparentemente nada (veja Bumblebees and Butterflies). Ele os define como polinizadores (bumblebees) - que levam notícias de um lado para outro ou como criadores de espaços de silêncio (butterflies) igualmente importantes para que exista espaço de reflexão (=respiro) entre um fazer e outro."

sou uma borboleta entao... cheers!
Comentário de Veruska Galdini em 20 agosto 2009 às 13:05
ok.
abraços
Comentário de Daniel Amadei em 20 agosto 2009 às 12:59
Olá a todos os conectados.
Estou na escuta.
Embora comente pouco, tenho aprendido bastante aqui nesse ambiente mágico.
Daniel Amadei - venho da área da produção de conteúdo em mídias digitais e eletrônicas.
Sou doutorando em Educação e Novas Tecnologias - PUC - SP.
Saudações gerais e viva a escola que é a Rede.
Comentário de LUCIA REGINA SCHAEPPI em 20 agosto 2009 às 12:34
Eu continuo acompanhando as novidades da Escola de Redes. Desejo sucesso! Lucia
Comentário de Mariana Bezerra Lyra em 20 agosto 2009 às 12:12
Recebido! Sempre observando as mensagens. Atualmente louca com a correria do meu dia a dia.
Abraços
Comentário de Alê Ramasine em 20 agosto 2009 às 10:29
A interação só ñ é maior por conta das atividades simultâneas... Mas estou conectada a proposta!
Comentário de Christiane Sampaio em 20 agosto 2009 às 10:28
Esqueci de acrescentar, que leio alguns artigos, acompanho todas as msgs e que estou lendo algumas das publicações disponíveis na biblioteca da Escola de Redes. Todo este material têm contribuído para minhas reflexões no campo profissional que atuo, inclusive têm provocado mudança de posturas, infelizmente, me enquadro no grupo que está sem tempo e, para ser sincera, ainda não me sinto madura/encorajada a postar aqui minhas próprias produções/textos..mas ainda chego lá!!
Comentário de MARCO ANTONIO PIRES DE OLIVEIRA em 20 agosto 2009 às 10:05
Recebido. Um abraço e parabéns pelo trabalho.

© 2019   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço