Escola de Redes

Roberta A. Andrade
  • 31, Feminino
  • Manicoré - AM
  • Brasil
Compartilhar no Facebook Compartilhar
  • Mensagens de blog
  • Tópicos
  • Eventos
  • Grupos (6)
  • Fotos (1)
  • Álbuns de Fotos
  • Vídeos

Amigos de Roberta A. Andrade

  • Miguel Isoni Filho
  • Ana Célia Costa
  • Jaqueline de Camargo
  • Delmo Lima de Araújo
  • Alessandra Cenerino
  • Luiz de Campos Jr
  • Sergio Storch

Grupos de Roberta A. Andrade

 

Página de Roberta A. Andrade

Informações do Perfil

Você está disposto(a) a ler até o fim o texto Sobre a constituição da Escola-de-Redes?
Sim
Este não é um site de relacionamentos. Você está ciente dos objetivos da Escola-de-Redes?
Sim

Quem sou eu e o que faço...

Tenho 23 anos, recém completos, e sou estudante do último semestre de Engenharia Florestal na ESALQ/USP.

Carioca de nascimento, criada em São Paulo-SP. Morei 10 anos em São Carlos e estudei em Piracicaba. Já morei no México (7 meses) e na Espanha (5 meses). Atualmente estou em Porto Velho-RO, fazendo meu projeto de conclusão de curso ("estágio profissionalizante"). Viajar faz parte da minha formação humana, mas não pretendo ser mais uma turista nesse mundo.

Escolhi cursar Engenharia Florestal por duas razões: queria salvar a Amazônia e ser útil para o mundo. No meu 3o. ano da faculdade decidi que queria trabalhar com Manejo Florestal Comunitário (MFC). Ainda esse ano, descobri, através de um amigo, a Economia Solidária (um dos marcos em minha forma de pensar). Fiquei fascinada. Explorei um pouco mais o tema trabalhando com uma ONG mexicana (UCISV-Ver), estudando por conta própria, participando de fóruns de discussão e indo a eventos. Conheci Boaventura, Celso Furtado e Paul Singer. Ainda estou no processo de leitura dos respectivos autores. Voltei do México e fiz um trabalho em dois assentamentos no Vale do Ribeira. Conheci o MST, reforma agrária e Paulo Freire (outro marco, muito grande). Fiz um intercâmbio à Espanha, onde mais do que nada atualizei a leitura e refleti sobre desenvolvimento (e o "mito" dele) através do contato com um outro "mundo" ao qual - confesso - sempre me havia deixado levar por um pré-conceito (a Europa).

Todo esse tempo sempre tive como questionamento a questão da organização social e tudo com o que ela se relaciona (inclusive todos os temas por quais passei nesses últimos 6 anos).

Tive contato com o tema das redes sociais quando ajudei o trabalho de campo de uma doutoranda, na Floresta Nacional do Tapajós (PA). "Descobri" as redes sociais eram realmente "um tema", enquanto estava na Espanha e uma amiga esteve trabalhando em uma parte de seu projeto de conclusão de curso com a análise de redes. Decidi que queria aprender mais e fiz uma proposta para trabalhar com o tema no meu estágio profissionalizante. "Vim parar" em Porto Velho, estagiando pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon, OSCIP de Belém-PA) e pelo Serviço Florestal Brasileiro (SFB), onde conheci um colega de trabalho dessa última instituição, que já havia trabalhado no DLIS e me apresentou à Escola de Redes.


Hoje em dia já não penso em "salvar", nem apenas a Amazônia e muito menos sozinha. Mas ando buscando (ao mesmo tempo que atuo) o meu papel no mundo.

Fotos de Roberta A. Andrade

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Caixa de Recados (12 comentários)

Você precisa ser um membro de Escola de Redes para adicionar comentários!

Entrar em Escola de Redes

Às 10:41 em 18 agosto 2010, RODOLFO JOSE DE CAMPOS CURVO disse...
vc conece o ucinet?
Às 14:47 em 29 abril 2010, Miguel Isoni Filho disse...
Agradecemos desde já sua aceitação em participar do nosso estudo.
Suas respostas no questionário da pesquisa serão de grande importância, ok.

P.S. Segue em mensagem, ok.
Às 19:26 em 8 abril 2010, Miguel Isoni Filho disse...
Caro Amigo,

Acabo de enviar um convite para se tornar seu amigo.
Contamos com sua participação na pesquisa que estamos desenvolvendo sobre Gestão de Comunidades Mediadas pela Internet – Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Abraços,
Às 20:57 em 15 fevereiro 2010, Miguel Isoni Filho disse...
Oi Roberta,

Fiquei muito feliz pelo trabalho que você vem realizando/ou realizou na região Norte do país. Realmente a implementação da análise de redes em seu estudo é algo que se encaixa perfeitamente.

Hoje, sou estudante de graduação em Administração (UFPB). Venho desde meu segundo período estudando as comunidades virtuais na iniciação científica (PIBIC/CNPq). Tal estudo é voltado, especificamente, para a área da gestão estratégica.

Vejo que o Net-Map que você apresentou é mais uma ferramenta que nos dará a oportunidade de ''viajar'' no mundo da análise de redes sociais. Por tá aprendendo esta e outras ferramentas, eu tenho pretensões de quem sabe submeter com meu orientador nosso terceiro projeto de pesquisa na iniciação científica voltado para o uso de análise de redes sociais.

Gostaria de saber se o uso da metodologia “análise de redes sociais” vem sendo realmente uma “forte” ferramenta para seus estudos? – Eu, particularmente, tenho muita curiosidade de saber como andam os trabalhos que fazem uso da análise de redes sociais.

Agradeço desde já sua atenção. 
Forte abração.
Às 9:46 em 2 fevereiro 2010, Luiz de Campos Jr disse...

Oi Roberta, obrigado pela atenção:
l.campos@futuroeducacao.org.br
Abraço, Luiz CJr.

Às 7:53 em 2 novembro 2009, Alessandra Cenerino disse...
Olá Roberta! Gostei muito do texto sobre o Net-Map que vc postou. Vou dar uma olhada com calma na ferramenta. Se eu puder ajudar em algo, estou a disposição. Abraços
Às 5:54 em 20 outubro 2009, Sergio Storch disse...
Oi Roberta
Seu texto sobre você é delicioso. Por circunstâncias fortuitas, estou envolvido num trabalho no Pará, minha primeira experiência (ainda bem superficial) na Amazônia. Meus filhos, de sua geração, também têm uma ligação forte com a Amazônia, especialmente o Acre. E, ao ler o seu texto, me ocorreu que uma grande contribuição, talvez indutora de ações semelhantes em outras regiões, poderia ser formar uma rede de netweavers amazônicos. E só nas pessoas que já vieram comentar a sua página, já há uma pequena massa crítica que pode prometer bastante, com apoio de técnicas como a ARS etc.
É só uma primeira provocaçãozinha...

Um beijo
Às 22:33 em 10 setembro 2009, Ana Célia Costa disse...
eu tenho um blog sobre a cultura manaura..pode acessar quando quiser. O nome dele é Prestenção. Sempre pesquiso sobre novas mídias..redes sociais...bem..isso é tudo novo.
A rapidez desse novos processos sempre me deixa curiosa e confusa as vezes kkkk
Às 22:26 em 10 setembro 2009, Ana Célia Costa disse...
Concordo!!! Vamos fazer a mobilização!!!
Às 7:25 em 25 agosto 2009, Clara Pelaez Alvarez disse...
Olá Roberta, bem vinda ao grupo de ARS!
 
 
 

© 2017   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço