Alguém já lhe perguntou qual seu propósito de vida!? Ou, melhor ainda, você já se perguntou qual sua Proposta de Valor!? O que norteia suas decisões e ações? O que você pode oferecer ao mundo, às pessoas e a você mesmo!? Essas são questões bastante filosóficas, eu concordo, porém, encontrar essas respostas dá muito mais significado às nossas vidas e a tudo o que fazemos, com certeza!

Já se tornou uma tradição estabelecer, no início de cada ano, as resoluções de ano novo! Confesso que me divirto com algumas delas pois se parecem mais com promessas (às vezes vazias de entusiasmo!) do que com objetivos propriamente ditos. Outras lembram mesmo os mais mirabolantes planos de como conquistar o mundo (às vezes o próprio mundo, diga-se de passagem).

Há pessoas que escrevem escopos completos, incluindo objetivos, metas, planos de ação e até mesmo prazos! Todos elementos imprescindíveis, segundo elas, para “seguir o plano” sem se “perder do caminho”, quase como um mal necessário para se poder cuidar tanto da “vida pessoal” quanto da “carreira”. Ainda assim, com planos ricamente descritivos, surgem questões importantes e recorrentes...

Para ler o artigo na íntegra clique aqui!!!