Escola de Redes

Nilton Lessa
  • Masculino
  • Niterói, RJ
  • Brasil
Compartilhar no Facebook Compartilhar

Amigos de Nilton Lessa

  • Giovanni Gigliozzi Bianco
  • edson pinto ribeiro
  • Fernando Cesar Pires Baptista
  • Ericsson Santana Marin
  • Sergio Venuto Magalhaes
  • André Luiz Silva
  • Lidia Eliane
  • Tatiane Rosa Rodrigues
  • Line Mayer
  • Maiko Silva Pinheiro
  • Rosi  Ribeiro
  • Paulo Ganns @pganns
  • Marcelo Maceo
  • Débora Barbosa da Silva
  • Benjamin L Franklin

Grupos de Nilton Lessa

Vídeos de Nilton Lessa

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos
 

Página de Nilton Lessa

Últimas atividades

Nilton Lessa respondeu à discussão Pensamentos esparsos sobre a dinâmica dos fluxos e origem da hierarquia de Marcelo Maceo
"Marcelo, Em muitos pontos do seu texto noto um uso que considero muito inapropriado dos conceitos de "redes"e hierarquias. Digo inapropriado no sentido de que,quando aplicados,  terminam obscurecendo fenômenos,…"
3 Abr, 2013
Nilton Lessa respondeu à discussão MATRIX - A VERSÃO DO PROGRAMA PARA DESENVOLVEDORES de Marcelo Maceo no grupo HIERARQUIA: A MATRIX REALMENTE EXISTENTE
"Marcelo, Nao sei se entendi muito bem o que vc escreveu aqui: "Ou seja, isso só ocorre se for espontâneo, nos pegar de surpresa, e por isso mesmo, pode ocorrer de forma coletiva, simultaneamente com várias pessoas?"…"
13 Fev, 2013
Posts no blog por Nilton Lessa

Swarm-mongering: Brainless blobs flock together

Swarm-mongering: Brainless blobs flock togetherSwarming isn't just for fish, birds and biological creatures – plastic micro-blobs can do it too, thanks to a purely physical mechanismBIRDS of a feather flock together and now so can brainless, inanimate blobs. These artificial swarms could shed light on the mechanisms behind the natural variety.The extent to which individual intelligence or underlying physical laws drive birds, fish and other organisms to swarm is still mysterious. To…Ver mais...
11 Fev, 2013
Nilton Lessa entrou no grupo de Augusto de Franco
Miniatura

BIBLIOTECA JACOB MORENO

Grupo para reunir, comentar e estudar a obra de Jacob Levy Moreno, sobretudo a parte diretamente relacionada às redes sociais
11 Fev, 2013
Nilton Lessa entrou no grupo de Augusto de Franco
Miniatura

HIERARQUIA: A MATRIX REALMENTE EXISTENTE

Este grupo foi criado a partir do post seguinte: "Decidido. Começo a escrever "A Matrix Existe". Vamos ver se sai em linguagem compreensível". Ver mais...
10 Fev, 2013
Nilton Lessa entrou no grupo de Paulo Ganns @pganns
Miniatura

RSA-1 - Redes Sociais Animalia-1

Grupo para discutir redes sociais dos animais - menos nós!Ver mais...
10 Fev, 2013
Nilton Lessa entrou no grupo de Augusto de Franco
Miniatura

LABE=R

Grupo dos interagentes no LABE=R, um Laboratório da Escola-de-Redes promovido por Augusto de Franco e seus amigos e amigas. Os laboratórios da E=R são pessoais, não institucionais. Ver mais...
10 Fev, 2013
Nilton Lessa entrou no grupo de Augusto de Franco
Miniatura

OPENSCIENCE

Para os que querem conversar sobre a proposta OpenScienceVer mais...
20 Nov, 2012
Nilton Lessa entrou no grupo de Augusto de Franco
Miniatura

QUARTO SIMPÓSIO DE INVERNO DA E=R EM CAMPOS DO JORDÃO

Como já é tradição, vamos começando a (des)organizar o IV Simpósio de Inverno da Escola-de-Rede em Campos do Jordão. DATA 22 a 24 de junho de 2012Ver mais...
19 Abr, 2012
Nilton Lessa entrou no grupo de Augusto de Franco
Miniatura

PLATAFORMAS DE APRENDIZAGEM

O objetivo deste grupo é colecionar links sobre plataformas de aprendizagem, bem como textos, vídeos e outros materiais sobre o assunto.Ver mais...
9 Abr, 2012
Nilton Lessa comentaram na página Comentários ao Small Bangs de Augusto de Franco no grupo CO-CRIAÇÃO
Miniatura
"Excelente, Augusto. Nem vou comentar, pois, basicamnete diria "é isto aí". Vou fazer eco em uma frase, pois na sua simplicidade resume muito:  "Trata-se, portanto, de constituir ambientes de livre…"
12 Mar, 2012
Nilton Lessa respondeu à discussão BIBLIOTECA BÁSICA DA DEMOCRACIA de Augusto de Franco no grupo BIBLIOTECA E=R
"E em alguns regimes democráticos, exemplo EUA e Reino Unido, cresce o número de pessoas que apoiam, aceitam ou se omitem quanto a práticas anti-democráticas e desumanas, como: vigilância contínua pelos…"
2 Mar, 2012
Nilton Lessa entrou no grupo de Eduardo Rombauer van den Bosch
Miniatura

Redes na Política

Nodo para estudar a emergência de novas abordagens na política a partir das redes sociais.
21 Fev, 2012
Nilton Lessa respondeu à discussão MINHA VISÃO DO PROCESSO ATUAL DO PROJETO de Augusto de Franco no grupo DOJO Nave Estação X
"Muito boa, Augusto! Devo estar maluco pois nao vi nada de maluquice nela. :-) Esta atividade dará "pano para as mangas" para muita cocriação. E ser tb um exemplo-perpetuamente-mutante de convivência em ambiente…"
9 Fev, 2012
Nilton Lessa respondeu à discussão MINHA VISÃO DO PROCESSO ATUAL DO PROJETO de Augusto de Franco no grupo DOJO Nave Estação X
"Precisa encontrar só mais 8 então. :-)  Abs.."
9 Fev, 2012
Nilton Lessa respondeu à discussão Mensalidade de apoio (doação) e associação plena (membership) de Eric Vieira no grupo DOJO Nave Estação X
"3) Nilton Lessa"
9 Fev, 2012

Informações do Perfil

Você está disposto(a) a ler até o fim o texto Sobre a constituição da Escola-de-Redes?
Sim
Este não é um site de relacionamentos. Você está ciente dos objetivos da Escola-de-Redes?
sim

Apresentação

Em 1996 Leila Pais de MirandaLuís Eugênio Pacheco e eu fundamos a Moleque de Idéias, um ambiente de convivência, criação e aprendizagem onde, desde então, adultos, crianças e adolescentes desenvolvem seus próprios projetos, partindo dos seus desejos e ideías. Cada criança na Moleque de Idéias tem o direito de escolher o que quer aprender e qual projeto quer desenvolver. Por acreditarmos que as tecnologias, digitais ou não, são fortes ferramentas de "empoderamento" dos indíviduos, na Moleque de Idéias as crianças tem acesso a uma ampla gama de possibilidades de expressão, das mais variadas. Vale a pena navegar na Moleque.Net para conhecer um pouco o que circula por aqui.

Obviamente como não há hierarquias nas redes de aprendizagem que ocorrem na Moleque, a organização que naturalmente emerge é baseada em interesses: crianças mais velhas interagindo com mais novas; adultos interagindo com elas e por aí vai.  Nestes quase 20 anos, temos todos aqui tido  a oportunidade de desenvolver, baseado em larga experiência prática, reflexões e publicações sobre os temas da livre-aprendizagem, da aprendizagem baseada na livre escolha dos itinerários formativos, na convivência possível e harmoniosa entre adultos, jovens e crianças e na possibilidade real de se construir ambientes em que se eliminam as tradicionais e arbitrárias fronteiras entre "profissionais" e "amadores", fazer e aprender e outras tantas dicotomias desnecessárias, inúteis, e avessas à inovação.

Vários membros da  Moleque de Idéias também participam ativamente de grupos de reflexão sobre novas formas de articulação de ambientes de aprendizagem, como o Românticos Conspiradores. O trabalho desenvolvido com as crianças já foi tema de artigos, depoimentos de educadores, etc, e referências podem ser encontradas na rede. 

Na Moleque de Ideias, como ambiente de FAZER-APRENDIZAGEM (categorias inseparáveis) , vários de seus membros envolvem-se também em projetos comerciais, notadamente na área de engenharia de software. A principal linha de pesquisa e trabalho do núcleo de interesse de engenharia de software volta-se para o desenvolvimento e integração de tecnologias para a auto-gestão do conhecimento em ambientes de aprendizagem baseados na livre escolha. Mas não há limites pré-estabelecidos sobre os temas e projetos nos quais os membros da Moleque envolvem-se. Há membros trabalhando e refletindo sobre projetos de permacultura, agricultura e pecuária urbana, democratização de canais e tecnologias de comunicação, sistemas de PDV baseados em realidade aumentada, etc.

Há larga experiência em engenharia de software circulando na Moleque: desenvolvemos sistemas críticos como os sistemas de precificação e fluxo de pagamentos do Grupo Pão de Açúcar; a plataforma de netweaving do sistema FIRJAN; sistemas de integração de centenas de bibliotecas para o Sistema CNI, sistemas de visualização de ontologias, etc. O interesse é : fazer a engenharia de software com gosto, ciência e arte; e primordialmente construindo coletivamente com todos que aqui convivem (crianças, profissionais, clientes) um ambiente de trocas de conhecimento, solidariedade e fazer-porque-gosta. 

Entre instituições parceiras e bons relacionamentos que desenvolvemos nestes anos estão a UnB, a UFF, a Fiocruz, a FIRJAN, Aniomagic-Boulder University, ModRobotics-Universidade de Cornell, Stagecast Inc, CEN, Sistema CNI, Grupo Pão de Açucar, SINDUSCOM-RJ, entre vários outros E, claro, toda a comunidade de centenas de famílias que interagem diretamente ou indiretamente conosco semanalmente.
Também sou membro de uma das primeiras empresa-rede do Brasil, a Netweaving HCW, especializada em programas de aprendizagem sobre redes sociais. E também interajo com frequência na Escola de Redes, refletindo temas relacionados à sociedade-em-rede e à teoria das redes. Desde 2011 tenho colaborado com Augusto de Franco em alguns artigos sobre o assunto, em especial na articulação de ideias das teorias das redes e fenomenologia da interação com as de ambientes de livre-aprendizagem.

Alguns sites para vc conhecer melhor o trabalho da Moleque de Ideias e outras redes das quais participo.

Blog de Nilton Lessa

Swarm-mongering: Brainless blobs flock together

Swarm-mongering: Brainless blobs flock together





Swarming isn't just for fish, birds and biological creatures – plastic micro-blobs can do it too, thanks to a purely physical mechanism

BIRDS of a feather flock together and now so can brainless, inanimate blobs. These artificial swarms could shed light on the mechanisms behind the…

Continuar

Postado em 11 fevereiro 2013 às 9:16

Bitcoin miners are in the money - New Scientist

Bitcoin miners are in the money

People are minting their own electronic currency to break free from the government-controlled economy

PEER-TO-PEER networks like Napster and Skype have already disrupted the music and telephone industries. Now a bunch of libertarians and internet geeks are hoping to do the same for cash with an online currency called Bitcoin.…

Continuar

Postado em 14 junho 2011 às 9:24

Makin' friends with Macon Money - New Scientist

Makin' friends with Macon Money



A social game that pays people to meet one another could help strengthen communities, and local economies



THE ties that bind the 92,000 residents of Macon, Georgia, are a little tighter these days. Since October, the locals – college students and senior citizens alike – have been playing Macon Money, a “social impact game”…

Continuar

Postado em 14 junho 2011 às 9:23

Como construir uma mente matemática global

New Scientist - 7/05-2011

How to build the global math brain



The first analysis of an attempt at wiki-style collaborative mathematics suggests the stereotype of the solitary mathematician needs revising

MATHEMATICIANS don't have to be brilliant loners. The …

Continuar

Postado em 31 maio 2011 às 10:52

Proposta de revisões controladas de artigos provoca forte debate na Wikpédia

Artigo publicado na ArsTechica, em:

http://arstechnica.com/web/news/2009/01/wikipedia-may-get-flagged-revisions-after-death-of-senators-flap.ars



Depois de um outro caso de "Wikipedia vandalismo", Jimbo Wales propõe "revisões controladas" em certas categorias de artigos. Outros Wikipedianos argumentam que o modelo atual não necessita mudanças, funcionando… Continuar

Postado em 28 janeiro 2009 às 12:02

Caixa de Recados (19 comentários)

Você precisa ser um membro de Escola de Redes para adicionar comentários!

Entrar em Escola de Redes

Às 8:37 em 23 novembro 2010, Jaime Tak disse...
Nilton, obrigado por me adicionar, as minhas mensagens são mais um tipo de insight do que um conhecimento mais profundo de fractais e de padrões de existência e de comportamento. Tenho intuições e poucas referências de aplicação dos fractais. Parabéns pela Moleque de Idéias! Idéias tb podem ser entendidas como um conjunto de mensagens que criam um padrão de existência e de comportamento.
Às 7:24 em 30 junho 2010, Carolina Sudati disse...
Olá Nilton,
Se precisarem de algo aqui de São Paulo me avisem que ativamos a ponte aérea. Bjs
Tudo de bom e vamos falando.
Carol
Às 9:22 em 29 junho 2010, OCTAVIO JOSÉ PESSOA FERREIRA disse...
Olá, Nilton. é um prazer ser seu amigo.
Confirmo nossa intenção (minha e da Celeste) de conhecermos o trabalho de vocês, na Moleque. Permaneceremos aqui no RJ, até domingo, quando seguiremos para Belém-PA. Qual o dia mais conveniente para vocês, para nossa visita: quinta, sexta ou sábado?
Um abraço.
Octavio
Às 22:14 em 13 novembro 2009, Gabriel R. de Andrade Silva disse...
Legal, seja bem vindo, se quiser/puder comente sem dó.
Às 12:24 em 17 agosto 2009, Renato Nunes (Bisturi) disse...
Olá Nilton, trabalho com informatica para crianças e gostaria de trocar algumas figuras (Experiencias) com Voce.... Super Bjo.

Renato Nunes (Bisturi)
Às 9:25 em 8 agosto 2009, Marcelo Estraviz disse...
Tks, Lessa! E vamoquevamo! :)
Às 19:00 em 11 junho 2009, Bernardo Schlaepfer disse...
Olá Nilton, ...já entrei no RJ. No momento tenho navegado nos debates, reflexões, etc postadas/trocadas aqui e ali nessa Esc Rede. Minhas primeiras percepções: - a estrutura caótica do pensamento aproxima-se à da proposta de rede e, melhor ainda, do infinito potencial que há para a geração/construção fractais de idéias impensadas do ponto de vista individual linear. A inovação certamente passa por aí mesmo. Se a quantidade gera qualidade, a rede constitui por si mesma um corpo caótico incontrolável e imprevisível. O pensamento do mundo humano é, cada vez mais, na forma de rede. Pela primeira vez o indivíduo ganha força e massa crítica com a escala, com a grande massa em que participa. Uma nova revolução. Tudo de bom. Tudo bem. Com certeza vou mergulhar fundo e provocar com todos muitas ondas interativas, provocativas e construtivas. Ao mesmo tempo percebo certa angústia aqui na Esc Rede - um vazio? - pela falta de conteúdo propositivo, falta de um olhar pra frente. A maior parte do que leio (... e desconte essa percepção pois que estou no início da viagem) são temas "metareflexivos", perigosamente apologéticos - a maioria das pessoas abanam-se a si próprios, mas não as vejo saindo do lugar. O próprio Augusto - figura positiva e energética -, me faz lembrar um sacerdote (ou lider ideológico?) enquanto os demais o fazem ainda mais assim, por se posicionarem como seus súditos seguidores incontestes. Um paradoxo interessante: o lider se auto declara não lider, mas atua como lider,e os seguidores idem idem. Esquisito isso! Taí uma boa discussão, né? Está muito claro que as redes são revolucionárias, em todos os sentidos - hierárquico / temporal (simultaneidade/disponibilidade) / autoral / geográfico ... acho que nessa primeira viagem eu é que me angustio por não conseguir identificar quantidade de textos / trocas propositivas, mas apenas auto elogios que até constroem castelos ideológicos inviáveis. Vai ver é esse o núcleo propositivo da Esc Rede, o de provocar a reflexão para o potencial das redes. No mais, meu interesse por redes é cada vez maior, por força particular como profissional. Lidamos (Sist Firjan) com serviços sociais abragentes e concretos - educação, tecnologia, informação, posicionamentos... e nossa interlocução com os atores necessariamente passará pelo "arquetipo" comunidade em rede. Aliás, concretamente tenho propostas a vc. Vou ligar procê! No mais, isso tudo é fantástico mesmo, e nada como uma boa discussão. Abs
BE
Às 15:40 em 19 abril 2009, Augusto de Franco disse...
Olá Nilton,
como vai?
A Leila deu notícias suas lá em São Paulo (no Seminário da Rede Vivo Educação).
Meu assunto agora é o seguinte:
Estou pensando em propor uma experiência inédita. Escrever um livro aqui no Ning (usando um grupo). Veja a pré-capa (em anexo) que você entenderá tudo. Pensei em convidar você, a Bárbara Dieu, o Luiz de Campos Jr, o José Pacheco, a Leila Paes de Miranda e o Reinaldo Pamponet. Todos estão conectados aqui e na Rede Vivo Educação (menos a Bárbara, que só está lá). E também o George Siemens. Esses seriam os organizadores, vamos dizer assim. Mas estaria aberto a quem mais quisesse co-laborar. Bom, vou escrever o troço de qualquer jeito (pois é para onde meu trabalho atual está me levando, sobretudo a experiência com os Arranjos Educativos Locais). Não seria um livro de artigos reunidos, uma coletânea, nada disso. Seria um livro mesmo, o que é mais difícil a várias mãos. Mas quem sabe... Dê uma espiada na pré-capa: Buscadores_Polinizadores.doc
Às 17:21 em 12 abril 2009, Clara Pelaez Alvarez disse...
Nilton, que bacana a Moleque de Idéias!!!!! Fiquei encantada!
Parabéns!!!

Abraços
Às 18:36 em 24 janeiro 2009, José Pacheco disse...
Amigo NIlton, fico grato por mais esse contributo. Diz a este analfabeto digital como fazer para entrar...
Abraço fraterno!
José
 
 
 

© 2017   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço