Escola de Redes

Claudio Estevam Próspero
  • Masculino
  • Sao Paulo, Sao Paulo
  • Brasil
Compartilhar no Facebook Compartilhar

Amigos de Claudio Estevam Próspero

  • edson pinto ribeiro
  • Saulo Alves de Andrade Ferreira
  • Denise Alves dos Santos
  • André Luiz Silva
  • Lidia Eliane
  • Paulo Ganns @pganns
  • marcos age de sousa
  • Ignacio Muñoz Cristi
  • Jorge Tadeu Abud
  • Wilton Azevedo
  • Renata Maia
  • Angela Regina Pilon Vivarelli
  • Vinicius Braz Rocha
  • Aluysio Marcos R. Azevedo
  • Valéria Brandini

Grupos de Claudio Estevam Próspero

Discussões de Claudio Estevam Próspero

 

Página de Claudio Estevam Próspero

Apresentação pessoal

Compartilho, abaixo, à título de apresentação de minhas contribuições, na Internet, como "reforçador de sinapses virtuais", minha visão do que Pierre Levy chamou, com muita felicidade na escolha dos termos, Conexão Planetária. Parece-me alinhado com o objetivo da Escola de Redes.

Conhecimento Livre

20081012 - reformatação para facilitar leitura

(*) Distribuído originalmente em 2003 (primeiro Portal da SBGC)
(**) Distribuído por e-mail (network pessoal) em 2002

Objetivo : Promover o aperfeiçoamento físico, intelectual, emocional e espiritual da humanidade, através do compartilhamento voluntário do conhecimento (vivência, experiência) dos associados, visando proporcionar uma vida mais harmoniosa e plena (uso das potencialidades individuais e grupais), à comunidade humana.

Visão orientadora : Vivemos uma época de grandes possibilidades de realizações, permitidas pela disponibilidade de meios técnicos facilitadores da interação e mútua fecundação (intelectual, emocional e espiritual), para a grande maioria da população do planeta.

Temos a possibilidade de construir "sinapses tecnológicas" entre os seres vivos, de modo análogo às sinapses entre neurônios que são a base da capacidade de operação de cada cérebro individual.

Instrumentos de ação : Internet (sites e grupos de estudos/discussões), E-Mail, reuniões, palestras e qualquer outra forma de comunicação entre indivíduos. Redes de idéias como resumos e chaves de acesso aos documentos produzidos.

Princípios :

O conhecimento é a riqueza perfeita, pois pode se reproduzir indefinidamente, sem se deteriorar, além de crescer exponencialmente à cada multiplicação, pois o ato de o compartilhar amplia o conhecimento de quem orienta, além de reproduzi-lo em quem é orientado, enriquecido neste pelas vivências pessoais.

As idéias/sensações (como unidades de conhecimentos), não podem ser escondidas ou entesouradas, uma vez que tendem à se manifestar em vários indivíduos, submetidos à condições similares, sendo a atual proliferação de instrumentos de comunicação um poderoso fermento de produção e compartilhamento de conhecimento. Assim, mesmo que um indivíduo ou grupo, que tenha manifestado em si uma idéia/sensação, decida não partilhar a informação sobre este conhecimento (em prejuízo próprio, como conseqüência do primeiro princípio) não terá como impedir a manifestação do conhecimento em outros indivíduos ou grupos.

A carência humana de posse e, em alguns casos, de ostentação de posse, trabalha a favor do desenvolvimento do conhecimento, pois a posse é incrementada pela distribuição, ou seja, mais detém conhecimento quem mais o compartilha, ou monta melhores redes para consegui-lo. Já a ostentação do conhecimento só é possível em grupos que tenham conhecimento similar, podendo avaliar e valorizar o conhecimento possuído pelo ostentador.

O custo de "venda" de uma mentira (entendida como idéias/sensações em desacordo com as necessidades do "comprador") é muito maior que o da disseminação de uma verdade, exigindo um grande esforço de persuasão. Enquanto isto a "venda" de uma verdade (entendida como idéias/sensações que vem ao encontro das necessidades do "comprador"), costuma se fazer por si só, com custos muito baixos, em termos de recursos de comunicação. Pequenos eventos costumam destruir falsas imagens construídas com grandes esforços. A sabedoria popular expressa bem este principio com os ditados : "A mentira tem pernas curtas" / "É fácil contar uma mentira, difícil é sustentá-la".

--

 
Atenciosamente. 
Claudio Estevam Próspero 
 

__________________________________
http://twitter.com/prosperoclaudio 
http://www.linkedin.com/in/cprospero 

http://www.facebook.com/people/Claudio-Estevam-Prospero/1253621184
http://sinapsesgaia.blogspot.com/ (Blog: Sinapses de Gaia) 

http://mitologiasdegaia.blogspot.com/ (Blog: Mitologias de Gaia)

http://criatividadeinovao.blogspot.com/ (Blog: Criatividade e Inovação)

http://redessociaisgovernanaliderana.blogspot.com/ (Blog:Governança e Liderança em Redes Sociais)

http://reflexeseconmicas.blogspot.com/ (Blog: Reflexões Econômicas)

http://poltica20-yeswikican.blogspot.com/ (Blog: Política 2.0 - Yes, WIKI CAN)

http://mobilidadeurbana-prosperoclaudio.blogspot.com/  (Blog: Mobilidade Urbana)

http://escoladeredes.ning.com/ (Escola de Redes [E = R]) 
http://romanticos-conspiradores.ning.com/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ecocidade 
http://www.nossasaopaulo.org.br/portal/ 

http://www.portalsbgc.org.br/sbgc/portal/ (Comunidade Gestão Conhecimento)

Antes de imprimir, pense em sua responsabilidade e compromisso com o MEIO AMBIENTE. 

Nossa Espécie (Homo Sapiens Sapiens Demens - Edgar Morin) Agradece!


Se não quiser receber mais minhas mensagens avise-me para retirá-lo desta lista.


=====================================
[MORIN] Sete competências essenciais para o século XXI
Os Sete Saberes Necessários À Educação Do Futuro.
(Edgar MORIN)
http://escoladeredes.ning.com/group/ecoloucos/forum/topics/ciencia-da-complexidade-o

Blog de Claudio Estevam Próspero

Redes Sociais / Wikinomics / MacroWikinomics / Socialnomics

[SINAPSES] Por um planeta mais inteligente - um pouco da palestra de Don Tapscott no IBM Forum - “Os impactos da tecnologia nas empresas e nas sociedades”. - Redes Sociais / Wikinomics / MacroWikinomics / Socialnomics

 

http://reflexeseconmicas.blogspot.com/2011/11/assunto-sinapses-por-um-planeta-mais.html

Postado em 9 novembro 2011 às 22:11

socialnomics - Como as mídias sociais estão transformando o modo como vivemos e como fazemos negócios.

Assunto: [SINAPSES] socialnomics - Como as mídias sociais estão transformando o modo como vivemos e como fazemos negócios. Podemos escolher ser submergidos por esta nova realidade ou compreender a sua dinâmica e tirar o melhor partido dela.

Para: 





Continuar

Postado em 8 novembro 2011 às 21:03

Os modelos de Gestão Emergentes / "Emergidos"

De: Claudio Estevam Prospero 

Enviada em: sexta-feira, 4 de novembro de 2011 12:31

Assunto: [SINAPSES] Os modelos de Gestão Emergentes / "Emergidos" não utilizam mais paradigmas Burocracias, Exércitos, Igrejas, Industrias – “feudos / silos com comunicação por topos de hierarquias”. Busca-se as estratégias de Redes. Como uma Banda de Jazz.

 

Os modelos de Gestão Emergentes / “Emergidos” não utilizam mais os paradigmas dos Burocracias, Exércitos,…

Continuar

Postado em 8 novembro 2011 às 20:53

Informal Learning - the other 80% by Jay Cross - Aprendizagem Informal - os outros 80% - por Jay Cross, do Grupo Time Internet, draft, quinta-feira 8 de maio de 2003

sábado, 18 de setembro de 2010

Informal Learning - the other 80% by Jay Cross - Aprendizagem Informal - os outros 80%



Ainda sob a inspiração do:



________________________________________________

Encontro Panamericano da Rede de Conversações Informais



“Como as conversações informais estão transformando o entendimento e as práticas de aprendizagem nas empresas e comunidades?”





Este é o tema a ser explorado por Jay Cross… Continuar

Postado em 19 setembro 2010 às 13:01

‎[Documentário] Capitalismo - Uma história de Amor - Michael Moore =>> Proposta: substituir Capitalismo por DEMOCRACIA, inclusive nas Organizações !!!!

Michael Moore levanta bandeira contra capitalismo em novo documentário



http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/michael+moore+levanta+bandeira+contra+capitalismo+em+novo+documentario/n1237588725162.html



Nos últimos anos, George W. Bush foi a obsessão de Michael Moore. Desde Tiros em Columbine (2002), ganhador do Oscar, o… Continuar

Postado em 19 agosto 2010 às 22:02 — 1 Comentário

Caixa de Recados (26 comentários)

Você precisa ser um membro de Escola de Redes para adicionar comentários!

Entrar em Escola de Redes

Às 10:04 em 9 agosto 2013, nedio antonio seminotti disse...

Bem,... antes de mais nada, convém dizer que Morin fala da incerteza. Do fim das certezas anunciada pela modernidade. Portanto, precisamos conviver com o inesperado, impensado, instável. Assim, não podemos prever se haverá transformação, metamorfoses, ou desintegração do sistema, mas apena ter, segundo ele, esperança e, em nosso âmbito de poder, proceder com entusiasmo no sentido das transformações que esperamos.

Lembremos que Morin para conceber a auto-organização do sistema na direção da transformação foi se inspirar, como ele próprio diz, especialmente, nas ideias da biologia de Atlan e na física de Von Foerster. Para ambos o sistema, para se auto-organizar em direção à vida, buscando a neguentropia, mesmo diante da tendência da vida para entropia, é preciso haver uma estabilidade mínima do sistema, sem a qual ele tende a degradação, à entropia, à morte. Agora, além disso, é preciso assinalar que, segundo Von Foerster, é possível o sistema manter a neguentropia, sem negar a segunda lei da termodinâmica. Para respeitar essa lei e considerar também a possibilidade da neguentropia, a organização do sistema, basta pensar em um sistema qualquer não infinito, mas delimitado, finito, distinguido pelo observador, e que esteja aberto para intercâmbios com outros sistemas/ambientes, também distinguidos pelo observador. Quer dizer, um sistema delimitado que mantenha um estado permanente de interação com outro. Nessa interação ele troca energia, informação e organização. Na troca de organização um sistema pode se organizar a expensas da desorganização do outro sistema com quem mantém intercâmbio, sem prejuízo para o sistema desorganizado. Nesse intercâmbio os sistemas criam condições, oportunidades de desorganizar-se - condição primeira para novas organizações - e reorganizar-se buscando uma nova organização, rearranjo, do conjunto de informações e energia indispensável para o sistema se manter com vida.

Morin leva em conta as propriedades do sistema do ponto de vista da física e da biologia para conceber o sistema social. Alinhados com o pensamento de Morin, sublinhamos duas questões fundamentais para a transformação social: a abertura dos sistemas e o intercâmbio entre sistemas (o sistema de ideias, por exemplo). Buscar o diálogo de ideias. Constituir a dialógica. Para a dialógica sublinho três princípios sistêmicos que me parecem indispensáveis: a autonomia e dependência (interdependência), a abertura e fechamento e a recursão organizacional.

 

Às 22:04 em 21 julho 2010, NADIA STABILE disse...
OI CLAUDIO!! AGRADEÇO!!! vc é mesmo um grande cara!! GRANDE ABRAÇO AMIGÃO!! vou lá ver seus blogs e Twitter!!
Às 21:14 em 2 julho 2010, Ignacio Muñoz Cristi disse...
Oi caro Claudio, mias multiplas identidades operativas agradecen a las suas por la finesa de sua escuta y el brillo de sua profunda reflexividad. Fue um pracer conhecerlo em pessoa. Forte abrazo.
Às 11:05 em 26 abril 2010, Ignacio Muñoz Cristi disse...
Obrigado Cladudio.
Saudos.
Às 0:33 em 30 janeiro 2010, Lía Goren disse...
Hola Claudio
Gracias por el artículo sobre la identificación de valores comunes en la comunidad de la PNL.
Cuando recibí el mail de aviso, el link me llevó al mensaje y pensé que se trataba de un post, estaba ocupada me propuse verlo después. Lo busqué en el área de blogs y no lo encontraba. Así fue que recién hace un rato lo encontré en la caja de recados... Me hubiera gustado responderte antes. A veces me confundo con los distintos espacios de la plataforma.

Leí el artículo y está bueno, especialmente la intención de afirmar el espacio ético de ejercicio de la profesión. Además, está escrito de manera muy accesible. Gracias por compartirlo.

Tengo pendiente avanzar más en la participación en el grupo Novas Visoes, pues me parece muy valioso y me motivó mucho a la lectura. Es algo que haré más en cuanto pueda. Había comenzado a leer este libro de Augusto y a tomar algunas notas para luego compartirlas, pero no alcanzo a tener tiempo para leer tantas cosas increíbles que se promueven en la red.
Actualmente sigo con la lectura del libro de Capra y estoy cada vez más feliz de haberlo comprado. Complementa los escritos de Augusto y los temas que en en E=R se tratan y aporta un marco teórico e histórico sólido, que tan bien me viene. Incluso le regalé a mi hijo mayor un ejemplar para que tenga el suyo propio y profundice ese conocimiento. Está encantado con la lectura.

Al margen, hoy reservé pasajes para Curitiba por lo que si todo va bien estaré por vuestra patria en marzo.
Grande abraço,
Lía
Às 11:01 em 25 janeiro 2010, Lía Goren disse...
Hola Claudio,
Gracias por la consideración al dar tus disculpas pero no hacen falta. Te cuento que no tengo problemas con el portugués escrito (si me falta alguna palabra la busco en algún diccionario online), el ansia de participar también me está enseñando el idioma, no sólo a ser parte de una red y entenderlo, jaja.
Eso sí, si lo escucho hablar... es como si me hablaran otro idioma, me cuesta muchísimo más.
Saludos,
Lía
Às 7:41 em 29 setembro 2009, Cláudia Amaral disse...
Oi Cláudio! Obrigada por seu comentário. Acho que vou postar mais coisas. Faço um clipping diário para o meu blog pessoal e sempre penso em publicar algumas coisas interessantes que encontro aqui. Depois penso que vou "chover no molhado", mas por seu comentário (e de outros), acho que vou compartilhar mais coisas. Um abração!
Às 6:47 em 25 setembro 2009, Luiz de Campos Jr disse...

Olá Claudio. Recebi o livro, obrigado.
Sua compreensão sobre esse contexto relacional atual é tranquilizante, mas eu próprio não consigo eliminar um desconforto, ansiedade mesmo, gerada por tal extrema "fragmentação" nos relacionamentos. Seguimos falando...
Abraço, Luiz.

Às 17:01 em 24 setembro 2009, Luiz de Campos Jr disse...

Caro Cláudio. Me desculpe pela demora em responder, por favor não confunda com desinteresse, embora tenha sido indelicado.

Trata-se, na verdade, de pura impossibilidade física (psíquica?) de acompanhar tantas opotrtunidades de di(multi)álogos interessantes e muito pertinentes. E isso não é só no "virtual", na conferência do Augusto no Masp, por exemplo, não consegui trocar mais do que cinco palavras com ninguém (inclusive vc), talvez com o próprio Augusto tenha trocado umas dez...

Vc teria o Pedagogia dos Sonhos possíveis em formato digital? Temos vários textos do P. Freire na Biblioteca Digital da Rede RC, mas este não se encontra lá nem na Bib. Dig. Paulo Freire. Se puder enviar, meu e-mail é l.campos@futuroeducacao.org.br. Se não dispuser do arquivo do texto, tentarei responder a partir das outras referências que citou.
Um fraternal abraço, Luiz.

Às 5:24 em 22 setembro 2009, Evaldo Bazeggio disse...
Cláudio, bom dia. Obrigado pela mensagem de chegada. Espero me ambientar rapidamente para aproveitar ao máximo e também poder contribuir.
 
 
 

© 2017   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço