Escola de Redes

PORQUE INGRESSEI NA ESCOLA DE REDES

Nilton Lessa (2009)


Sou um dos fundadores da Moleque de Idéias, um ambiente de aprendizagem onde, há 13 anos, crianças e adolescentes desenvolvem seus próprios projetos, partindo dos seus desejos e ideías. Cada criança na Moleque de Idéias tem o direito de escolher o que quer aprender e qual projeto quer desenvolver. Por acreditarmos que as tecnologias digitais são fortes ferramentas de empoderamento dos indíviduos, na Moleque de Idéias as crianças tem acesso a uma ampla gama de possibilidades de expressão em meio digital.

Obviamente como não há hierarquias nas redes de aprendizagem que ocorrem na Moleque, a organização que naturalmente emerge é baseada em interesses: crianças mais velhas interagindo com mais novas; adultos interagindo com elas e por aí vai.

Com o florescimento das redes sociais digitais (ex: Orkut), da qual as crianças naturalmente e espontaneamente se apoderaram, surgiu nosso interesse em aproveitar o potencial destas redes para catalizar o fluxo de idéias entre as crianças que por questões logísticas típicas da idade, não se conheciam e não poderiam interagir e trocar idéias.

A Moleque de Idéias também participa ativamente de um grupo de reflexão sobre novas formas de articulação de ambientes de aprendizagem, o Românticos Conspiradores. Neste grupo contamos com a participação ativa, sempre inspiradora, do Prof José Pacheco, ex-Diretor da Escola da Ponte. O Blog do Núcleo RJ encontra-se aqui.

Finalizando a breve apresentação, a Moleque tem um núcleo de engenharia de software que desenvolve sistemas de informação com foco em gestão do conhecimento, e tecnologias de criação em meio digital. e nossos principais parceiros são a UnB, a UFF, a Fiocruz, a FIRJAN e o sistema SENAI. Um dos sistemas desenvolvidos, por exemplo, é o Sistema de Gerenciamento de Tesauros, o qual estamos adaptando a tecnologia para desenvolver uma ferramenta que possibilite à rede de crianças/pais/educadores/etc mais facilidades para disseminação de idéias e projetos nas redes sociais digitais "genéricas"(Orkut, Facebook, etc).

Concluindo, integrei-me à Escola de Redes para aprofundar meus conhecimentos teóricos sobre redes sociais e, quem sabe, encontrar pares que estejam interessados em desenvolver ações concretas dentro das minhas áreas específicas de atuação.

© 2019   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço