Escola de Redes

EU - APRENDENDO SOBRE REDE



Olá meu nome é João Paulo. Tenho 28 anos. Aos 25 anos resolvi em conjunto de alguns amigos, fundar uma associação sem fins lucrativos chamada: Rede de Integração da Sociedade - organizações Solidárias, designada pela siglas RISOS, visando de alguma forma desenvolver ações com foco na solidariedade e assim proporcionar o bem comum. Esse nome veio por influencia de algumas coisas que tinha lido na época que argumentavam sobre as tendências de REDE.

Bem nesses 3 e meio de boa peleja "voluntária", foi uma aprendizado para mim, que sou iniciante nessa busca de procurar fazer a diferença em favor de uma mudança significativa a nível individual como coletivo. O que pude perceber nesse tempo a qual desenvolvemos algumas ações se resume bem a colocação de um amigo:

“É como se estivéssemos participando de uma grande procissão. Em alguns momentos estamos na frente e em outros, sem perceber, estamos atrás. É um vai e vem harmonioso. Estar na frente não quer dizer nada, muito menos estar atrás. É a isso que chamamos de procissão: todos, com um mesmo propósito, movem-se na mesma direção, uns mais lentos, outros mais rápidos, mas na mesma direção dos resultados que podemos batizar de intangíveis, ou que pouca gente vê. Mas todos têm o sentimento de PERTENCER àquela busca.” ( Everardo Aguiar - Movimento Amigos da Paz).

Dentro dessa experiência, tive que busca aprender a como desenvolver com mais eficiência as idéias, dessa forma fui convidado por esse mesmo amigo a ir à inauguração do nodo Brasília da escola de rede. Isso para mim foi ótimo ao mesmo tempo meio desconcertante a minha visão, já que a associação a qual atuo tem em sua proposta integrar as organizações da sociedade, numa perspectiva de rede, visando potencializar o exercício da solidariedade. E como disse o Augusto: "redes de organizações são inviáveis".

Vendo essa nova fase de estudos sobre redes via escola de redes, a qual estou gostando da compreensão, e também do atual momento, na qual estamos desenvolvendo uma proposta - PLANO 21- a ser desenvolvida nas superquadras do plano piloto de Brasília, via REDE DE SUPERCOMUNIDADES 21, aproveitando que temos umas das maiores inclusões digitais efetivas do Brasil, podendo assim pensar sobre como utilizar as ICTs de forma mais eficiente, para integrar e ampliar a interatividade e assim alavancar o desenvolvimento social, cultural, econômico, democrático e ambiental dessas comunidades. Percebo que dentro da escola de rede é possível aperfeiçoar o entendimento sobre redes e assim melhoras as ações das propostas.

Dessa forma quero manifestar minhas intenções em compartilhar os erros e acertos e assim melhora meu grau de conhecimento que percebo agora ainda ser bem modesto, e no que for possível de minha parte, poder somar também nas intenções da rede!

Para quem quiser conhecer a proposta (Rede de Supercomunidades 21) clique neste link.

Essa é uma linha que atua numa pesrpectiva de “rede de sinergia intersetorial” que é proposta na REDE DE SUPERCOMUNIDADES 21 numa linha “institucional”. Criei um blog visando registra uma linha teórica das idéias: http://planopilotodigital.blogspot.com, no entanto no PDF incluido no link mostra melhor a proposta da sinergia como funcionará.

Sou um integrante recente da escola de rede, mas pelo pouco que li aqui, colocado pelo Augusto, me veio uma “????????” sobre a diretriz da idéia que no momento tem o apoio do conselho comunitário da asa sul de Brasília. Nesse sentido peço a opinião de vocês visando assim ter condições de avaliar e aplicar da melhor forma possível o propósito apresentado!

Bem de inicio é isso quero agradecer desde já a possibilidade de estar integrado!

© 2019   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço