Escola de Redes

A TERCEIRA INVENÇÃO DA DEMOCRACIA

Informação

A TERCEIRA INVENÇÃO DA DEMOCRACIA

Grupo para escrever interativamente o livro A Terceira Invenção da Democracia. O livro está sendo escrito também em um grupo do Facebook 

Membros: 105
Última atividade: 4 Out

A TERCEIRA INVENÇÃO DA DEMOCRACIA

O livro está sendo escrito também no Facebook, no grupo http://www.facebook.com/groups/163556837146342/

 

 

A versão mais atual do texto está neste link. Ignore todas as outras contidas em outras páginas, fóruns e inclusive a que está no slideshare!

 

PARA CONTINUAR COCRIANDO CLIQUE NOS LINKS ABAIXO

 

I - DEMOCRACIA DISTRIBUÍDA

Que a organização de suas instituições espelhará mais um padrão de rede (estruturas mais distribuídas do que centralizadas) do que de hierarquia (estruturas mais centralizadas do que distribuídas).

Espaço para conversação cocriativa

 

II - DEMOCRACIA INTERATIVA

Que sua dinâmica será mais interativa do que participativa ou adesiva.

Espaço para conversação cocriativa

 

III - DEMOCRACIA DIRETA

Que ela adotará procedimentos diretos mais interativistas (abertos à interação fortuita, em tempo real) do que assembleístas-participacionistas (seguindo pautas previamente estabelecidas por alguma coordenação centralizada).

Espaço para conversação cocriativa

 

IV - DEMOCRACIA COM REVOCABILIDADE

Que ela combinará procedimentos diretos interativos com procedimentos representativos (porém transitórios, com representações revogáveis a qualquer momento).

Espaço para conversação cocriativa

 

V - DEMOCRACIA COM LÓGICA DA ABUNDÂNCIA

Que ela se guiará mais pela lógica da abundância do que pela lógica da escassez (ou seja, utilizará cada vez menos modos de regulação de conflitos que introduzam artificialmente escassez: como a votação, a construção administrada de consenso, o rodízio e o sorteio).

Espaço para conversação cocriativa

 

VI - DEMOCRACIA DE MULTIDÕES E COMUNIDADES

Que seus atores serão mais pessoas interagindo em multidões consteladas e em comunidades configuradas para a convivência do que indivíduos figurando em massas arrebanhadas ou sendo chamados periodicamente a influir na vida política como eleitores solitários.

Espaço para conversação cocriativa

 

VII - DEMOCRACIA COOPERATIVA

Que a formação democrática da vontade política terá mais como fonte originária a cooperação voluntária, com a convergência comunal de desejos pessoais para contender com um problema ou realizar um projeto, do que a liberdade individual de opinar protegida da interferência do Estado (segundo a visão liberal) ou do que o reino público constituído pela argumentação discursiva (segundo as visões do republicanismo político e do procedimentalismo democrático).

Espaço para conversação cocriativa

 

VIII - DEMOCRACIAS GLOCAIS

Que ela terá diversas "fórmulas" glocais e não mais uma única fórmula pretensamente global (ou internacional, como ocorreu com a segunda democracia).

Espaço para conversação cocriativa

 

IX - ZILHÕES DE SOCIOSFERAS DEMOCRÁTICAS

Que ela será realizada em miríades de sociosferas e não em apenas menos de duas centenas das unidades político-territoriais centralizadas (chamadas de países ou Estados-nações).

Espaço para conversação cocriativa

 

X - ILHAS DEMOCRÁTICAS NA REDE

Que ela coexistirá marginalmente e por tempo indeterminado com as democracias realmente existentes (incluindo as democracias plenas, as democracias parasitadas por regimes manipuladores e as democracias em processo de autocratização) e também com protoditaduras florescentes e ditaduras remanescentes.

Espaço para conversação cocriativa

Fórum de discussão

COCRIAÇÃO V - DEMOCRACIA COM LÓGICA DA ABUNDÂNCIA 1 resposta 

Iniciado por Augusto de Franco. Última resposta de Marcio Hiroshi Okabe 6 Maio, 2016.

AINDA DÁ TEMPO

Iniciado por Augusto de Franco 21 Jun, 2014.

DEMOCRACIA E REDES SOCIAIS 5 respostas 

Iniciado por Augusto de Franco. Última resposta de Augusto de Franco 12 Jun, 2014.

UMA CONVERSA SOBRE A NOVA POLÍTICA NA SOCIEDADE-EM-REDE 3 respostas 

Iniciado por Augusto de Franco. Última resposta de Augusto de Franco 12 Jun, 2014.

FAQ | SAIBA TUDO SOBRE DEMOCRACIA E REDES SOCIAIS

Iniciado por Augusto de Franco 7 Jun, 2014.

UM NOVO CONCEITO DE REVOLUÇÃO 1 resposta 

Iniciado por Augusto de Franco. Última resposta de Eliane Cristina de Castro 19 Abr, 2014.

A TERCEIRA INVENÇÃO DA DEMOCRACIA - VERSÃO COMPLETA DO TEXTO BASE 7 respostas 

Iniciado por Augusto de Franco. Última resposta de Augusto de Franco 18 Dez, 2013.

CARTOGRAFIA DE ESPAÇOS HÍBRIDOS: AS MANIFESTAÇÕES DE JUNHO DE 2013 1 resposta 

Iniciado por Augusto de Franco. Última resposta de Augusto de Franco 14 Nov, 2013.

Black Blocs: A origem da tática que causa polêmica na esquerda 9 respostas 

Iniciado por Augusto de Franco. Última resposta de Lúcio dos Santos Ferreira 16 Out, 2013.

REINVENTAR A DEMOCRACIA 1 resposta 

Iniciado por Augusto de Franco. Última resposta de Raquel Melo 24 Set, 2013.

COCRIAÇÃO II - DEMOCRACIA INTERATIVA 2 respostas 

Iniciado por Augusto de Franco. Última resposta de Rafa Almeida 23 Set, 2013.

COCRIAÇÃO VII - DEMOCRACIA COOPERATIVA 1 resposta 

Iniciado por Augusto de Franco. Última resposta de Augusto de Franco 9 Jul, 2013.

A liderança-cidadã germinando a democracia interativa

Iniciado por Ruy de Alencar Mattos 8 Jul, 2013.

COCRIAÇÃO X - ILHAS DEMOCRÁTICAS NA REDE

Iniciado por Augusto de Franco 8 Jul, 2013.

COCRIAÇÃO IX - ZILHÕES DE SOCIOSFERAS DEMOCRÁTICAS

Iniciado por Augusto de Franco 8 Jul, 2013.

COCRIAÇÃO VIII - DEMOCRACIAS GLOCAIS

Iniciado por Augusto de Franco 8 Jul, 2013.

COCRIAÇÃO VI - DEMOCRACIA DE MULTIDÕES E COMUNIDADES

Iniciado por Augusto de Franco 8 Jul, 2013.

COCRIAÇÃO IV - DEMOCRACIA COM REVOCABILIDADE

Iniciado por Augusto de Franco 8 Jul, 2013.

COCRIAÇÃO III - DEMOCRACIA DIRETA

Iniciado por Augusto de Franco 8 Jul, 2013.

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de A TERCEIRA INVENÇÃO DA DEMOCRACIA para adicionar comentários!

Comentário de Augusto de Franco em 8 setembro 2013 às 10:32

BLACK BOC ESTATAL

Foto de ontem - 7 de setembro de 2013 - no Rio de Janeiro. Não deixa de ser irônico, não é mesmo? A repressão se mascarando para reprimir os mascarados...

Em alquimia se chama enantiodromia (a palavra vem do grego ἐνάντιος, enantios, oposto + δρόμος, dromos, pista de corrida). Jung reformulou esse conceito heraclítico (atribuído, pelo menos, a Heráclito), cunhando uma frase que vem a calhar: "A única pessoa que escapa da lei implacável de enantiodromia é o homem que sabe separar-se do inconsciente, não reprimindo-o, pois assim ele simplesmente o ataca por trás, mas colocando-se claramente diante dele como aquilo que ele é." 

Cf. http://jungiancenter.org/essay/jung-enantiodromia-part-1-definition...

 

Na verdade é uma compreensão (atribuída à Heráclito) de que uma força aplicada em uma direção gera uma força (análoga) no sentido oposto. Jung captou o sentido alquímico da enantiodromia no paralelo que fez entre consciente e inconsciente como realidades opostas em certo sentido (o que não é tão certo). Eu resumo assim: se você vai lutar com um urso, cria garras de urso. Ou então: a polícia vira bandido. William Irwin Thompson, em Gaia, resumiu bem: "A ideia de enantiodromia que Jung retirou da alquimia... lembra, simplesmente, que cada processo social, para a realização de um valor, transforma-se em seu oposto quando completado integralmente. O Aiatolá Khoumeini torna-se outro Xá. Se o Aiatolá não tivesse tentado materializar o princípio da hierarquia em um estado teocrático, teria descoberto a necessidade dos triângulos duplos [de "A Vison" de Yeats], os quais, ironicamente, estão presentes na filosofia xiita, conforme nos explica Henri Corbin e não se teria transformado, de maneira tão cruel, em seu próprio inimigo".

Comentário de Augusto de Franco em 26 agosto 2013 às 7:19

UM EPIGRAMA

Os problemas da democracia representativa não se resolvem com a abolição da democracia representativa. Os problemas da democracia representativa se resolvem com mais democracia, mas não com mais democracia representativa.

Comentário de Claudio Estevam Próspero em 21 agosto 2013 às 20:02

 

Democracia no Trabalho

Tradução do texto referenciado abaixo.

Roberta A. Andrade postou um status

""Democracy at work": alguém já ouviu falar?http://www.filmsforaction.org/watch/democracy_at_work/…"

Democracia no Trabalho é um projeto, iniciado em 2010, que visa construir um movimento social. O objetivo do movimento é a transição para uma nova sociedade, cujas organizações produtivas (escritórios, fábricas e lojas) vão ser, maioritariamente, WSDE , uma verdadeira democracia econômica. As WSDEs serão parceiras igualitárias com as comunidades residenciais organizadas de forma semelhante com quem interajam em nível local, regional, nacional (e, esperançosamente, internacional também). Essa parceria deverá formar a base de uma verdadeira democracia participativa.

Começamos com uma definição de empresas auto-dirigida pelos trabalhadores. De certa forma, eles são semelhantes às cooperativas, empresas possuídas pelos trabalhadores e outras organizações de produção que rejeitam o velho modelo capitalista: top-down, hierárquico. No entanto, em aspectos cruciais, as empresas auto-dirigida pelos trabalhadores são únicas.

Organizações Auto-Governadas pelos Trabalhadores : WSDE são empresas em que todos os trabalhadores que colaboram para produzir seus resultados também servem juntos, coletivamente, como seu conselho de administração. Cada trabalhador, em qualquer WSDE, portanto, tem duas descrições de trabalho: (1) uma determinada tarefa na divisão do trabalho da empresa, e (2) a participação plena nas decisões de direção que regem o quê, como e onde produzir e como utilizar o excedente da empresa ou lucros.

Basta colocar, no lugar de uma organização capitalista de produção, antidemocrático, hierárquica, que dá atribuí estas decisões, exclusivamente, a uma pequena minoria - os principais acionistas e o conselho de administração - institucionalizando a democracia do WSDE no trabalho como princípio central da economia e nova fundação da sociedade.

Nós acreditamos que agora é o momento para uma nova estratégia global e novo movimento para a mudança social. Nós convidamos você a se juntar com a democracia no local de trabalho para trabalhar em direção a esses objetivos.

Você diz: "Ótimo! Eu adorei a ideia de auto-governo

dos trabalhadores. Mas o que eu posso fazer?

Nós dizemos: "MUITO!"

Considere ações cotidianas como fazer compras em locais de trabalho de propriedade local e auto-dirigida ou ter uma conversa sobre como o mundo seria se os indivíduos tomassem decisões sobre seus próprios locais de trabalho, ou a criação de uma empresa onde os funcionários seriam também os seus próprios diretores coletivos, apenas como exemplos. O ponto é que você tem o poder de contribuir para este movimento. Junte-se a nós!

Democracy at Work

http://www.filmsforaction.org/watch/democracy_at_work/

Comentário de Claudio Estevam Próspero em 2 agosto 2013 às 19:11

Um ótimo texto para compreender a MISTIFICAÇÃO dos que se <beneficiam> e, portanto, <defendem> como Único Caminho a Democracia "Representativa". Sacerdotes de seus interesses, demonizam como inviável a Verdadeira Democracia.

REFLITAM E NÃO SE DEIXEM ENVOLVER PELAS IDEIAS DOMINANTES NOS ÚLTIMOS SÉCULOS:   uma construção intelectual muito bem planejada para DISFARÇAR DOMINAÇÃO E EXPLORAÇÃO.
 
Algumas frases retiradas do texto  do PDF referenciado abaixo:
 
Leiam com cuidado o PDF do link:
http://www.editoranobel.com.br/arquivos/2011506.pdf (20 páginas do livro DEMOCRACIA PURA): sejamos recipientes da sabedoria, em um primeiro passo.

À seguir sejamos “arautos da Verdade” para limpar o terreno das pragas propagandeadas pelos sacerdotes da DOMINAÇÃO E EXPLORAÇÃO disfarçadas de “Governos do Povo, pelo Povo e para o Povo”.
Só após esta limpeza poderemos semear a VERDADEIRA DEMOCRACIA onde as pessoas sejam sujeitos e objetos esclarecidos das ações públicas (estatal NÃO É sinônimo de publico!).
Abraços democráticos e fraternos
Claudio
Comentário de Augusto de Franco em 22 julho 2013 às 16:56
Comentário de Augusto de Franco em 19 julho 2013 às 17:28

PARA QUEM AINDA NÃO VIU OU PERDEU OS LINKS

Dois programas sobre as manifestações de junho no Brasil 

Programa Entre Aspas (Globo News com Monica Waldvogel, Augusto de Franco e Marcos Nobre) http://goo.gl/zdrAl

Programa Democracia Carregando (Band News com Fernando Gabeira, Augusto de Franco e Bruno Torturra) http://vimeo.com/69417938

Comentário de Augusto de Franco em 8 julho 2013 às 19:40
Comentário de Augusto de Franco em 7 julho 2013 às 19:36
Comentário de taciana carneiro lima assuncao em 7 julho 2013 às 17:24

Evidente que não se poderá interagir de forma a pensar ser a democracia a simples ação de implantação de políticas libertárias ou revolucionárias, quer de pensamento liberal ou de esquerda. A democracia há de ser em nosso novo mundo, um processo construído de forma interior, em um espaço mútuo, onde os valores e seus diferentes aspectos possam ser vividos e ao mesmo tempo libertários, pois não pode haver democracia, sem liberdade! E esta implica em conhecimento!

Comentário de Augusto de Franco em 3 julho 2013 às 9:33

Há uma nova versão do Texto Base A Terceira Invenção da Democracia

 
 
 

© 2018   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço