Escola de Redes

Papéis sociais na rede

Informação

Papéis sociais na rede

Esse grupo nasce de uma discussão: gestão do conhecimento faz sentido numa rede distribuída ou é um conceito que só tem sentido no contexto de organizações hierárquicas. Veja a discussão no evento GC em Desenvolvimento Regional.

Membros: 27
Última atividade: 29 Dez, 2014

Fórum de discussão

O papel de recepcionistas/coaches 3 respostas 

Disparo a discussão deste papel, por achá-lo um dos mais críticos para assegurar o grau de distribuição da rede.Imaginem se:- cada novo inscrito na E=R for acolhido de forma personalizada por um de…Continuar

Iniciado por Sergio Storch. Última resposta de José Carlos Camargo 9 Ago, 2013.

O papel de técnico do time 15 respostas 

Usei o nome "técnico(s) do(s) time(s)", em função de algumas experiências pessoais em redes, nas quais me descobri fazendo algumas coisas que se diferenciam do que faz um facilitador, animador,…Continuar

Tags: técnico_do_time, papéis

Iniciado por Sergio Storch. Última resposta de Ceila Santos 10 Jun, 2010.

Bibliotecários e gestores da informação 4 respostas 

Deixo aqui para ser editado posteriormente. Venha co-editar, se o ning permitir. Ainda não testei se é possível o que daria para fazer num wiki.

Iniciado por Sergio Storch. Última resposta de Augusto de Franco 6 Fev, 2010.

Que papéis sociais são necessários numa rede? 2 respostas 

Essa discussão nasceu de debate em outro lugar da Escola sobre se faz sentido falar em gestão do conhecimento numa organização em rede distribuída. Em vez de continuar argumentando, prefiro desdobrar…Continuar

Tags: gestão_do_conhecimento, papéis

Iniciado por Sergio Storch. Última resposta de Augusto de Franco 6 Nov, 2009.

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Papéis sociais na rede para adicionar comentários!

Comentário de Sergio Ricardo Franco Vieira em 16 setembro 2010 às 13:22
Como um estudioso na área de rede e uma pessoa que trabalha com treinamento é importante observar as os papéis que as pessoas têm na rede. Podemos potencializar o aprendizado se entedermos por quem ele "transmite".
Comentário de Pedro Caiado Ferrão em 13 abril 2010 às 19:38
Acham que já seria oportuno tentar identificar, no concreto, se há papeis/funções que tenham emergido da dinâmica da rede, aqui na E=R?

Se sim, poderia, por exemplo, cada um de nós tentar identificar se tem algum papel aqui na rede - em que consiste -, e, simultaneamente, confrontar com a opinião de outros membros sobre essa auto-atribuição.

Um outro resultado dessa experiência seria verificar em que medida os três papeis sociais - hub, inovador e netweaver - são suficientes para caracterizar a acção individual aqui na E=R.
Comentário de Augusto de Franco em 13 abril 2010 às 10:47
Creio que não é trivial compreender o que é um papel em uma rede social. As funções de uma pessoa em uma rede social dependem, de certo modo, das atividades das outras pessoas. Ninguém tem um papel pre-determinado por suas características intrínsecas. A taxa de interação talvez seja a variável mais relevante para explicar o comportamento de cada um no coletivo.

Como descobriu Deborah Gordon estudando as formigas - mutatis mutandis, é claro - "o que produz o efeito é o padrão de interação, não um sinal na própria interação. As formigas não dizem umas às outras o que fazer por meio da transferência de mensagens. O sinal não está no contato, ou na informação química trocada no contato. O sinal está no padrão de contato".

Ou seja, não se trata de uma comunicação de conteúdo, de um código, mas da frequência e das circunstâncias em que se dão os contatos. Para quem sustenta, como eu, que em redes distribuídas o determinante não é o que flui pelas conexões e sim a topologia e a conectividade, as observações de Deborah são inspiradoras.

Mas isso é uma verdadeira revolução nos nossos modelos de pensar a interação como troca de conteúdos, não é mesmo?
 

Membros (26)

 
 
 

© 2019   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço