Escola de Redes

Saiba tudo sobre NabucoFin: uma inteligência de rede para auxiliar o acesso ao novo sistema financeiro alternativo que está emergindo

.

FAQ - Frequently Asked Questions


01 - O que é, em poucas palavras (que possam ser lidas em 1 minuto), um sistema financeiro alternativo em rede como NabucoFin?

Estão surgindo vários instrumentos alternativos aos bancos, baseados em novas tecnologias financeiras (fintechs). Só no Brasil já são mais de 200 empresas fazendo isso. No mundo são milhares e surge praticamente uma por semana. Então, nós, pesquisadores da Escola-de-Redes, resolvemos fazer o seguinte: em vez de tentar criar mais uma tecnologia física ou digital, desenvolvemos uma tecnologia social para usar cerca de 25 desses novos instrumentos, potencializando-os de tal sorte a permitir que uma rede de pessoas possa fazer todas as operações básicas sem depender de bancos. Operações como comprar fisicamente, comprar online, pagar contas, realizar pagamentos e recebimentos, emitir cobranças, realizar saques em caixa eletrônico, fazer câmbio de moedas, investir dinheiro, conceder, tomar e pagar empréstimos e organizar um empreendimento em rede (não hierárquico). Ou seja, montamos uma espécie de sistema que pode ser usado pelas pessoas e estamos transferindo essa tecnologia social por meio de um programa de livre-aprendizagem financeira chamado NabucoFin. Em suma, é isso.


02 - É complexo demais para quem não está familiarizado com as novas tecnologias digitais?

Não. Quem sabe navegar na Internet e usar um smartphone pode operar tranquilamente.


03 - É difícil de usar por parte de quem não domina a linguagem financeira?

Não. NabucoFin usa a mesma linguagem que é exigida por quem tem conta em um banco.


04 - Vou ter que gastar muito tempo para aprender a usar o sistema?

Não. O sistema é composto por instrumentos e operações. Você não precisa aprender a usar todos os instrumentos de uma vez. Na medida em que for necessário fazer uma operação você aprenderá a usar os instrumentos adequados. Por exemplo, se você vai sacar dinheiro em um caixa eletrônico, precisa saber como usar os cartões, inseri-los no local indicado, digitar as senhas etc. Outro exemplo: quando você for transferir dinheiro para uma pessoa, usando um site que realiza tal operação, vai aprender a se registrar no site, digitar senha e login, preenchendo os campos indicados. Para realizar operações mais complexas – como articular uma rede de pessoas que farão um empreendimento ou que vão emprestar dinheiro umas às outras, você vai ter que aprender como fazer isso seguindo as indicações que estarão no site NabucoFin.


05 - Quanto tempo eu terei de investir para aprender a usar os novos instrumentos financeiros recomendados em NabucoFin?

Depende das operações que você quiser fazer. Para fazer a maioria das 12 operações financeiras previstas em NabucoFin, você não gastará mais do que 10 minutos, se já souber navegar na Internet e usar o seu smartphone.


06 - NabucoFin é uma instituição financeira regulamentada pelo Banco Central, pelo Ministério da Fazenda e garantida pelo governo?

Não. NabucoFin não é uma instituição financeira ou similar (como uma cooperativa de crédito), mas um programa de livre-aprendizagem que permite que você aprenda como usar instrumentos financeiros alternativos e inovadores, já existentes no mundo e no Brasil, para realizar as operações financeiras básicas sem depender de um banco. Como NabucoFin não vai captar ou guardar dinheiro de ninguém, conceder crédito, administrar recursos de terceiros, nem mesmo orientar investimentos, não há nenhuma exigência legal de que essa atividade – de caráter educativo - seja regulamentada. Também não há necessidade de garantias porque nada há a ser garantido.


07 - NabucoFin é uma empresa ou ONG?

Não. NabucoFin não é uma organização formal e sim uma rede de pessoas que organizou um ambiente de aprendizagem sobre o uso em rede de instrumentos financeiros alternativos e inovadores. Cada uma dessas pessoas – os chamados iniciadores - pode ter ou não uma empresa ou participar ou não de uma organização não-governamental. Nada disso vem ao caso, porém.


08 - Isso não é ilegal?

Não. É totalmente legal. Nenhuma lei ou regulamentação infra-legal está sendo infringida pela iniciativa (pelos motivos já expostos na resposta à pergunta 6: como NabucoFin não vai captar ou guardar dinheiro de ninguém, conceder crédito, administrar recursos de terceiros, nem mesmo orientar investimentos, não há nenhuma proibição legal ao seu funcionamento).


09 - NabucoFin estimula a inadimplência e o calote?

Não. Pelo contrário. NabucoFin aconselha que você pague todas as suas contas no prazo e não faça dívidas que não possa saldar. NabucoFin é um programa de educação financeira - ou melhor, de livre-aprendizagem financeira - que desestimula o calote e tenta evitar a inadimplência. No entanto, caso você esteja endividado, ele oferece vários arranjos de instrumentos e procedimentos alternativos para que você possa operar financeiramente, dentro da lei, conseguindo assim sobreviver e cumprir as suas obrigações. E não ser excluído do mundo!


10 - NabucoFin vai conceder crédito para quem tem o “nome sujo na praça”?

NabucoFin não tem funding e, portanto, não empresta dinheiro a ninguém. As pessoas, se quiserem, terão acesso a outros sistemas recomendados que fazem isso. E também podem emprestar dinheiro às outras pessoas de suas próprias redes. Existe uma tecnologia social para viabilizar isso de modo distribuído, que as pessoas que embarcarem em NabucoFin podem aprender a usar, se quiserem.


11 - Isso não parece uma solução milagrosa para todos os nossos problemas financeiros?

Não há solução milagrosa. O que NabucoFin permite a qualquer pessoa, estando em situação regular ou irregular (por exemplo, com restrições associadas ao seu CPF ou CNPJ), é poder realizar as operações financeiras seguintes: comprar fisicamente, comprar online, pagar contas, realizar pagamentos e recebimentos entre pessoas, fazer pagamentos para empresas, receber de empresas, emitir cobranças, realizar saques, fazer câmbio de moedas, investir dinheiro, conceder, tomar e pagar empréstimos e organizar um empreendimento em rede.


12 - É seguro? Não vão sumir com meu dinheiro?

NabucoFin nunca vai recolher seu dinheiro para fazer nada e, portanto, não poderá sumir com ele. Quando você adquirir os instrumentos financeiros alternativos indicados por NabucoFin, as empresas que fornecem esses instrumentos serão responsáveis pelas operações financeiras que você fizer utilizando-os. Por exemplo, se você abrir uma conta no PayPal, no PagSeguro ou no Moip para vender um produto ou serviço, os responsáveis por isso serão o PayPal, o PagSeguro ou o Moip. Se criar uma conta Intermedium para pagar suas contas online, o responsável será o Banco Intermedium. Como são muitos – mais de duas dezenas – os instrumentos que você poderá utilizar, como esses instrumentos já são conhecidos, operam há algum tempo e têm milhares de usuários ou clientes, não é razoável imaginar que todos eles vão sumir com seu dinheiro. Como em toda a atividade semelhante, há riscos: mas eles são baixos. Sobretudo porque você vai espalhar o seu dinheiro, jamais concentrando grandes volumes de recursos em um mesmo instrumento (que, aliás, têm limites de saldo).


13 - O que eu ganho com isso?

Ao entrar em NabucoFin você não ganha dinheiro. Aprende a usar alguns instrumentos inovadores para fazer as operações financeiras básicas, em combinações inéditas que potencializam as capacidades desses instrumentos e contornam as limitações que a eles foram impostas pelas regulamentações estatais. O que você ganha é apenas uma espécie de “mapa da mina”.


14 - O que de fato eu estou comprando ao entrar em NabucoFin?

Quem entra no sistema NabucoFin tem acesso a uma espécie de “mapa da mina” com o qual pode aprender a usar vários instrumentos alternativos para realizar as operações financeiras básicas sem um banco.


15 - NabucoFin é um cartão?

Não! Existe o cartão pré-pago NabucoFin, de bandeira Visa, mas ele é apenas mais um instrumento financeiro alternativo dentre mais de 20 instrumentos com os quais você pode fazer operações financeiras mesmo sem ter conta corrente em um banco (sem se submeter à consultas ao SPC/SERASA e à análises de crédito e sem precisar de CNPJ).


16 - Para que serve o cartão NabucoFin?

Trata-se de um cartão internacional pré-pago de bandeira VISA, com chip e personalizado, que funciona na função débito no Brasil e crédito fora do Brasil e permite fazer as operações básicas de qualquer cartão (compras, compras online, pagamento de boletos, pagamento de contas, transferência sem custo entre cartões semelhantes, transferência para conta bancária, saques em caixas eletrônicos de Banco 24 Horas etc.).


17 - É obrigatório usar o cartão NabucoFin?

O cartão NabucoFin é apenas um de mais de 20 instrumentos do sistema. Seu uso é opcional. O sistema pode operar sem ele. O cartão NabucoFin pode servir como recurso prático de aprendizagem dos demais instrumentos que serão utilizados. Os promotores (iniciadores) de NabucoFin não têm qualquer lucro com a venda e a operação do cartão, nem mesmo são responsáveis pela sua emissão e administração (a cargo de uma empresa especializada no assunto).


18 - Se o cartão NabucoFin não é obrigatório por que ele aparece com tanto destaque na página onde as pessoas fazem inscrição para entrar no sistema?

Sim, não é obrigatório adquirir o cartão para usar o sistema. Mesmo assim o cartão pode ser importante para dar materialidade à proposta e para servir como recurso prático de aprendizagem dos demais instrumentos que serão utilizados. Os promotores (iniciadores) de NabucoFin não têm qualquer lucro com a venda e a operação do cartão.


19 - Quanto custa o Cartão NabucoFin?

Adquirir e utilizar o cartão pré-pago NabucoFin não é obrigatório para participar do sistema. Oferecemos diversas alternativas com outros instrumentos financeiros. O cartão pré-pago NabucoFin é adquirido separadamente e é oferecido exclusivamente para os inscritos. Para adquirir o cartão, o pedido é feito internamente na área de membros do sistema NabucoFin. Os custos de aquisição do cartão são: R$ 15,90 por cartão + R$ 6,00 de envio por carta registrada. Os custos de operação do cartão são os seguintes: Carga por boleto: R$ 3,00. Saque: R$ 7,00. TED: R$ 7,35. Mensalidade: R$ 3,00 (descontada diretamente no saldo do cartão). Mas você - embarcado em NabucoFin - não gastará nada para adquirir este cartão: lhe enviaremos o valor de R$ 21,90 que você pode usar para adquirir o cartão, se quiser. Se quiser adquiri-lo e não ativá-lo, está valendo (você não pagará nenhuma mensalidade). Se quiser ativá-lo, usá-lo e depois desistir de usá-lo, também está valendo (você pode cancelá-lo quando quiser).


20 - Por que temos que pagar para entrar no sistema?

Porque há custos para montar e manter o sistema funcionando, ainda mais sempre atualizado (o que é necessário, pois estão surgindo novas fintechs continuamente). Várias funcionalidades desenvolvidas, sites, servidores, infográficos, diagramas, planilhas automáticas, ajuda ao usuário, aquisição de ferramentas, trabalho de pessoas - tudo isso custa dinheiro.


21 - Como é usado o dinheiro que temos que pagar para entrar no sistema?

A mesma resposta da questão anterior (questão 20). O dinheiro é usado, basicamente, para pagar os custos do sistema.


22 - Para usar o sistema é necessário pagar algo a mais?

Não para NabucoFin. Há uma taxa única de inscrição no sistema. Vários instrumentos que podem ser utilizados, porém, têm suas próprias taxas de aquisição e operação, em geral sempre muito acessíveis. As pessoas adquirirão apenas os instrumentos que quiserem. Existem múltiplas combinações de instrumentos para realizar cada operação. Cabe ao usuário escolher as que melhor lhe convêm.


23 - Tem alguma mensalidade?

NabucoFin não tem mensalidade, nem anuidade. Há uma taxa única de inscrição no sistema. Que vale para sempre.


24 - Será cobrada alguma taxa do usuário por operação?

Nenhuma taxa será cobrada por NabucoFin. Os instrumentos que serão utilizados, em geral, também não têm taxas. O usuário será informado detalhadamente sobre os que cobram alguma taxa (cartões, por exemplo) e os seus valores de aquisição e operação. Mas cada usuário decidirá os instrumentos que usará (e trabalhamos com alta redundância, ou seja, para fazer uma determinada operação podem ser usados vários instrumentos).


25 - Para quem serve um sistema financeiro alternativo como NabucoFin?

NabucoFin serve para pessoas e redes de pessoas que não estão dispostas a se submeter ao controle hierárquico do sistema financeiro tradicional, inclusive para as pessoas que foram punidas por esse sistema porque não tiveram condições de honrar seus compromissos e estão, por exemplo, com restrições no seu CPF ou CNPJ. Serve igualmente para pessoas que querem pagar taxas menores para operar financeiramente do que aquelas cobradas pelos bancos.


26 - O que eu poderei fazer entrando em NabucoFin, além do que já posso fazer agora?

Depende do que você pode fazer agora. O que você poderá fazer com NabucoFin depende também do que você precisará fazer. Basicamente, NabucoFin permite que você realize as 12 operações financeiras seguintes: 1) comprar fisicamente, 2) comprar online, 3) pagar contas, 4) realizar pagamentos e recebimentos, 5) fazer pagamentos para empresas, 6) receber de empresas, 7) emitir cobranças, 8) realizar saques em caixa eletrônico, 9) fazer câmbio de moedas, 10) investir dinheiro, 11) conceder, tomar e pagar empréstimos e 12) organizar um empreendimento em rede (não hierárquico).


27 - Por que eu preciso disso se já tenho cartões de crédito, cartões de débito, cheque especial e se já sou correntista de vários bancos?

Se você está confortável com sua situação atual e não se incomoda com o fato de ser controlado e sobretaxado pelos bancos ou outras instituições do sistema financeiro tradicional, se você tem crédito disponível e suficiente a toda hora, se pode negociar taxas de juros satisfatórias e já possui os mecanismos financeiros adequados para realizar todas as operações financeiras que são necessárias (atendimento personalizado e preferencial, conta corrente, conta poupança ou conta investimento, talão de cheque, cheque especial, cartões de crédito, cartões de débito etc.) e, ainda, se você não deseja realizar um empreendimento em rede (de forma não-hierárquica) juntamente com pessoas que se relacionam com você, então talvez você não precise mesmo de NabucoFin para nada.


28 - Como vai funcionar na prática? Gostaria de ver exemplos concretos.

Na prática vai funcionar assim. Você conhecerá um conjunto de instrumentos alternativos que podem ser usados para realizar 12 operações financeiras: 1) comprar fisicamente, 2) comprar online, 3) pagar contas, 4) realizar pagamentos e recebimentos, 5) fazer pagamentos para empresas, 6) receber de empresas, 7) emitir cobranças, 8) realizar saques em caixa eletrônico, 9) fazer câmbio de moedas, 10) investir dinheiro, 11) conceder, tomar e pagar empréstimos e 12) organizar um empreendimento em rede (não hierárquico).

Algumas dessas operações – as dez primeiras - você pode fazer sozinho, mas se tiver uma rede de amigos que entrem junto com você, conseguirá contornar muitas limitações dos instrumentos e potencializar sua capacidade de operação (por exemplo, expandindo os limites de valores permitidos para fazer uma compra, transferência, pagamento ou para carregar um cartão pré-pago). Para realizar as duas últimas operações (11 e 12), você precisará de uma rede de amigos.

Veja alguns exemplos concretos das operações mais simples (dentre as dez primeiras) que podem ser feitas assistindo aos pequenos vídeos da primeira temporada da série ‘NabucoFin Resolve’ clicando neste link. Atenção! Os vídeos não dizem, em detalhes, como cada operação poderá ser feita: se dissessem, não precisaríamos de NabucoFin. Bastaria publicar um detalhado tutorial gratuito. Mas os promotores (iniciadores) do projeto não têm recursos próprios para fazer tudo isso e oferecer de graça. Por isso a entrada é paga.

Agora vamos dar alguns exemplos concretos de como as duas últimas operações podem ser feitas.

Operação 11 - Conceder, tomar e pagar empréstimos. NabucoFin é um programa de aprendizagem, não uma instituição financeira. Logo, não pode captar dinheiro, constituir funding com recursos alheios e conceder crédito (emprestar dinheiro). Mas um grupo de pessoas amigas pode fazer isso. Desenvolvemos a tecnologia social (de rede) por meio da qual você pode, juntamente com seus amigos, constituir um funding de forma distribuída (cada qual ficando com sua própria parte da composição do fundo nas suas próprias contas virtuais, sem necessidade de transferir esse dinheiro para uma conta centralizada). Essas pessoas podem então emprestar dinheiro umas das outras (usando, para tanto, o funding que foi constituído de forma distribuída ou os seus próprios recursos) e receber as parcelas de volta com juros (que, parcialmente, voltam para aumentar o funding). Ou seja, podemos fazer uma espécie de “banco em rede”, misturando funcionalidades diversas: de cooperativa de crédito, de consórcio para comprar dinheiro, de investimento e de poupança individual e coletiva. Isso tudo é feito por grupos que se formam voluntariamente. Ninguém que entra em NabucoFin é obrigado a formar grupos para realizar essa operação. Ninguém é afetado pelas ações dos grupos que se formaram para realizar essa operação.

Operação 12 - Organizar um empreendimento em rede. Aqui também é necessário articular uma rede (pois, como é óbvio, uma pessoa sozinha não pode fazer um empreendimento em rede). Desenvolvemos a tecnologia social que permite que um conjunto de pessoas que querem empreender juntas alguma coisa (qualquer coisa) possam fazê-lo de modo não-hierárquico (sem chefes, sem patrões e empregados e sem ter que criar uma empresa tradicional). Existem muitas maneiras de fazer isso, desde abrigando empresas individuais e pessoas físicas sob um mesmo branding, até construindo ecossistemas de negócios que funcionam de forma distribuída. Ninguém que entra em NabucoFin é obrigado a formar grupos para realizar essa operação. Ninguém é afetado pelas ações dos grupos que se formaram para realizar essa operação.


29 – Por que devo confiar em NabucoFin se não conheço quem participa dele?

NabucoFin não é um sistema centralizado, nem descentralizado e sim distribuído. Não é uma rede já existente de pessoas à qual as demais devam aderir, embora estimule a formação de redes: porém várias redes, que serão articuladas pelas pessoas que quiserem fazer isso. Cada pessoa é livre para fazer o que quiser. Cada rede de amigos que for usar o sistema pode fazer o que quiser. Os iniciadores não têm – e não deveriam mesmo ter – nenhuma responsabilidade por isso e nem ficam sabendo de nada disso. E os usuários do sistema jamais são afetados pelas ações de qualquer pessoa ou rede de pessoas com as quais não se relacionam.


30 - O que é a pré-venda?

A pré-venda significa que o acesso ao sistema NabucoFin estará disponível a partir do dia 09/12/2016. A contrapartida para quem adquirir agora é comprar pela metade do valor (de R$ 300,00 por R$ 150,00). A pré-venda possui um número limitado de apenas 300 inscrições.


31 - Quando o sistema vai começar a funcionar de fato?

A partir do dia 09/12/2016.


32 - Se eu não gostar, posso desistir (e pegar meu dinheiro de volta)?

Pode sim, desde que explique os motivos da sua desistência. Assim como NabucoFin não foi pensado para tirar vantagem de ninguém, não seria justo que as pessoas entrassem no sistema, aprendessem como usá-lo e depois pedissem seu dinheiro de volta. Se muitas pessoas fizessem isso, simplesmente não haveria como manter o sistema funcionando, pois não seria possível arcar com os seus custos de manutenção e atualização (o que prejudicaria quem entrou no sistema e está utilizando-o).


33 - Por que esse nome tão estranho: NabucoFin”?

Todos os sistemas hierárquicos existem para controlá-lo. Em todas as áreas ou dimensões da vida social: finanças, alimentação; saúde; educação; moradia; vestuário; transporte; viagens e hospedagens; comunidade e vizinhança; relacionamentos; entretenimento; comunicação; empreendimentos; política; filosofia, ciência e tecnologia; arte; e espiritualidade. Mas independentemente da área onde o controle sobre você se exerce, a ideia básica é a seguinte: a única coisa capaz de protegê-lo do controle das organizações hierárquicas são as redes distribuídas de pessoas. Nada mais.

Foi com base nessa hipótese - corroborada por múltiplas evidências - que começamos a pensar em sistemas alternativos ao controle hierárquico em todas as áreas mencionadas acima. Batizamos essa família de sistemas de NABUCODONOSOR, não propriamente em referência ao autocrata que reinou na Babilônia entre 604 e 562 a.C. e sim àquela nave, pilotada por Morpheus na trilogia da dupla Wachowski (1999-2003) The Matrix, que navegava pelos esgotos, esgueirando-se do controle centralizado...

Começamos pelo sistema alternativo ao controle hierárquico exercido pelas organizações financeiras. Batizamos esse subsistema de NabucoFin (Nabuco, de Nabucodonosor + Fin, de fintech, abreviatura para tecnologia financeira).

Para ler um pouco da história da iniciativa clique neste link.

Para fazer sua inscrição no sistema vá para http://nabucodonosor.com.br

Exibições: 222

© 2017   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço