Escola de Redes

Informação

Máquina em transe

Por que a sociedade em rede e, por extensão, a revolução digital é uma tendência? Este grupo pretende elaborar esta questão no sentido de relacionar a revolução digital às formas de subjetivação contemporâneas.

Site: http://me.precog.com.br
Local: Florianópolis
Membros: 8
Última atividade: 26 Jun, 2011

Fórum de discussão

Este grupo ainda não possui nenhum tópico.

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Máquina em transe para adicionar comentários!

Comentário de Benjamin L Franklin em 26 junho 2011 às 13:49
Comentário de Benjamin L Franklin em 28 outubro 2010 às 14:54
Reter o conhecimento entre os muros da universidade pública é imoral, uma vez que temos os recursos técnicos para ampla difusão do saber, mas ainda não temos institucionalidade em rede, ou seja, em um país ignorante, preferimos não compartilhar o saber produzido com o dinheiro público – isso é patético, deveríamos ter vergonha! Precisamos ir para além do ensino a distância, precisamos pensar e produzir a universidade em rede: contemporânea, gratuita, qualificada – interdisciplinar, acêntrica … crítica. Esta instituição ainda não existe – precisamos inventá-la. Precisamos distribuir conteúdo, inventar novas metodologias em rede e encontrar os novos mecanismos institucionais de certificação. Trabalho para o desejo de uma sociedade inteira! Esse minicurso, ministrado na SEPEX 2010, é uma tentativa de mexer nesse assunto...


Título

Economia da atenção: o valor após a sociedade do conhecimento.

Descrição

Minicurso sobre economia da atenção e utilização de ferramenta de extração de valor de fluxos de informação.


Objetivos:

Este minicurso pretende introduzir o conceito de economia da atenção, explicar seus principais fundamentos e exemplificar praticamente como encontrar valor em fluxos de informação, destacando o encontro de momentos propícios para compra e venda de ativos financeiros (BOVESPA)

Público Alvo:

Público universitário em geral

Conteúdo Programático:

A invenção do universal e o conceito de escassez
Modernidade e revolução industrial
Contemporaneidade e crise da mídia
Atenção, fluxo e valor na sociedade do conhecimento
Economia da atenção
Extraindo valor do fluxo de informação
Exemplos práticos na BOVESPA
Comentário de Benjamin L Franklin em 8 setembro 2010 às 8:57
pra quem gosta de cinema ...
um comentário do filme minority report:
http://bit.ly/aTtSQr

[]s
Comentário de Benjamin L Franklin em 25 agosto 2010 às 11:44
Caros,
sobre o conceito de escassez ... que estamos investigando. Para montar ações em uma economia pós escassez.
Comentário de Benjamin L Franklin em 12 julho 2010 às 11:45
Gente ...!
o que aconteceu com as gravadoras vai acontecer com a universidade, em poucos anos ... wow
Comentário de Benjamin L Franklin em 11 julho 2010 às 14:25
Ah ...
adorei o vídeo sobre a escola ...
[]s
Comentário de Benjamin L Franklin em 11 julho 2010 às 13:22
É certo que a hierarquia seduz, afinal, os bezerros de ouro não são adorados por si mesmos, tem q ter os súditos seduzidos que trabalham pra manter o altar. Não são programas autocráticos que se apoderam de uma maravilhosa sociedade em rede cheia de florzinhas e bichinhos, os ditadores estão ali pq a massa assim deseja.
E é facil entender pq ... uma hierarquia te evita angústia, pois estrutura a realidade, mesmo que a realidade seja uma m.... , ainda é melhor que um mundo nonsense. Um bom velhinho - que não vou citar para não parecer um intelectual - disse que acordamos de pesadelos para continuar dormindo na realidade .... "il homme dorm". Vcs acham que a sociedade em rede não tem suas seduções?
[]s
Comentário de Benjamin L Franklin em 11 julho 2010 às 12:55
É uma conversa com o passado, certamente. Já dura uns 2.500 anos, e não parece que não vamos encerrar o assunto ... :-)
Comentário de Marcelo Estraviz em 11 julho 2010 às 1:06
mas não é o augusto dançando a macarena?
:)
Comentário de Luiz de Campos Jr em 10 julho 2010 às 23:52

Originariamente, chamei essas fotos de 'óculos de ver redes 1 e 2' [aqui e aqui]. É uma pena que as gifs não fiquem tão boas quanto as 'ilustrações' animadas nos jornais do Harry Portter... :-) Abraços.


 

Membros (8)

 
 
 

© 2019   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço