Escola de Redes

Estudo de Projetos Sociais Participativos

Informação

Estudo de Projetos Sociais Participativos

Grupo de estudos de caso sobre práticas de projetos sociais participativos.

Membros: 144
Última atividade: 25 Jan, 2015

REFLEXÃO SOBRE METODOLOGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL

Depois de um longo inverno, ou melhor dizendo, ainda nele, resolvi dar uma mexida na proposta deste grupo. Assim sendo, ao invés de estudarmos um case penso que seria produtivo conversarmos sobre metodologias de desenvolvimento comunitário que pressuponham a formação de redes para a garantia da sustentabilidade.
Assim não ficamos engessados na discussão de um único case, mas partiremos para o diálogo sobre a prática de cada um.
Coloquei o texto da Veracel no Fórum proposto pelo Sérgio.
O que acham?

Fórum de discussão

QUAL É A SUA EXPECTATIVA COM RELAÇÃO A ESTE GRUPO? 11 respostas 

Iniciado por Cintia Alves. Última resposta de Rafael Eichemberger Ummus 20 Jan, 2012.

Projetos sociais participativos ou experiências sociais interativas (em rede)? 1 resposta 

Iniciado por Carlos Diego. Última resposta de Simone Gonçalves Mendes Sena 18 Out, 2011.

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Estudo de Projetos Sociais Participativos para adicionar comentários!

Comentário de isaias martins ferreira em 27 maio 2013 às 9:38

como anda a influência do ensino superior no desenvolvimento pessoal e profissional dos habitantes da região (local). temos poucas informação a este respeito,alguém pode ajudar...obrigado faço serviço social.

Comentário de Lileane Praia em 17 abril 2013 às 15:14

Boa tarde pessoal, este grupo me interessa mui particularmente. Como pesquisadora sobre a inclusão e a exclusão social na Amazônia, vislumbro compartilhar e receber ideias sobre projetos sociais participativos em meio rural. Abraços.

Comentário de Line Mayer em 18 outubro 2010 às 19:04
Olá pessoas, acabo de me juntar ao grupo e o motivo disso é que recentemente tenho me esforçado para que a escola municipal e rural na qual trabalho como coordenadora venha ser um canal para a melhora da qualidade de vida da comunidade na qual está inserida.

PAra tanto, diagnosticamos um potencial incrível para artesanato; as coisas que estão saindo são fantásticas, são usados apenas matéria prima natural, e que cai, as cascas, sementes, folhas e flores secas. Está montada uma cooperativa de 5 pessoas, a idéia é começar com pouco para facilitar a organização inicial. Já temos um ponto de escoamento direto dos produtos, sem intermediários, ainda bem. E a idéia de um aprender com o outro e complementar na obra do outro está dando muito certo, é emocionante participar, eu já aprendi um monte e até já criei uma obra de arte! Que não aguentei e tive que levar para a casa...mas o desafio agora é criar um estoque, então vou ter que me controlar...rs

Bom, essa foi minha contribuição. O mais legal é que eles estão se organizando e sendo protagonistas, porque de início eu estarei por lá, mas minha presença é transitória, a sustentabilidade do projeto depende tanto da minha futura ausencia quanto da minha presente presença. E sei que vai dar certo, eu sinto. A idéia é documentar toda a produção, tirar fotos dos artesãos em sua casa com suas obras e das reuniões, venderemos o produto agregado no processo, sem alienação dos meios de produção, sem exploração e com muita colaboração porque uma nova sociedade é possível.
Comentário de Paulo Vargas de Oliveira Jr em 22 setembro 2010 às 1:24
Olá pessoal

Não tenho exatamente um case para apresentar, mas uma idéia que imagino esteja em perfeita sintonia com a discussão do grupo.
Estou apresentando uma proposta aos 5000 parceiros da Escola de Redes, respondendo a convocação para criarmos negócios em rede.
Está em minha pagina de blog, aguardo os comentários

http://escoladeredes.ning.com/profiles/blog/list?user=30vvoiszyxb7z
Comentário de Cintia Alves em 18 agosto 2010 às 14:34
Olá, Rodolfo,

Bem vindo.
Você pode contribuir como achar melhor. Como pode ver pela movimentação do próprio grupo, ainda não há um processo aberto de diálogo entre os participantes. Algumas proposts foram lançadas, mas nada ainda acolhido. Eu mesma tenho estado bastante ausente, mas o diálogo e a articulação em rede não é algo linear e pre-definido. Se puder começar falando sobre o trabalho que desenvolveu no Mato Grosso, acredito que seja rico para os membros desse grupo. Conte-nos um pouco sobre a metodologia empregada e como se dava o processo de identificação dos stakeholders, objetivos etc.
Abraços,
Cíntia
Comentário de RODOLFO JOSE DE CAMPOS CURVO em 18 agosto 2010 às 10:02
Bom dia. Obrigado por me aceitarem no grupo. Terminei meu doutoramento recentemente junto a UFSCar na área de concentração em Ecologia e Recursos Naturais, mas trabalhei com análise de redes sociais e identificação de Stakeholders no contexto do zoneamento socioeconômico e ecológico do estdo de Mato Grosso - Brasil e faço análise e cosntrução de sociogramas com análise de grupos sociais e suas lideranças. Em posso contribui?
fraternais abraços
Rodolfo Curvo
Comentário de RODOLFO JOSE DE CAMPOS CURVO em 18 agosto 2010 às 9:03
gostaria de particpar deste grupo
Comentário de DJ Mabruck em 24 abril 2010 às 20:37
Alguém tem algum vídeo sobre indução de desenvolvimento metodologia DLI????????????????????
Comentário de Beatriz Caitana da Silva em 8 janeiro 2010 às 11:54
Olá, saudações,
Acabou de integrar o grupo,

Abraços,
Comentário de Cintia Alves em 6 dezembro 2009 às 15:20
Oi, Vera,

O vídeo é realmente muito bom, aliás, vi no portal UOL uma reportagem dizendo que sacodir o bebê é perigoso. É resultado da rede que vocês formaram?
fiquei com a mesma curiosidade da Célia: como é o P2P? As pessoas recebem algum tipo de capacitação para multiplicar?
 

Membros (139)

 
 
 

© 2019   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço