Escola de Redes

É uma pena que a melhor parte da entrevista que dei (veja no final da matéria aqui: http://youtu.be/35OG3AbmAA0), que é de extremo interesse público e que é uma idéia brilhante,  não tenha sido veiculada na sua totalidade. Eu falei sobre o Relatório de  Capital Humano 2013, do Fórum Econômico Mundial, e mostrei, com base numa matéria que saiu na Revista Exame do dia 02/10/13, conforme o link: http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/educacao-brasileira-fica-...,   a posição do Brasil no ranking de 122 países.

O índice de Capital Humano é formado pelos índices de educação, saúde, bem estar e emprego/renda do trabalho. Sendo este elevado,  contribui para a alavancagem de qualquer economia desenvolvida. Não há na história de nenhuma nação, aquela que conseguiu se desenvolver sem um índice elevado de Capital Humano.

A partir dai falei sobre uma idéia, com base na economia criativa, na inovação e na economia da abundância que é a economia em rede, como os professores do Brasil todo poderiam gerar 232 idéias criativas sobre como melhorar a educação no pais criando tecnologias novas e ganhar prêmios de R$ 100.000 cada um desses 232 criadores imaginativos, podendo eles mesmos, entre eles, criarem um regulamento para selecionar as melhores ideias, elegerem as 232 melhores e aplicarem eles mesmos em rede colaborativa, de forma distribuída e em interação pela internet.

Tudo aberto, transparente, com controle social, democrático e interconectado com o Brasil e o mundo, conforme o mundo moderno das redes e a economia da abundância. Ainda há tempo para ser veiculada toda matéria.

Peço à direção da TV Câmera que publique a minha entrevista na integra, que ficará como sugestão para o governo federal, que poderá lançar um edital disponibilizando o prêmio não resgatado, para ser investido integralmente na melhoria da educação, onde todos possam ver o resultado publicamente, tanto da aplicação do prêmio, como das ideias que serão geradas pela disponibilização pública, que beneficiará ao conjunto dos professores e a toda a educação no pais, já que estas idéias e novas tecnologias podem ser aplicadas automaticamente, por eles mesmos e por todos os professores no pais e no mundo, logo que forem selecionadas, utilizando os R$ 23 milhões que  não foram resgatados!

Esta é uma melhor forma de utilizar o prêmio não resgatado da Loteria Esportiva!!!

Comprar carros, casas, terrenos, beneficiar uma pessoa ganhadora, um hospital ou uma família apenas, colocar na bolsa de valores ou investir no mercado financeiro,  são as piores das idéias para esse prêmio não resgatado, pois concentraria a renda, beneficiaria pouquíssimas pessoas, estando então, consentâneo com a economia da escassez.

E mais do que beneficiar os estudantes ao colocar no FIES,  pois só alimentaria o circulo financeiro da concentração de renda e dos juros! Esses R$23 milhões podem ser aplicados na educação de uma forma melhor ainda, beneficiando a todo o ensino no pais com a ideia de premiar os professores por criar 232 ideias inovadoras em aprendizagem, por exemplo (podem ser mais, 1000 professores podem se beneficiar já que cada criador pode redistribuir seu ganho com mais 3 ou 4 colegas que participarem de cada ideia).

Além do mais essas 232 idéias beneficiariam todo o ensino no pais, pois já estariam sendo aplicadas por todos os professores nas escolas onde eles já trabalham e o seu poder de multiplicação seria, assim, elevado pelo exemplo prático!

Esta é uma forma inovadora e brilhante de aplicação destes R$ 23 milhões na educação,  num pais onde a mesma está a exigir investimentos vultosos para alavancar a sua posição ao time das nações desenvolvidas, alavancar a economia do pré-sal! E mais, auxiliar a tirar o pais da péssima posição em que se encontra no ranking do capital humano, segundo o Fórum Econômico Mundial  Porquê? Porque estas idéias estão de acordo com a economia da abundância, beneficiando 1000 professores, todos os estudantes e toda a aprendizagem no pais inteiro, ao aplicar as 232 ideias inovadoras em aprendizagem, com base na inteligência coletiva e colaborativa, em rede distribuída, democrática e interativa pela internet, tudo de forma aberta, transparente e o mais democraticamente possível!!!

Ainda há tempo!!!

Exibições: 256

© 2020   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço