Escola de Redes

Versão Preliminar

Introdução

Capítulo 1 | O educando-buscador será um educador
O autodidatismo e a livre aprendizagem humana em uma sociedade inteligente

Capítulo 2 | O educador-polinizador será um educando
O alterdidatismo e as comunidades de aprendizagem na emergente sociedade em rede

Capítulo 3 | E a educação não será nada disso que andam falando
Seremos todos aprendentes

O trabalho dos membros deste grupo não é propriamente usar os campos de comentários para discutir os textos alheios e sim escrever seus próprios textos, como se estivessem escrevendo partes de um livro... Pois é isso mesmo que estarão fazendo!

Exibições: 74

Respostas a este tópico

Olá Leila,
ainda estou postando o texto-base para começar a escrevinhação coletiva. O será terá (he he) um sentido quando os textos estiverem colocados. Terá exatamente o sentido de é - como você sugere - porque será. A distinção entre educando e educador é apenas para dizer que não há distinção: todos somos aprendentes (como já está mencionado na Introdução). Mas o jeito é aguardar o texto e então trabalhar sobre ele. Estou terminando e talvez o fato de ir colocando em partes cause confusão (mais por ruído de comunicação do que por outra coisa). Abraços.

Leila Pais de Miranda disse:
Que tal colocar as frases com é ao invés de será?
O educando-buscador é um educador.
O educador-polinizador é um educando.

E a educação não é nada disso que estamos acostumados a achar que é.

________
Também me pergunto por quê diferenciar de qualquer maneira o educando e o educador. Na minha opinião, somos todos aprendizes. Quando penso na Moleque de ideias, por exemplo, penso que a diferença pode ser que o chamado "educador" pode estar responsável pela construção de ambientes voltados ao estímulo ao conhecimento e a outros aspectos do desenvolvimento humano. Mas, se estivermos trabalhando bem, as crianças estarão também contribuindo para a formação deste ambiente. Digo as crianças porque creio que as crianças pequenas são as que precisam de ajuda para se tornarem independentes e dotadas do ferramental básico para continuarem aprendendo sozinhas. Se bem educadas, estarão muito cedo aptas a buscar seus interesses, respeitando a vida de todos, sem necessidade de outras pessoas para que prossiga.

RSS

© 2019   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço