Escola de Redes

Papeis sociais, competências e governança nas redes sociais focadas em resultados

Gostaria de trocar figurinhas com os companheiros sobre a identificação de papeis sociais necessários para o desenvolvimento de uma rede. Já tivemos um início de discussão aqui na Escola de Redes, mas não fomos muito longe. O conhecimento desses papeis permitirá aferir, em situações concretas, em quais deles temos ou não competências adequadamente distribuídas entre os membros, e qual a necessidade de preencher carências, e prover capacitação e coaching para que pessoas assumam e se desenvolvam nesses papeis. Para promover a criação de conexões desejadas e catalisar a inteligência coletiva de uma rede orientada a resultados (redes para projetos), imagino para as redes sociais um modelo semelhante aos modelos de gestão de competências que são adotados em organizações convencionais.  Ponham lenha nessa discussão!

Exibições: 228

Respostas a este tópico

Grande Sérgio...

Acho interessante o tema. De maneira mais específica tenho estudado sobre o que chamo de "gerência de comunidades". Busco listar as competências para este gerenciamento, que começa com a identificação do perfil da comunidade (da mais hierárquita à uma rede propriamente dita), passa pelo planejamento de adequação (com capacitação dos membros, inclusive), e uma metodologia de trabalho para isso.

Acredito que até a CIRS eu consiga produzir um paper para compartilhar por aqui.
Olá Bito
Aguardo ansiosamente o seu paper.
Se quiser uma provocação... não sei se você reparou numa discussão que eu curti muito, sobre papeis sociais e, especificamente, sobre o que chamei de "técnico do time", onde levei algumas bordoadas mas saí vivo :-)
Veja lá: postei ontem uma discussão sobre o "business ecosystem orchestrator", que mais ou menos equivale ao nome que dei de "técnico do time". Está aqui.

Fábio Bito Teles disse:
Grande Sérgio...

Acho interessante o tema. De maneira mais específica tenho estudado sobre o que chamo de "gerência de comunidades". Busco listar as competências para este gerenciamento, que começa com a identificação do perfil da comunidade (da mais hierárquita à uma rede propriamente dita), passa pelo planejamento de adequação (com capacitação dos membros, inclusive), e uma metodologia de trabalho para isso.

Acredito que até a CIRS eu consiga produzir um paper para compartilhar por aqui.
Olá Sérgio.

Sim, também interessado no assunto.
Você acha que seria útil discutir as competências referidas por Guy Le Boterf no livro "Trabalhar em rede" (*)?

Escrevi um resumo aqui.

(*) LE BOTERF, Guy. 2004. "Travailler en réseau : partager et capitaliser les pratiques professionnelles". Paris, Editions d'Organisation, 170 págs. - ISBN 9782708131469
Claro, Pedro. Acabo de ler a sua resenha. E twittei - veja em @sergiostorch.
Muito obrigado pela contribuição.
Que pena que você está tão longe e não pode vir!


Pedro Ferrão disse:
Olá Sérgio.

Sim, também interessado no assunto.
Você acha que seria útil discutir as competências referidas por Guy Le Boterf no livro "Trabalhar em rede" (*)?

Escrevi um resumo aqui.

(*) LE BOTERF, Guy. 2004. "Travailler en réseau : partager et capitaliser les pratiques professionnelles". Paris, Editions d'Organisation, 170 págs. - ISBN 9782708131469

RSS

© 2019   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço