Escola de Redes

Minha proposta para o open space é um bate papo sobre uma nova forma de ativismo, que trata de "abandonar" os hierarquismos de forma concreta: saindo do emprego, deixando a academia, abandonando o discurso centralizador... É um bate papo mesmo, pra vermos como andam os avanços dessas desistências cotidianas de cada um de nós, quais as dificuldades, quais as dicas que temos uns aos outros... Essa conversa terá como inspiração alguns livros e filmes: matrix, ismael, na natureza selvagem ... tentarei levar trechos no meu notebook, pra assistirmos juntos.

Exibições: 497

Respostas a este tópico

afiando a faca. estarei lá!
Ok, mas leve também o berimbau! :)
Bom dia pessoal. DE novo, estou amarrado nas datas do encontro. Mas não quero ficar de fora. Se o debate tiver um espelho eletrônico, avisem. Vou lendo as histórias e as sugestões. O tema de flexibilização e life hacking me interessam demais. Abraços,
Marcelo, gosto desse papo também. Nos anos 60/70, esse tipo de "ativismo" era conhecido pelo termo "drop out". Há um textinho sensacional que pode ajudar a orientar a conversa. Trata-se de um papo entre Allan Watts (difusor do zen para o Ocidente), os poetas beat Allen Ginsberg e Gary Snyder e o lisérgico Timothy Leary, intitulado mesmo "Drop Out!". Fonte: "Maio de 68", de Sergio Cohn e Heyk Pimenta (orgs.) - Rio de Janeiro: Azougue, 2008. O livrinho é superbacana. Encontrável nas boas livrarias. Abraços e até breve.
Opa. Para complementar: filme "Waking Life", de Richard Linklater. Imperdível. Num dos trechos, uma discussão sobre o tema... enquanto um velho permanece agarrado no alto de um poste. Nas locadoras...
Ansiosa para ver - ouvir e falar - de perto!
Transcendentalistas ? ou Ambulantes, Informais e Amadores?
Eu percebo estes processos de desistência como movimentos de escape da abordagem dirigista do paradigma patriarcal-matriarcal vigente, movidos pela percepção da total insuficiência dos métodos vigentes de prover sustentabilidade no processo do hominizar (do se construir o humano e seus mundos).
está chegando a hora, gente! vamos discutir tudo isso hoje a tarde!!!
Por onde passamos ....
(Breves e ñ-lineares anotações)

Textos e autores:
##HAKIM BEY

##Daniel Quinn
- Alêm da Civilização
- Meu Ismael


____________

Desistência como ativismo - quanto participamos intelectualmente e não praticamos no cotidiano...

Emprego // Trabalho

Sentidos perjorativos para a Desistência como fracasso, perda, falha...
valor agregado do conceito desistir p/ sociedade.

- Mudança de paradigma
- Novas percepções
- Desapego
- Incapacidade de criação de Confiança
- A Fantasia da segurança que nos mantém aprisionados
- Desistir sem perder a integridade
- Produção a partir das diferenças

"Estamos cansados de pessoas pasteurizadas"
"E ai amigo, correndo muito?"
"Eu quero querer o que eu quero?" - Algarra

DIFERENÇAS DO HEROI DA NARRATIVA
Épico - Lírico
Bacana, Ian! Lembro que a Viviane anotou algumas coisas também!
Repasso aqui o trecho do livro do ugarte, que fala sobre o heroi lirico:
http://www.estudiolivre.org/tiki-view_blog_post.php?postId=328

abraços!
me

RSS

© 2019   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço