Escola de Redes

Galera, algumas conversas tem surgido em outras plataformas (face, email, grupos de email, etc).  Uma foi esta (que sugeriram copiar aqui pra galera que quiser curtir a discussáo, curta!). ABs e vamos a ela:
1- Pessoal,

tô achando tudo muito bacana, muito legal.
Mas por que mesmo estamos usando uma lista - um para muito de cada vez - em vez de conversar em uma plataforma aberta e com mais funcionalidades interativas?
Não quero dizer que não seja válido usar vários recursos ao mesmo tempo. Acho que podemos sim. E devemos até. Mas quando a lista fica grande (como esta está ficando) fica difícil acompanhar (e às vezes recuperar para captar o sentido d) a conversação. Aliás, converte a conversação em uma série intermitente de inputs. Ademais, delimita um campo entre quem está dentro (quem está na lista) e quem está fora (quem não está na lista). E aquele cara que não está na lista e, de repente, viu a nossa conversação e gostou dela ou não gostou dela e quis interagir? Heim? Esse (ou essa) cara é o que chamamos de 'outro-imprevisível'. Se para ele (ou ela) interagir com a gente é necessário que alguém (que já está dentro) inclua tal pessoa na lista, temos o 'outro-previsível', quer dizer, o outro-aceito porque pode virar um 'nós'... 
Desse jeito vamos acabar fazendo um grupo. E quem já descobriu que é preciso resistir a tentação de pertencer a um grupo?
Abraços,
Augusto

 

Exibições: 290

Responder esta

Respostas a este tópico

Claro que podemos e devemos conversar pessoalmente.
Acho que a idéia de trazer estas questões a tona é permitir a análise coletiva do que estamos vivendo.
Certamente bugs existem nas estruturas das questões, e evidenciá-los é parte do processo de desconstrução, tão necessário para que haja a autoeducação.

[]'s,
--

Henrique Bastos
Muito interessante, Henrique.
Acho que uma conversação como esta deveria ficar registrada lá na Escola-de-Redes, onde tem muitas pessoas investigando esse assunto e um número bem maior de pessoas interessadas nele. E onde qualquer pessoa pode ler sem necessidade de se registrar.
Isso não significa que estou propondo que conversemos apenas na E=R. Mas significa que conversações como esta deveriam ficar/ocorrer em algum lugar onde outras pessoas (quaisquer pessoas) pudessem acessar. Este é o meu ponto quando perguntei: E o outro-imprevisível?
Abraços,
Augusto
P.S.: Enquanto estava escrevendo isso vi que o Venuto respondeu e que o Henrique já retrucou, mas não li a última e queria me referir ao conteúdo abaixo e imediatamente anterior.
Blz, madrugador.  Estamos aqui no hacker space.
E antes que me faça um "filtrador' de conteúdo, é pq náo estou consguindo avançar nos questionamentos.  Preciso de mais análises no diálogo pra avançar, entende?  Se alguém quiser contribuir, manda ver que seguimos nisso.... Ainda que como leitor, processador pra depois, escritor...rs
Tá perdendo as rodadas nossas, hein???  Apareça! rs
O Lucas, amigo do Gabriel que esteve conosco no Festival de Ideias (do site na cozinha (www.youtube.com/nacozinhacast ), chegou hoje aqui pra participar do hacker estes dias... A casa da mãe tá foda!!! rs
Abs
Sergio Venuto 
Augusto, lá na escola de redes é melhor criar um grupo, postar num grupo existente ou outra ação?  Manda aí a dica que vou copiar os posts lá!
Abs
Sergio
Qualquer alternativa dessas que você sugeriu é boa, Venuto.
Lá não tem administração, digamos... orientativa.
Abraços,
Augusto
Augusto de Franco, o Bruno também escreveu algo bem interessante sobre algumas questões que estão rolando na ocupação.  Uma delas é como manter as características de REDE neste processo e não cair no eu-inimigo que vc tão bem citou.http://www.quadradodosloucos.com.br/2026/produzir-o-dissenso-na-aca... tal passar lá e comentar?  O Rodrigo Maia postou algo legal , junto com este artigo:https://www.facebook.com/groups/249360678448319/253178831399837/Galera, gostaria muito se vcs pudessem contribuir com o grupo e com os conceitos de REDE que tanto se dedicam. Estamos precisando disso lá.Gde abraço

Responder à discussão

RSS

© 2019   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço