Escola de Redes

UMA REDE DE PESQUISADORES E CONHECEDORES DE PLANTAS MEDICINAIS

Algum dia ainda vou propor a articulação de uma rede de pessoas interessadas em estudar plantas medicinais. Penso em usar como instrumento de articulação uma plataforma bem simples: poderia ser um Ning Pro, apenas com as funcionalidades Grupos e Últimas atividades (a timeline). Cada grupo seria dedicado a uma planta. Na Caixa de texto da página principal do grupo haveria uma breve descrição da planta, algumas fotos, seu nome científico e seus nomes populares (em diferentes regiões do Brasil), suas indicações e sobretudo advertências sobre seus possíveis efeitos tóxicos. Os Fóruns de discussão seriam dedicados a publicação de estudos sobre a planta e sobre usos e costumes tradicionais, com abertura para depoimento de estudiosos, de cultivadores e de usuários. Em páginas especiais poderíamos ter fotos, desenhos, modos de cultivo etc. Entrariam em cada grupo as pessoas capazes de contribuir para aumentar o acervo de conhecimento sobre a planta em questão. Pode ser que exista, mas não conheço nada assim tão completo.

Mas o mais importante seria articular - na mesma plataforma - dois grupos: 1) de pessoas que se dedicam ao estudo de fitoterápicos em centros de pesquisa; e 2) de pessoas que possuem a sabedoria tradicional do cultivo e do uso das plantas medicinais, incluindo populações indígenas (o que exigiria um levantamento exaustivo em cada bioma). As interações entre as pessoas dessas duas redes acrescentariam conhecimento novo - e vivo - sobre o tema.

Tudo isso poderia ser sustentado - depois - por um shopping virtual de plantas medicinais (ou por várias lojas). Olhaí uma ideia de negócio. 

 

Para não esquecer a ideia colo abaixo uma lista copiada do site http://www.ervas.siteonline.com.br


A 

ABACATEIRO (tintura e folhas) 
Usado nas doenças do fígado, rins e bexiga. Diurético, antiinflamatório, laxante e digestivo. Cistites, uretrites, edemas renais, etc.: 
As folhas são empregadas em chá ou tintura como diurético, pois atua diretamente sobre o epitélio renal provocando uma diurese abundante. 
Aumenta o volume da urina, diminui os edemas renais e elimina o ácido úrico. 
O fruto é rico em substâncias gordurosas e vitaminas A, B, C, D e E. 
É considerado afrodisíaco. 

ABAJERU (tintura) 
Antiblenorrágico, antidiabético e anti-reumático. Usado no diabetes, reumatismo, diarréias crônicas, blenorragia e leucorréia. 

ABÓBORA D'ANTA (tintura - composta) 
Empregada como anti-sifilítico em todas as formas com que essa doença se manifesta: 
reumatismo crônico ou sub-agudo, glândulas ingurgitadas (adenites), gânglios enfartados, furunculoses, etc. 
É estimulante das defesas orgânicas e um reconstituinte enérgico, prevenindo o corpo das doenças causadas pelo enfraquecimento dessas defesas. 
Usada nas anemias, cloroses e em todas as doenças ligadas ao empobrecimento e modificação do sangue. 
Abóbora d'anta e Cassaú tomados juntos constitui uma medicação tônica estomacal, aumentando extraordinariamente o apetite. 

ABÚTUA (tintura e raiz) 
Má digestão, afecções hepáticas e biliares, febre, reumatismo, asma, afecções das vias urinárias, cálculos renais, distúrbios menstruais, etc. 
Empregada nas diversas dispepsias, auxiliando a digestão difícil; nas más digestões com prisão de ventre, tonteiras e sono após as refeições. 
Também empregada como febrífugo ; nas menstruações difíceis e cólicas pós-parto. Há registro de vários casos de cura de úlceras varicosas e varizes usando internamente esta planta. 

AGONIADA (tintura) 
Inflamações do útero, cólicas menstruais, etc. Emenagogo, febrífugo e purgativo. Usada principalmente nas inflamações de útero e ovários, cólicas menstruais, ingurgitamentos ganglionares, gases, prisão de ventre e corrimentos. 

AGRIÃO OU SAÚDE DO CORPO (tintura e planta) 
Estimulante geral, diurético, expectorante e sialagogo. Usado por longo tempo tem efeito depurativo. Emprega-se nas doenças pulmonares e das vias urinárias, no raquitismo, no linfatismo e nas afecções hepáticas. 
O seu uso combate os efeitos tóxicos da nicotina. 

ALCACHOFRA (planta) 
Problemas de fígado, vesícula, uréia, colesterol, diabetes, fraqueza, pressão alta, anemia, asma, diurética, digestiva, etc. Estimulante das funções hepáticas, hepato-renais, diurética, colagoga, febrífuga. 
Tem notável ação colerética sobre o fígado, associada a uma estimulação genérica da célula hepática. 
Age também sobre o metabolismo da uréia. É útil em todos os casos de insuficiência hepática na arteriosclerose, ateromatose e no artritismo. 

ALCAÇUZ (tintura) 
Afecções das vias respiratórias, tosse, laringite, diurética, laxante, náuseas, etc. Usar com moderação. 

ALECRIM (planta) 
Tônico cardíaco e uterino, estomáquico, excita a bilis. Afecções hepáticas, intestinais e renais, afecções das vias respiratórias, diabetes, etc. 
Externamente, na forma de cataplasma, para reumatismo, feridas e úlceras. 
Estimulante, tônico, aromático, estomáquico, emenagogo. 
Internamente (infusão) é usado na atonia do estômago, dispepsias não inflamatórias, clorose, escrofulose, afecções nervosas e histéricas e nas febres tifóides. 
Também tem sido usado na paralisia, asma e catarros crônicos. 
Externamente (decoto) é usado em loção nas feridas gangrenosas e, em banhos aromáticos no reumatismo articular. 
Usar com moderação. 

ALFAFA (planta) 
Rica em vitaminas e sais minerais.Reconstituinte, raquitismo, etc. 
Usada na falta de apetite e na má digestão. 

ALFAVACA (tintura e planta) 
Doenças das vias respiratórias, tosses, bronquite, gripes e resfriados. Sudorífera, antifebril, diurética, cólicas, má digestão, gases, afecções gástricas e intestinais, afecções renais, etc. 

ALFAZEMA (tintura e planta) 
Digestão, gases, cólicas, enxaqueca, fígado, nervosismo, tontura, gota, asma, etc. 
OBS: abaixa a pressão. 

ALGODOEIRO (tintura) 
Excitante da contrabilidade das fibras lisas, provoca a contração do útero. Tem indicação nas doenças das senhoras, principalmente na dismenorréia. 
É também utilizado nas hemorragias uterinas com grande efeito. 

ALLIUM SATIVUM (tintura) 
0 alho é um medicamento indicado nas gripes, afecções catarrais agudas e crônicas, tuberculose, etc. 
Tem ação moderadora e anti-séptica sobre a tosse; os escarros diminuem e perdem seu aspecto purulento. 
É indicado no catarro crônico dos brônquios e nas bronquites dos velhos. 
É usado como abaixador da pressão arterial. 
Exerce ação benéfica nas doenças do aparelho digestivo, estimula a secreção dos sucos digestivos, favorece a flora intestinal e evita a formação de toxinas intestinais. 
É indicado no tratamento das varizes e hidropisia. 
Contra-indicado a quem sofre de doenças da pele e às mulheres que amamentam porque altera o leite. 

AMENOFLORA (tintura - composta) 
Insuficiências ovarianas, amenorréias e dismenorréias. Em todos os casos de ausência ou diminuição do fluxo menstrual fora do estado de gravidez e nas menstruações difíceis e dolorosas. 
Tem indicação especial na menopausa e nas afecções ovarianas. Todos os distúrbios vasomotores e nervosos causados na menopausa , como crise de calor, angústia, palpitações e nevralgias com irradiações dolorosas para os membros inferiores, são tratáveis com Amenoflora. 

AMOR DO CAMPO (tintura e planta) 
Para as vias urinárias, doenças renais, uretra e bexiga. 
É um excelente diurético que faz desaparecer qualquer corrimento da uretra, sendo que na blenorragia tem uma ação surpreendente se associado à Caavurana, bem como nos casos de catarros da uretra e da bexiga. 
A infusão da planta tem um sabor agradável, podendo ser bebida como água. 
Também exerce efeitos benéficos sobre o fígado, facilita a secreção biliar, a função gástrica e intestinal. 

ANCHIBOCHIA (tintura) 
Específico para as moléstias da pele tais como panos, cravos, dartros, eczemas, etc. 
Se o doente padecer do estômago pode-se associar ANCHIBOCHIA. com o CASSAÚ. Também recomendado às pessoas sifilíticas e reumáticas. 

ANGÉLICA (tintura) 
Tônica, estomáquica, digestiva, fígado, rins, histeria, asma, etc. 
Estimulante e carminativa. Usada nas digestões difíceis. 

ANGICO (casca) 
Adstringente. 
Nas diarréias e disenterias; nas tosses e bronquites. 
Nas anginas, é usado em gargarejos. Externamente é empregado em lavagens uterinas e gargarejos contra inflamações. 

ANIS ESTRELADO OU BADIANA (planta) 
Digestivo, estimulante gastro-intestinal. 
Combate a azia. 
Carminativo, digestivo e estimulante. 
Indicado na atonia gastrintestinal, dispepsia, flatulência e bronquite. 

APERTA-RUÃO (tintura e planta) 
Diurético e usado nas blenorragias. Tendo uma ação específica sobre as vias urinárias, previne e combate as cistites e catarros da bexiga. 
Na blenorragia, usar conjuntamente a RASURA DE ÓLEO VERMELHO. 

ARNICA DO MATO (tintura e planta) 
Em uso externo para contusões, traumatismos, cortes, feridas, etc. 
O uso interno só com orientação médica. 
Anti-reumático, também usada nos tombos e traumatismos. 
Externamente, a planta pode ser usada em banhos, com bons resultados no reumatismo crônico e agudo. 
A tintura usa-se em fricções nas dores reumáticas, nevralgias, nas quedas e contusões. 
Internamente combate as areias dos rins, sendo usada nas cólicas nefríticas. 
É um ótimo dissolvente do ácido úrico e fosfatos. 

AROEIRA (folhas e cascas) 
Usada externamente em banhos e lavagens contra inflamações. Internamente, é depurativa e contra as febres. 
Goza de propriedades adstringentes. 
Contra diarréia, hemoptises e metrorragias. 

ARRUDA 
Empregada nas amenorréias, cólicas menstruais, etc. 

ASSA-PEIXE (planta) 
Empregada nas tosses, gripes e resfriados. 
Na gripe pulmonar, nas bronquites e tosses rebeldes, o ASSA-PEIXE diminui e acalma a tosse, aumentando a expectoração. Com seu uso, as doenças pulmonares, mesmo agudas, são subjugadas com eficiência, como as bronquites, pontadas e dores no peito. 
Na fraqueza pulmonar, abranda a febre e a tosse, aumentando o apetite e facilitando a digestão. 
Cessa os escarros de sangue porque também é bálsamo, expectorante e anti-hemorrágico. 

ARTEMÍSIA (tintura) 
Antiespasmódico, emenagogo, febrífugo, tônico, vermífugo Usada nas convulsões infantis, epilepsia, menstruações difíceis e dolorosas, debilidade do estômago, gastrite, flatulência e enterite. 
Afecções gástricas, hepáticas e biliares, falta de apetite, gases, diarréias, verminoses, distúrbios menstruais, epilepsia, etc. 
Usar com moderação. 
Não é recomendada para mulheres que amamentam. 

ASTMOFLORA (tintura - composta) 
Empregada no tratamento da asma e bronquites asmáticas .Combate os acessos asmáticos e com o seu emprego, a dispnéia , o cansaço, o chiado e a tosse desaparecem. 

AVENCA (tintura e planta) 
Afecções catarrais das vias respiratórias, tosse, bronquite, laringite, etc. 
Expectorante e sudorífera, é utilizada nas gripes e bronquites. 




BACUJÁ (tintura) 
Nas bronquites simples, bronquites asmáticas e asma. Atua como expectorante, calmante e tônico. 
Evita os acessos asmáticos e faz desaparecer as tosses rebeldes, os catarros brônquicos e estimula o apetite. 
Nas gripes e resfriados produz bons resultados, fazendo desaparecer a dispnéia ou cansaço e acalmando a tosse. 

BAICURÚ (tintura e planta) 
Empregada nas disenterias, diarréias, hemorragias e principalmente nas moléstias do útero por ser um excelente emenagogo. 

BAN-CHÁ 
Indigestão, fígado, rins, bexiga, diurético, evita resfriados, acelera a circulação sanguínea e atividade cerebral. 
Vômitos da gravidez. 

BARBATIMÃO (tintura e cascas) 
Úlceras estomacal e duodenal, hemorragias, diarréias, disenterias, leucorréias, blenorragia, debilidade geral. 
Externamente para feridas, úlceras e cólica. 
Poderoso adstringente empregado em lavagens vaginais no tratamento da leucorréia, catarros uretrais e vaginais. Empregado na higiene íntima das senhoras. 

BARDANA 
Afecções da pele em geral (herpes, seborréia, eczema, etc), afecções das vias urinárias, cálculos renais, reumatismo, gota, afecções gástricas, hepáticas e biliares, blenorragia, etc. 

BATATA DE PURGA (tintura) 
Purgante enérgico e depurativo útil nas doenças da pele. 
Dose: como laxante: 1 colher de café em 1 cálice d'água às refeições; 
como purgante: 15 g de uma só vez, em água; 
como drástico: 30 g de uma só vez, em água. 

BATATA DE SUCUPIRA (tintura) 
Considerado um específico para o tratamento do reumatismo crônico, gotoso e deformante, artritismo e ácido úrico. 
Quando as articulações engrossam, essa erva produz efeitos admiráveis, tirando as dores e fazendo desaparecer a inchação. 

BAÚNA (tintura - composta) 
Combate a coqueluche, aliviando e acalmando a tosse. 
Dose: adultos - 1 colher das de café em 1 cálice de água, 3 a 4 vezes por dia, ou de 3 em 3 horas (quando acordado); 
crianças - 3 colheres das de café para meio copo de água, que se mistura e se faz tomar em colheres das de sopa de hora em hora 

BOLDO (tintura e folhas) 
Afecções hepáticas, má digestão, gases, prisão de ventre, inapetência, cálculos biliares, afecções gástricas, etc. 
Para o fígado. Estimulante das secreções, é indicado às pessoas hepáticas e calculosas pois evita as cólicas, prevenindo a icterícia ou derramamento biliar. 
É um colagogo enérgico que regula a função hepática. 
Deve ser associado ao JURUPITAN. Dose: 5 g das folhas para cada xícara de água. 

BUCHINHA DO NORTE (fruto) 
Indicada para sinusite, fazendo-se inalação com o chá da planta. 
O uso interno como chá é proibido. 
Altamente tóxica. 
Indicada no combate à sinusite. 
Cozinhar 1/4 do fruto sem casca em água pura e fazer inalações. 
Doses elevadas produzem hemorragias perigosas. 
Contra-indicada para senhoras grávidas já que pode provocar aborto. 

BURANHEM OU CASCA DOCE (cascas) 
É específico contra as diarréias. 
Combate também as moléstias intestinais. 




CABELO DE MILHO 
Afecções renais, dificuldade para urinar, cistite, cálculos renais, inchaço, desinfetante urinário, clareia a urina, afecções hepáticas e biliares, acnes, etc. 

CALÊNDULA 
Úlceras gastroduodenais, artritismo, afecções nervosas, regulariza o ciclo menstrual. 
Externamente para feridas, úlceras, queimaduras, acnes, etc. 

CANELA 
Estimulante, digestiva, antiespasmódica. Tratamento de febre, gripes e resfriados. 

CAMOMILA 
Má digestão, gases, cólicas, inapetência, dores de estômago, insônia, afecções nervosas. 
Externamente para afecções da pele em geral, feridas, úlceras, inflamação dos olhos em geral, estomatite, gengivite, aftas, etc. 

CANA DO BREJO 
Diurética, nefrite, cálculos renais, cistites, uretrites, etc. 

CARAMBOLA 
Antitérmica, depurativa e hipotensora. 
O fruto, na forma de suco, combate a afecções febris e a hipertensão arterial. 

CARAPIÁ 
Estomáquica, antidiarréica, diurética, etc. 
Suas raízes são usadas para gastrites, diarréias e disenterias, infecções urinárias, problemas uterinos, cólicas menstruais, dermatoses e afecções febris. É antídoto para picadas de cobra. 

CAROBINHA 
Depurativa, diurética, afecções da pele em geral, reumatismo, artritismo, afecções urinárias, doenças venéreas, etc. 
Externamente para amigdalite, faringite, estomatite, feridas, úlceras, etc. 

CARQUEJA 
Afecções gástricas, intestinais, hepáticas e biliares. Má digestão, icterícia, cálculos biliares, diabetes, afecções urinárias, verminose, febre, reumatismo, gota, feridas, úlceras, doenças venéreas, etc. 

CASCA D'ANTA 
Estomáquica, diurética, má digestão, diarréias, fraqueza, anemia, etc. 

CÁSCARA SAGRADA 
Laxativa, indicada no tratamento da prisão de ventre. 

CASTANHA DA ÍNDIA 
Indicada para varizes, dor e peso nas pernas, flebites, hemorróidas e problemas vasculares periféricos em geral. 

CATUABA 
Tônico nervoso, estimulante, afrodisíaco, impotência, sono agitado, memória fraca, etc. 

CAVALINHA 
Diurética. Ácido úrico, gota. Chá remineralizante, elasticidade da pele, previne estrias, regras excessivas, hemorragia uterina, etc. 

CENTELLA ASIÁTICA 
Utilizada na prevenção e tratamento de celulite, gordura localizada e varizes. 

CHÁ-DE-BUGRE 
excelente para combater obesidade, edemas e inchaços. Fortemente diurético, elimina o ácido úrico. Artrite. 

CHAPÉU DE COURO 
Depurativo, diurético. Reumatismo, artritismo, gota, ácido úrico, colesterol, edema, arteriosclerose, afecções das vias urinárias, dermatoses, erupções cutâneas, picadas de cobra, fígado, convalescenças, etc. 

CIDREIRA 
Afecções febris, excitação nervosa, dores em geral, problemas de estômago, espasmos musculares, cólicas, etc. 

CIPÓ-CABELUDO 
Afecções das vias urinárias (nefrite, pielonefrite, pielite, uretrite, cistite, albuminúria), reumatismo, diarréias, nevralgias, etc. 

CIPÓ-CRUZ 
Diurético, purgativo, combate inchaço, blenorragia, bronquite, laringite, reumatismo, sífilis. 
Usado ainda para neutralizar o veneno de cobras. 
Tóxico em altas doses. 

CIPÓ-PRATA 
Poderoso diurético, favorece a eliminação do ácido úrico. Afecções renais, urina presa, dores renais, etc. 

CIPÓ-SUMA 
Depurativo. Útil em dermatoses (eczemas, furunculoses, urticária, etc), em doenças exantemáticas (sarampo, rubéola, escarlatina, varicela, herpes simples e zoster, etc), em doenças venéreas, reumatismo e coqueluche, além de ser um laxativo suave. 

CONFREI 
Antiinflamatório e cicatrizante. 
Externamente para feridas, cortes, queimaduras, fraturas ósseas, hemorróidas, etc. 
O uso interno foi desaconselhado pelo Ministério da Saúde. 

CORDÃO-DE-FRADE 
Afecções respiratórias, urinárias, ácido úrico, má digestão, gases, hemorragia uterina, etc. 




DENTE-DE-LEÃO 
Hemorróidas, diabetes, afecções hepáticas, biliares e renais, anemia, etc. 

DERMOFLORA (sabonete) 
É um sabonete, preparado com sabão neutro, indicado no tratamento de dermatoses de crianças e adultos. Por suas propriedades anti-sépticas, é muito eficaz em qualquer erupção da pele: eczemas, frieiras, urticária, espinhas, etc. e para a manutenção de uma pele sadia. 
Usa-se como de hábito, devendo se deixar que a espuma permaneça nas áreas afetadas por mais tempo, podendo até deixar secar sem enxaguar. 
Pode ser usado várias vezes ao dia de acordo com a necessidade do caso. 

DESMODIUM (chá - composto) 
Conjunto de diversas plantas diuréticas com a propriedade de diminuir o ventre volumoso e combater as blenorragias crônicas e catarros da bexiga ou cistites. 

DYRAJAIA (tintura - composta) 
Preparado de ação expectorante, calmante e febrífuga. 
Indicado nas bronquites crônicas e agudas, tosses rebeldes, resfriados e gripes. Elimina o catarro e acalma a tosse. 

DOURADINHA DO CAMPO 
Afecções urinárias, cistites, urina presa, reumatismo, doenças da pele em geral, úlceras, tumores, etc. 

DRIMIS (tintura) 
Estomacal; estimula o apetite e combate as cólicas e o catarro intestinal. 
Contra a prisão de ventre. 




ECZOFLORA (tintura - composta) 
Indicada no tratamento das dermatoses, especialmente eczemas agudos e crônicos. 
É o melhor tratamento de eczemas e como medicação de úlceras varicosas, chagas purulentas, feridas, herpes, terçol e das inflamações da pele e das mucosas. 
É um poderoso depurativo, limpando o sangue. 

EGLETES (tintura) 
Para perturbações gástricas, vômitos, diarréias e inapetência. 

EMBAÚBA 
Afecções das vias respiratórias, debilidade cardíaca, problemas urinários, mal de Parkinson, diabetes, pressão alta, etc. 

EMBURANA 
Usada principalmente para problemas digestivos como gases, má digestão. 

ESPINHEIRA-SANTA 
Problemas estomacais, má digestão, hiperacidez, acalma as dores de estômago, gastrite, úlceras e feridas. 

ESPINHEIRO (tintura e planta) 
As folhas novas, em infusão, combatem os acessos asmáticos, e em gargarejos são úteis nas anginas. 
Em cozimento é de muita utilidade nas congestões do fígado e nas cólicas hepáticas. 
Em casos de acessos asmáticos: 1 colher das de café em1 cálice com água de 3 em 3 horas, até 4 vezes ao dia, ou mais, nos casos graves. 

ESTIGMAS DE MILHO ou BARBA DE MILHO (planta) 
Diurético, empregado nas afecções da bexiga, dores e puxos durante a micção (cistite). 
Nos casos em que o doente é obrigado a urinar a todo momento com fortes dores que se irradiam pelas cadeiras e próstata. 
Também para cálculos renais. 
Dose: infusão de um punhado para 1 litro de água fervente. 
Tomar às xícaras das de café, de hora em hora, pois faz ceder as dores, aumenta as urinas e faz ceder a inflamação da mucosa vesical. 

EUCALIPTO (tintura e folhas) 
Afecções das vias respiratórias (gripe, bronquite, asma, coqueluche, tuberculose, etc.) Sinusite, rinite, cistite, nefrite, diarréia, disenterias, febres, diabetes. 
Externamente p/ úlceras e feridas como anti-séptico e cicatrizante, ou por inalação. 
Usar com moderação. 
Anti-séptico, antifebril, desinfetante das vias respiratórias. 
Empregado com resultado nas bronquites, laringites e nas urinas leitosas ou quilúria. Contra gripes, resfriados com tosse e rouquidão como expectorante. 
Dose: nas crises, de 2 em 2 horas até 5 ou 6 vezes por dia. 




FEDEGOSO (raiz) 
Tônica, amarga e antipirética. 
Para febres tíficas, palustres e congestões do fígado; dispepsias e anemias, muito diurética. Tem ação sobre os intestinos como laxante. 

FEL DA TERRA (tintura e planta) 
Usado na icterícia e febres contínuas. Muito empregada nos casos de impaludismo, nas febres palustres e intermitentes e atua nos embaraços gástricos, cólicas intestinais e flatulências. 

FEVILLEA (tintura) 
Nas icterícias, congestão do fígado e dispepsias. 

FICIFOLIA (tintura) 
Empregada com sucesso nas prisões de ventre, dores no baixo ventre, nas cadeiras e nos sofrimentos das cólicas uterinas e regras dolorosas. 

FLORES DE SABUGUEIRO (flores) 
Tem ação diurética, sudorífera, antifebril e emoliente. 
Emprega-se nas afecções catarrais das vias respiratórias, no reumatismo e, como diurético, nas doenças das vias urinárias. 
Toma-se a infusão para provocar a transpiração nos resfriados, anginas e nos primeiros sintomas da febre. 
São indicadas nas febres eruptivas como o sarampo e a escarlatina, e servem para restabelecer a transpiração e a erupção quando ela cessa bruscamente (sarampo recolhido). 
Externamente usa-se uma infusão mais forte nas inflamações superficiais da pele, furúnculos e erisipela. 
Dose: para uso interno, infusão com 4 g para 1 litro de água e toma-se às xícaras 3 a 4 vezes por dia. 
Para uso externo, infusão com 10 a 15 g para 1 litro de água. 

FRUTO DE BICUÍBA (tintura e fruto) 
Empregado nos acessos asmáticos, no reumatismo gotoso, na flatulência, na debilidade do estômago e no mau hálito. Externamente tem aplicação nas dores reumáticas, moléstias da pele, nas erisipelas e hemorróidas. 
É muito útil nas cólicas do estômago e intestinos, como tônico e restaurador de forças. 
Estimula o cérebro, avivando a memória e a inteligência. 

FRUTO DO GENTIO (tintura) 
Purgativo enérgico, útil nas febres e prisões de ventre 

FUCUS (cápsulas) 
Auxiliar no tratamento da obesidade, proporcionando o emagrecimento sem alterar as funções normais do organismo, sendo também regulador intestinal. 
Não causa distúrbios metabólicos. 
Dose: tomar 2 cápsulas ao dia, após as refeições. 

FUNCHO (sementes) 
Estimulante, digestivo, vômitos, cólicas, diarréias, bronquite, pneumonia. 
Usar com moderação. 

 
G 

GENCIANA (tintura) 
Tônica, contra os males do estômago e contra a febre. 

GERVÃO ROXO ( planta) 
É tônico estomacal, febrífugo e vulnerário. 
Estimula as funções gastrintestinais. Recomendado nas doenças crônicas do fígado e dispepsias. 
Usado também contra gripes e resfriados. 

GINSENG (tintura é raiz) 
Combate o desanimo e o cansaço. 
Sua composição rica em vitaminas e sais minerais melhora a resistência do organismo ao stress e à fadiga. 
Indicado no stress, tensão, impotência sexual, distúrbios neuro-vegetativos, envelhecimento físico e mental. 
É também encontrado em cápsulas já prontas para o consumo (2 ao dia). 

GRAVIOLA (tintura e folhas) 
Suas folhas são utilizadas para disenterias, cólicas intestinais, tosse e bronquite. 
Tem efeito diurético, antiinflamatório, anti-reumático, antiespasmódico e antitussígeno. 
As folhas são béquicas, peitorais, aromáticas, antiespasmódicas e encerram um óleo essencial de cheiro desagradável com ação parasiticida, anti-reumática e antinevrálgica. 
0 seu uso mais divulgado é para diabetes. 

GUACO (tintura e planta) 
Afecções respiratórias (gripe, tosse, rouquidão, coqueluche, bronquite, etc), reumatismo, gota, artritismo, nevralgias, afecções febris, picada de cobra, etc. 
Expectorante e estimulante. 
Útil nas bronquites e nas tosses, nas úlceras e placas da mucosa da língua e dos lábios. 

GUARANÁ (tintura e pó) 
Tônico e reconstituinte. 
Nas doenças dos intestinos, sobretudo nas diarréias e prisão de ventre, produz efeito admirável. 
Faz desaparecer os gases e a sonolência após as refeições. 
É de utilidade para a nutrição e para a circulação, evitando a arteriosclerose e o reumatismo. 
Deve ser aconselhado às pessoas que gastam a vida, ora com trabalhos intelectuais exaustivos, ora com exercícios físicos prolongados. 
Dose: em pó, 1 colher comum para 1/2 copo com água, temperado a gosto, 3 vezes ao dia. 

GUARATAIA (composto em pó) 
Preparado de plantas amargas de muito valor estomacal , combate o peso no estômago, dor de cabeça, zumbido nos ouvidos, azia, etc. 
Dose conforme a indicação contida na caixa. 

GUINÉ PIPIU ou PIPI (planta) 
Estimulante, diurética e anti-reumática. 
Para beribéri, paralisias periféricas e inchações nas pernas. 




HAGUNIADA (tintura - composta) 
É o melhor remédio para o tratamento das doenças do útero, dos ovários e para os corrimentos. 
Combate as inflamações, catarros, cólicas, suspensões e regras dolorosas. 
Com seu uso evitam-se as operações do útero e ovários, como raspagens, curetagens, cauterizações, etc. 
As doenças do útero e dos ovários trazem perturbações no estômago e tonteiras, dor de cabeça, cansaço, desânimo, gases, prisão de ventre, dores nas cadeiras e no baixo ventre. 
A HAGUNIADA usada internamente e a VERNA ou o BARBATIMÃO usados para lavagens debelam qualquer doença uterina e da vagina. 
Pode-se tomar por muito tempo sem nenhum perigo para a saúde. 
Em doses elevadas é purgativo. 

HEPATOFLORA (tintura - composta) 
Associação de plantas para o tratamento das moléstias do fígado: insuficiência hepática, litíase biliar, cólicas hepáticas, icterícias, etc. 

HORTELÃ (planta) 
Utilizada nas digestões difíceis, flatulências e cólicas intestinais. 
Acaba com o mau hálito e aumenta a secreção láctea. 

 


IMBURANA (tintura e cascas) 
Aromática, expectorante, estimulante e balsâmica das vias respiratórias. 
Muito útil nas moléstias da bexiga e pulmões. 

IPECACUANHA (raiz) 
Vomitiva, expectorante, usada para disenteria, gripes, tosses e bronquite aguda. 

IPÊ ROXO(tintura) 
Cicatrizante, estomatite, impigens, sarna, corrimento, infecções renais, úlceras, etc. 
Adstringente. Tem pelo menos dois antibióticos que lhe confere poderosa ação antimicrobiana. 
É usado em processos inflamatórios, infecciosos e ulcerativos como inflamações da garganta, estomatites, infecções renais, da bexiga e uretra, úlceras do duodeno e ainda lhe são atribuídas algumas curas de câncer. 




JABORANDI (tintura e folhas) 
Sudorífero, excitante, cólicas hepáticas e intestinais, caxumba, hemorragia, nervosismo, etc. 
Externamente para queda de cabelos. 
Sialagogo e sudorífico, Produz hipersecreção de todas as glândulas. Indicado para bronquite aguda, gripe, edema pulmonar, pleurisia, nefrite, como preventivo e no tratamento de intoxicação urêmica e no diabetes. Usado também para tratamento da caxumba. 
Externamente usada em fricções do couro cabeludo para prevenir a queda de cabelo. 

JAMBOLÃO (tintura) 
Antidiabético, estomacal, carminativo e adstringente. Indicado no tratamento de diabetes (afirma-se que faz desaparecer a glicosúria em 48 horas), na disenteria, hemorragia e leucorréia. 

JAMENINA (tintura) 
Muito empregada em uso externo para fricções no reumatismo, nas nevralgias, na fraqueza das pernas, no beribéri e na paralisia periférica. 

JAPECANGA (tintura e raiz) 
Depurativo enérgico, empregado nas moléstias da pele e no reumatismo sifilítico. 

JASMINUM ARABICUM (planta) 
Diurético, edema, inchaços, ácido úrico, artrite, obesidade, etc. 
Cardiotônico e diurético. Estimula a circulação, tonifica os nervos e ativa a função renal. 

JATOBÁ (cascas) 
Sua casca é utilizada para cistites aguda ou crônica, prostatite, blenorragia e diarréia, além de ser adstringente, peitoral, vermífuga e estomáquica. 
O cozimento das cascas é usado no tratamento das doenças da bexiga (cistite) quer agudas ou crônicas. É carminativo. 

JEQUITIBÁ (tintura e cascas) 
O cozimento das cascas é indicado nas doenças do útero e ovários: corrimentos, salpingites (flores brancas), etc. 
Termina com as dores dos ovários, do ventre, das cadeiras e com os corrimentos. 
Nas inflamações da garganta, anginas, faringites e amigdalites, usa-se como gargarejo quente até desaparecerem as inflamações. 
É indicado com grande sucesso em todas as inflamações de mucosas. 
Dose: 30 g das cascas para 2 litros de água em cozimento por lo min. Coa-se e faz-se a lavagem vaginal ou o gargarejo, conforme for o caso. 

JOÃO DA COSTA (tintura e raiz) 
Utilizado para cólicas uterinas, inflamações do útero e ovários, corrimento, cólicas menstruais. 
Auxilia ainda nas dores reumáticas e articulares. 
Indicado nas doenças uterinas e dos ovários, e nas suas conseqüências. Termina com os corrimentos. 
Uso interno. 

JUÁ DE CAPOTE (tintura) 
Atua sobre o baço e o fígado. 
Recomendado para tratamento de anemias, aos depauperados e aos constipados do ventre. 

JUCÁ ou PAU FERRO (tintura e cascas) 
Precioso no tratamento da diabetes. 
Diminui a sede e a diurese, é um recurso seguro para o desaparecimento rápido do açúcar na urina. 
Também tem notável ação nas enterocolites, nas diarréias, suprimindo as putrefações intestinais. 

JURUBEBA ( tintura e raiz) 
Afecções hepáticas, hepatite, icterícia, febres, inapetência, má digestão, debilidade geral, diabetes, cistite, anemia, tumores abdominais e uterinos, etc. 
Tônico e desobstruente. Usada nos ingurgitamentos do fígado e do baço, nas hepatites crônicas, febres intermitentes, tumores de útero, nas hidropisias e erisipelas. 

JURUPITAN (tintura - composta) 
Preparado de ação desobstruente, tônica, estimulante e reguladora da função hepato-esplênica. Indicado nas cólicas e congestões do fígado, cálculos biliares, cirrose, intoxicações alimentares, distúrbios gastrintestinais e dispepsias de fundo hepático. 

JUREMA (planta) 
Usada externamente para lavar feridas e úlceras. Nas erupções da pele, tem efeito altamente benéfico. 

 


KARATÁ (tintura) 
Diurético e descongestionante. 
Aumenta as urinas, tornando-as claras e sem depósitos. 
Tem sido empregado com bons resultados nas moléstias pulmonares, bronquites, tuberculose e coqueluche. 

KÓKOLOS (tintura - composta) 
Preparado de plantas ricas em princípios amargos, que agindo sobre o estômago, tonifica a mucosa e regula a função digestiva, evitando ou fazendo desaparecer todo o mal-estar após as refeições. 
Indicado nas dispepsias atônicas, hiperacidez, sensação de peso após as refeições, azia, flatulência, regurgitação e qual quer outro distúrbio gástrico. 
KÓKOLOS é o melhor remédio vegetal para o estômago, combatendo antigas dispepsias consideradas incuráveis. Pode-se tomar durante longo tempo sem prejuízos para o organismo. 




LÁGRIMAS DE NOSSA SENHORA -(folhas) 
Excitante e diurético. 
Indicado internamente nas afecções de rins, bexiga e em casos de retenção de urina. Externamente, em banhos, contra reumatismo. 

LANCIBA (tintura - composta) 
Preparado indicado no tratamento das dispepsias gastrintestinais e suas manifestações. 
Reúne as propriedades febrífugo, anti-reumático e emenagogo do MELÃO DE SÃO CAETANO, tônico, amargo, carminativo e febrífugo da TINGUACIBA, e tônico, estomacal e antidiarréico da CALUMBA. 
É eficaz nas dores de estômago, cólicas intestinais e menstruais, diarréias. Combate a gripe, a febre tifóide, a malária e todos os estados febris. 

LANCIFOLIA (tintura - composta) 
Preparado indicado no tratamento de prisão de ventre e nas dispepsias. 
A falta de evacuação diária pode produzir sintomas como tonteiras, dor de cabeça, peso no ventre, pontadas sobre o fígado, boca amarga, desânimo, estado de nervosismo, etc., que podem ser evitados com o uso de LANCIFOLIA, um preparado que, regularizando o funcionamento dos intestinos, permite o retorno à boa disposição. 

LARANJEIRA DA TERRA (tintura e folhas) 
Estimulante, tônico, carminativo, vermífugo e antiespasmódico. Indicada nas digestões difíceis, flatulência e febres. 

LARANJINHA DO MATO ou LARANJEIRINHA DO MATO (tintura e cascas) 
Amargo, aromático. 
Indicada para combater cólicas estomacais, intestinais e menstruais. 

LECITINA DE SOJA (cápsulas) 
Elimina o excesso de colesterol e triglicérides; rejuvenecedor da pele; aumenta a capacidade física e de aprendizado. 
Diurético. Rica em vitaminas A e E. Dose: tomar uma cápsula antes das refeições. 

LEVEDO DE CERVEJA (cápsulas) 
Desintoxicante, ativador das funções hepáticas, ótimo para eliminar impurezas da pele. 
Contém vitaminas do complexo B. 
Dose: tomar uma cápsula às refeições. 

LINHAÇA 
Laxativo, desinfetante, inflamação da bexiga e do reto, catarros da garganta, rouquidão, tosse seca, úlcera, etc. 

LOSNA (planta) 
Afecções gástricas e hepáticas, gases, inapetência, cólicas abdominais, diarréia. 
OBS: Não ingerir o suco da planta. 
Use o chá com moderação. 
Amargo, aromático, emenagogo, estimulante e tônico. 
Preconizada na dispepsia por insuficiência funcional, prisão de ventre, afecções hepáticas, febres intermitentes e como vermicida (elimina tênia, lombriga e oxiúros). 

LUNGACIBA (tintura) 
Preparado indicado como antidispéptico de ação digestiva, adstringente e antitóxica. Facilita a digestão e combate os distúrbios gastrintestinais. 
É especialmente indicado nas disenterias, nas colites acompanhadas de catarro intestinal, nas cólicas e diarréias, mesmo as infantis, devido a sua ação rápida e eficaz. 




MACELA DO CAMPO (tintura e planta) 
Estimulante, estomacal e digestivo. 
Indicada para os males do estômago, cólicas intestinais e, externamente, para curar feridas. 

MÃE BOA (tintura e raiz) 
Empregada com vantagem no beribéri e no reumatismo crônico em banhos. 
0 líquido pode ser usado internamente até 4 vezes por dia. 
É considerado um poderoso anti-reumático. 

MALVAS Malva (tintura e planta) 
Tosse, bronquite, coqueluche, diarréia, anemia, eczema, diabetes, etc. 
Emoliente e béquico. 
Uso interno nas afecções das vias respiratórias: bronquites, laringites e catarros. Em bochechos e gargarejos nas inflamações da boca e faringe. 

MAMA-CADELA 
Depurativa. 
Combate o vitiligo, reumatismo, doenças da pele em geral, intoxicações crônicas. 
Para vitiligo pode ser usada na forma de chás ou externamente, na forma de tintura, associada ao cipó-de-são-joão. 
Aplica-se esta tintura sobre as manchas a cada dois dias, evitando-se o sol excessivo nestes dias. 

MANACÁ (folhas) 
Diurético e purgativo. 
Usar o cozimento de 1 colher de sopa da erva para 1/2 litro de água. 

MANGERONA 
Problemas estomacais, aperiente, digestiva, cólicas, gases, histeria. Externamente, na forma de cataplasma, pode ser usada para feridas, contusões, queimaduras e dores reumáticas. 

MANJERICÃO 
Estomáquico, antiespasmódico, antidiarréico, diurético, antitussígeno. Vômitos, cólicas intestinais, cólicas menstruais, cistites, gripes, tosse, bronquite. Externamente, na forma de gargarejos, para amigdalites, faringites, gengivites, estomatites (aftas). 

MARACUJÁ (tintura e folhas) 
Ansiedade, irritabilidade, insônia, nervosismo, gota, artrite, erisipela, hemorróidas, etc. 
Calmante e béquico. 
Indicado nas crises nervosas, insônia, histeria, neurastenia, tosses e dores de cabeça de origem de fundo nervoso. 

MARAPUAMA (tintura e raiz) 
Tônico nervoso, afrodisíaco. 
Estimulante dos nervos nas depressões, esgotamento, impotência. 
Tônico nervino, estimulante, afrodisíaco, anti-reumático e antidispéptico. 
Muito indicado nas depressões nervosas e esgotamento físico, ataxia locomotora, paralisias parciais, nevralgias, reumatismo crônico e também nas dispepsias. 

MARMELINHO (tintura e planta) 
Diurético. Indicado como dissolvente de cálculos renais e como antidisentérico. 

MASTRUÇO (planta) 
Indicado no tratamento dos distúrbios das vias respiratórias como asma, gripe e bronquite. 

MATA PAU (planta) 
Só uso externo para curar feridas, úlceras e rachaduras nos mamilos. 

MAYTENUS (tintura) 
Analgésico indicado nas doenças do estômago, úlceras gástricas ou de duodeno, afecções dos rins e fígado, e também nas afecções cutâneas simples ou ulcerativas. 
Possui propriedades tônicas, diuréticas e laxativas. 
É desaconselhado no período de amamentação porque reduz o leite. 

MELÃO DE SÃO CAETANO (tintura e folhas) 
Febrífugo, anti-reumático e emenagogo. 
Indicado como sucedâneo do quinino nas febres palustres. 
Usado na gripe, dores reumáticas, cólicas menstruais e no tratamento da leucorréia. 

MELISSA 
Tônico do sistema nervoso, nervosismo, histeria, insônia, dores de cabeça, enxaqueca, falta de apetite, indigestão, prisão de ventre, gases, cãibras nervosas, palpitações, vômitos, debilidade do coração, menstruações difíceis, etc. 

MIKANIA (chá - composto) 
Associação de plantas com propriedades diuréticas, altamente eficaz nas afecções dos rins e vias urinárias, nefrites, cistites, pielites, uretrites, albuminúrias, uricemia, cálculos renais, catarro vesical e hidropisias. 

MILHOMEM (tintura e planta) 
Tônico, diurético, anti-séptico, febrífugo e estimulante. Indicado na dispepsia atônica, falta de apetite, nas afecções nervosas, histeria, hipocondria, febres intermitentes e renitentes e na amenorréia. 

MULUNGÚ Mulungu (tintura e cascas) 
Calmante, insônia, bronquite asmática, inflamações fígado e baço. 
Sedativo e calmante poderoso. 
Útil nas insônias, histerias, tosse e nos acessos asmáticos. É desobstruente do fígado. 

MUSA SEIVA (tintura) 
Líquido natural, extraído do caule da MUSA SAPIENTUM , tônico, valioso reconstituinte dos organismos debilitados. 
Indicada nos estados de fraqueza geral, de desnutrição, convalescença, tuberculose, nas gastroenterites, nas diarréias e em todos os processos de grande desgaste orgânico. 
Estimula o apetite e melhora a disposição para o trabalho físico e mental. 

MYROSPERMUM (tintura e rasura) 
Expectorante e balsâmico. Indicado nas afecções das vias respiratórias, bronquites crônicas e asmáticas, gripes, resfriados com tosse e catarro. 

 


NEGRA MINA (folhas) 
Aromática e estimulante. Indicada no reumatismo, cólicas, nevralgias e na congestão do fígado. 

NOGUEIRA (folhas) 
Adstringente, depurativo e tônico. Indicada no raquitismo, fístulas, escrofulose, úlceras, afecções venéreas, herpes e icterícia. 0 chá das folhas é também usado para escurecer os cabelos. 

NOZ MOSCADA 
Seu principal uso é nas afecções digestivas, gases, azia, etc. 




ÓLEO DE COPAÍBA 
Anti-séptico, cicatrizante e expectorante. 
Muito usado no tratamento do umbigo dos recém-nascidos, feridas e úlceras crônicas, eczemas, frieiras e outras afecções cutâneas. 
Em uso interno, indicado contra tosses, bronquites, hemorragias, incontinência urinária, catarro da bexiga, cistite, leucorréia, diarréia, disenteria e, principalmente, gonorréia e sífilis devido à sua grande eficácia nestes casos. 

OVARIOFLORA (tintura - composta) 
Conjunto de ervas (AGONIADA, CARAPIÁ e JOÃO DA COSTA), que se destina ao tratamento da leucorréia (flores brancas). Tem ação eficaz nos corrimentos vaginais agudos e crônicos acompanhados de dores no baixo ventre, mal-estar, palpitações, nervosismo, etc. 
É empregado no tratamento da dismenorréia e suas manifestações. 




PACOVÁ (tintura - composta) 
Preparado indicado nas dispepsias gastrintestinais. 
Atua eficazmente como carminativo e estimulante da mucosa gástrica aumentando a secreção dos fermentos digestivos. 
Por sua composição, é também muito eficaz como anti-reumático, combatendo as dores lombares e o artritismo. 

PARIETÁRIA (tintura e planta) 
Retenção de líquidos, edemas, urina escassa, inflamações das vias urinarias, palpitações cardíacas com falta de ar, dores na região do coração, angústia, zoada nos ouvidos, etc. 
Depurativo, diurético, emoliente e refrescante. Usada nas afecções das vias urinárias, cálculos renais, albuminúria, cistites, catarro da bexiga, retenção de urina e dermatoses crônicas. 
Externamente é utilizado como cicatrizante. 

PARIPAROBA (tintura) 
Congestões e cólicas do fígado e na dispepsia flatulenta com prisão de ventre. 
Melhora o estado hemorroidário pela sua ação sobre o fígado, ativando a circulação hepática. 
Junto com a PARIPAROBA pode-se usar a UVA DO MATO, com excelentes resultados. 

PASSIFLORA (tintura - composta) 
Calmante enérgico e hipnótico suave, atua como a morfina, sem seus inconvenientes. 
Empregado nas tosses rebeldes, crises nervosas e neurastênicas, e nas insônias. É o melhor calmante vegetal conhecido. 

PATA DE VACA ou UNHA DE VACA (planta) 
Diabetes, afecções renais e urinárias, urina solta, elefantíase, tosse, bronquite, etc. 
Dão excelentes resultados nas diabetes. 
É um antidiabético específico. 

PAU D'ALHO (planta) 
Anti-hemorroidário, anti-reumático e vermífugo. Indicado nas hemorróidas, reumatismo, doenças da próstata e verminoses. 
Usado também em banhos nas afecções reumáticas e em cataplasmas, para remover abscessos. 

PAU FERRO (tintura e cascas) 
Depurativo. 
Usado para diabetes, gota, reumatismo, sífilis e afecções pulmonares. 
Anti-diabético, adstringente e anti-sifilítico. 
Indicado no tratamento de diabetes e também usado contra sífilis, gota, reumatismo, enterocolites, diarréia e, ainda, em casos de hematúria (urina com sangue). 

PAU PEREIRA (tintura e planta) 
Digestivo, estomacal, prisão de ventre. 
Tônico amargo e febrífugo. 
Favorece a queima de açúcares; indicado nas digestões difíceis, inapetência, dores de estômago, tonturas, prisão de ventre e febres. 

PEDRA HUME KAÁ (tintura e planta) 
É a mais afamada erva no tratamento da diabetes, sendo até chamada de insulina vegetal. 

PERNA DE SARACURA ou SETE SANGRIAS (planta) 
Nas moléstias dos rins, da bexiga, da uretra e no edema das pernas, pois é um poderoso diurético. O pó das folhas secas é usado topicamente nas úlceras crônicas com resultados excelentes. 

PEROBA ROSA (tintura e cascas) 
Tônico amargo e febrífugo. 
Poderoso medicamento contra o impaludismo (malária) agudo e crônico. Tem ação igual à do quinino, mas não irrita o estômago nem provoca surdez. 

PEROBINHA DO CAMPO (planta) 
Usada na dismenorréia, enxaquecas e afecções nervosas. 

PICÃO COMUM (planta) 
Desobstruente, diurético. Indicado nas afecções da bexiga e do fígado e, principalmente, em casos de icterícia. 

PICÃO DA FLOR GRANDE (planta) 
Diurético e colagogo. Indicado nas cólicas do fígado, cirrose alcoólica, congestões e hepatites crônicas. 
Favorece a evacuação da bílis. 

PICÃO DA PRAIA (planta) 
Nas cólicas do estômago e intestinos devidas à flatulência. Também indicada na gripe com tosse e nas febres. 
É a planta mais afamada e a de melhor efeito nas febres de qualquer natureza. 
Também é diurética. 

PICHURI (tintura e fruto) 
É empregada como carminativa, excitante e tônica. 
Nas disenterias, diarréias e dispepsias flatulentas. 

PILOFLORA (tintura - composta) 
Preparado indicado como tônico capilar, no tratamento da seborréia e higiene do couro cabeludo. 
Usar em fricções diárias e massagens no couro cabeludo, em caso de seborréia, e uma a duas vezes por semana para a manutenção de cabelos sadios e ativação do crescimento. 

PIPER (tintura - composta) 
Preparado específico para tratamento de hemorróidas. 
Evita a congestão do reto prevenindo a formação ou fazendo desaparecer os mamilos hemorroidários. 
Facilita e normaliza as evacuações. 

PIRAZOUTAMA (tintura - composta) 
Preparado obtido de plantas com ação depurativa enérgica. 
Indicada nas afecções cutâneas simples ou de origem sifilítica, feridas, úlceras, furúnculos, eczemas, fístulas, boubas, etc., no reumatismo crônico, dores nas cadeiras, dores articulares, e , sobretudo, no tratamento da sífilis e suas manifestações. 

PITANGUEIRA (tintura e folhas) 
Adstringente, aromático e balsâmico. Usada no reumatismo e para combater a febre. 

POEJO Poejo 
Afecções gastro-intestinais, flatulência (gases), afecções respiratórias (tosses, catarros, coqueluche, bronquite, etc), distúrbios menstruais, debilidade geral e do sistema nervoso, insônia. 

PÓLEM DE FLORES (cápsulas) 
Ativador das funções estomacais, aumenta o apetite, favorece as funções cerebrais, contribui para o raciocínio e facilita a assimilação mental. 
É rica em proteínas, aminoácidos e carboidratos naturais. 
Tomar 2 ou 3 cápsulas ao dia nas refeições. 

POMADA DE ALLIUM SATIVUM 
Indicada nas inflamações agudas da mucosa nasal. 
Modo de usar: introduzir pequena quantidade em cada narina, três vezes ao dia. 

POMADA DE CALÊNDULA 
Indicada para queimaduras, calos, verrugas, eczemas, úlceras de qualquer natureza, devido à sua ação cicatrizante e anti-séptica. 
Uso tópico, após limpeza, de manhã e à noite. 

POMADA DE CIPÓ AZOUGUE 
Indicada nas afecções cutâneas. Uso tópico, duas vezes ao dia. 

POMADA DE CYRTOPODIUM 
Analgésica e cicatrizante. 
Indicada em todas as inflamações e tumores ainda não supurados, antrazes, furúnculos, panarícios, etc., pois promove sua abertura e a saída do pus, fazendo cessar as dores e acelerando a cicatrização. 

POMADA DE HAMAMELIS 
Indicada como anti-séptico e descongestionante das hemorróides, fístulas e fissuras do ânus, queda do reto nas crianças e nas rachaduras de mama. 
Uso tópico, após lavagem, de preferência com CHAGAS DE SÃO SEBASTIÃO, pela manhã e à noite. 

POMADA DE SAPUCAINHA 
Nas erupções da pele com prurido e nas dermites parasitárias como sarna, eczema seco, impingem, frieiras, erisipelas e eczemas úmidos. Aplicar sobre as partes afetadas. 

PORANGABA 
Excelente diurético. Retenções de liquido, pés e pernas inchadas, auxiliar nos regimes de emagrecimento. 




QUEBRA PEDRA 
Cálculos renais e biliares, cólicas renais, cistite, ácido úrico, problemas estomacais, falta de apetite, diabetes. 
Usar por tempo prolongado mas com moderação. 

QUINA CRUZEIRO (cascas) 
Estomacal, falta de apetite, má digestão, gases, anemia, raquitismo, convalescenças, febres palustres, etc. 
Antidispéptico e tônico do sistema nervoso. 
Facilita a digestão, combate a azia e a flatulência. 

QUINA ROSA ou QUINA DO MATO 
(tintura e planta) Tônico, amargo e febrífugo. 
Indicada nas convalescenças, anemias, estados de debilidade, nas febres palustres e hemorragias uterinas. 

QUITOCO (planta) 
Para combater reumatismos e nas inflamações do útero. Também indicada nas doenças do estômago, fígado e intestinos. 
Em banhos, serve para retirar as dores do corpo. 




RAIZ DE ALTÉIA (raiz) 
Calmante e emoliente. 
Indicada em toda e qualquer inflamação externa, nas inflamações dos intestinos, diarréias, disenterias e prisão de ventre, usando-se nesses casos o cozimento em lavagens ou clisteres. 
O cozimento é também usado nas inflamações da mucosa interna da bexiga e inflamação da uretra. 
Para as gengivas irritadas das crianças, usa-se dar um pedaço de RAIZ DE ALTÉIA para morder. 

RAIZ DE ANIL (tintura e raiz) 
Poderoso remédio para combater as leucorréias, moléstias do útero, corrimentos e inflamações provenientes desses males. 

RAIZ DE BUGRE (raiz) 
Indicada no tratamento e prevenção da manqueira, da febre aftosa e outras epizootias do gado. 
Dose: aplica-se uma colher das de sopa pela manhã e outra à tarde na ração de milho ou fubá, ou em infusão, em uma garrafa que se deita pela boca abaixo duas vezes ao dia. 

RAIZ DE CAIXETA (tintura e cascas) 
Nas diarréias crônicas e agudas. Desinflama as paredes intestinais e normaliza a atividade dos intestinos. 

RASPA DE JUÁ (planta) 
Usa-se o cozimento para a lavagem da cabeça porque contém saponina. 
Tonifica os bulbos capilares, elimina a caspa, favorece o crescimento e evita a queda dos cabelos. 

RASURA DE IPÊ PRETO 
Muito útil nas inflamações da garganta, anginas, rouquidão, faringites e feridas na boca, atuando como desinfetante e adstringente de grande valor. 
Usar em gargarejos. 

RHEUMOFLORA (tintura - composta) 
Preparado de comprovada eficiência no tratamento do reumatismo agudo ou crônico, lumbago, ciática, etc. 
As dores articulares, musculares, nevrálgicas ou intercostais desaparecem em poucos dias de tratamento. 

ROSA BRANCA 
Adstringente, laxativa, calmante e digestiva. 
Tísica pulmonar, vômitos de sangue, diarréia, estomatite (sapinho), disenterias, corrimento, laringite, úlceras, conjuntivite, etc. 

RUIBARBO 
Amargo, adstringente, eupéptico e tônico. Digestões difíceis, fastio. 
Usar com moderação. 
Contra indicado na gravidez e cálculos. 




SABUGUEIRO 
Sudorífero, diurético, depurativo, gripe, resfriado, tosse, sarampo, etc. 

SACO SACO (planta) 
Aromático. Empregada em infusão nas bronquites e tosses, gripes e outros resfriados, e em banhos no reumatismo e dores nas cadeiras e nas pernas. 
Dose: infusão: um punhado para 1/2 litro de água fervente. 
Tomar, as xícaras, de hora em hora. 
Banhos: faz-se o cozimento com a mesma quantidade de folhas, deixando ferver por uns 20 minutos. 

SALSAPARRILHA (tintura e raiz) 
Depurativo, diurético, afecções da pele em geral, eczemas, urticárias, feridas, úlceras, cálculos renais, dificuldade para urinar, reumatismo, artrite, gota, doenças venéreas, inapetência, distúrbios digestivos, etc. 
Usar com moderação. 
Depurativo e anti-sifilítico, para moléstias da pele e reumatismo. 

SALVIA 
Tônica, estimulante, má digestão, regulariza o ciclo menstrual, febrífuga, corrimentos, vômitos, fraqueza do estômago, gripe, reumatismo, infecções da boca, aftas, amigdalite, úlceras varicosas, tosse, bronquite, diminui a lactação, etc. 

SAMAMBAIA (planta) 
Empregada com sucesso no reumatismo gotoso (que engrossa as juntas). 
Pessoas que padeciam de dores reumáticas durante anos ficaram curadas com o chá usado persistentemente num espaço de 2 a 3 meses. 
As dores desaparecem logo e as articulações voltam pouco a pouco ao normal. 
É um excelente diurético e estomacal, de grande utilidade nas dores de cadeiras, nas erupções de pele, em conseqüência de fermentações intestinais. 
Usa-se a folha em infusão como chá. 
A samambaia indicada é a do morro, pois as outras não produzem os mesmos resultados. 
Quem não gostar do chá, pode tomar o preparado PTERIS em tintura da Flora Medicinal. 

SEIVA DE JATOBÁ 
Tônico, expectorante e estomacal. 
Bebida medicinal indicada em casos de anemia, fraqueza, geral, fraqueza pulmonar, falta de apetite, má digestão e debilidade orgânica. 
Poderoso fortificante aconselhado para crianças desnutridas, com diarréia, vômitos e verminoses. 
As crianças podem tomar adoçado com mel ou açúcar. 

SEMENTES DE IMBURANA 
Aromático, calmante, expectorante e tônico. 
Contém cumarina. 
Usadas nas afecções da bexiga, afecções pulmonares, bronquites, tosse, gripe e resfriados. 

SENE (tintura e planta) 
Laxativo e purgativo, dependendo da dose. Contra-indicado nos espasmos intestinais e no período de gestação. 
Pode produzir cólicas e náuseas. 
Usa-se geralmente associado aos Aromáticos. 

SENSITIVA OU DORMIDEIRA (tintura e planta) 
Laxativo, desobstruente e emoliente. 
Indicada nos males do fígado, icterícia e reumatismo articular. 
Usada também em gargarejos nas afecções da boca, amigdalites e faringites. 

SETE SANGRIAS (tintura) 
Afecções da pele em geral (eczema, feridas, úlceras, furúnculos, etc). 
Reumatismo, febre, doenças venéreas, arteriosclerose, hipertensão, palpitações, colesterol, etc. 
Usada como diurético, antivenéreo e antitérmico. 

SILVINA (tintura) 
Adstringente, usada nas hemoptises, hematúria. Também empregada na dilatação dos grandes vasos e lesões cardíacas. 

SIMARUBA (tintura e raiz) 
É específica para diarréias e disenterias com catarros, sangue e puxos. 
Em todos os casos de enterites e colites. 
Pode-se usar até 6 vezes ao dia, de 2 em 2 horas, nos casos de diarréias abundantes, junto com CANELA PRETA. 

SOLIDÔNIA (planta) 
Muito indicada nas inflamações e outras doenças dos olhos. 
Fazer o cozimento da planta, filtrar e banhar os olhos. 

STEVIA (planta e cápsulas) 
Ativador das funções metabólicas e diurético utilizado em regimes de emagrecimento; anti-diabético; desintoxicante. 
Tomar uma cápsula duas vezes ao dia. 

SUCUPIRA (batata, sementes e cascas) 
Tônico, depurativo. 
Reumatismo, feridas, úlceras, eczema, etc. 
Batata e sementes - indicadas no tratamento do artritismo, reumatismo, sífilis e também nas afecções cutâneas, manchas da pele e urticária. 
Cascas - sudorífico, digestivo, anti-diabético e tônico Tem ação sobre os vasos linfáticos. 
Indicada contra dores reumáticas, sífilis, hidropisia, fraqueza orgânica e como auxiliar da digestão. 

SUÍNA (tintura e raiz) ou JOÃO CURTO ou CAPITÃO DO MATO 
Anti-reumático poderoso. 
Usa-se somente a raiz, que tem um gosto picante, é branca e contém grande quantidade de amido. 
Em grande dose é purgativa. 

SUMA ROXA (tintura e raiz) 
Depurativo vegetal, o mais enérgico para combater as diversas doenças da pele, simples ou de origem sifilítica; para os eczemas úmidos e secos (sobretudo nas crianças); no reumatismo já crônico; nas doenças da garganta, nariz e ouvidos. 
Pode ser usada em infusão, cozimento ou tintura. 


T 

TANSAGEM (planta) 
Tosse, catarros, bronquite, febre, diarréia, hemorragia, problemas de pele em geral, reumatismo, gota, diurética, laxativa, hemorróidas, caxumba, dores de dente, gripe, úlceras da garganta e língua, incontinência noturna de urina, cólica infantil, etc. 
Combate o vício de fumar. 
Adstringente, tônico e febrífugo. Indicada nas febres intermitentes, incontinência urinária noturna, otite das crianças escrofulosas. 
Usada em gargarejos nas afecções da garganta, anginas, paratidites, piorréia alveolar e dor de dentes. 

TAPERIBÁ (tintura e planta) 
Também é um poderoso tônico do coração, fazendo cessar as palpitações, o cansaço e. as aflições. 
A infusão pode ser tomada à vontade, substituindo o café. 

TINGUACIBA (tintura e cascas) 
Na falta de apetite, cólicas do estômago e dos intestinos provenientes de gases devidos às fermentações. 

TOMBA (tintura e raiz) 
Enérgico depurativo no tratamento da sífilis, reumatismo e doenças da pele. 
Tem a particularidade de estimular a nutrição, aumentar o peso dos doentes e desenvolver o apetite. 

TRIANOSPERMA (tintura) 
Depurativo e anti-sifilítico. Indicada no reumatismo, sífilis, hidropisias e afecções cutâneas. 
É também digestiva. 

TROMBETA (tintura) 
Empregada em uso externo em fricções nas dores reumáticas, nevralgias e dormências. 

 


UMBAUBA (tintura) 
Aumenta a energia da contração do músculo cardíaco. Atua como diurético. 
É indicada em casos de bronquite, tosse, coqueluche e asma. 

UNHA DE GATO 
Inflamações em geral, amigdalites, rinite, sinusite, artrite, reumatismo, abscessos, furúnculos. 

URINÁRIA (planta) 
Poderoso diurético, empregada nas moléstias da bexiga e da uretra, hidropisias e reumatismo gotoso. 

URUCUM (sementes) 
Indicada para tosses, bronquites e como bronzeador. 

URTIGA BRANCA (planta) 
Tem propriedades hemostáticas, sendo usada contra hemoptises e metrorragias. 
Abaixa a taxa de glicose sangüínea. 

UVA DO MATO (planta) 
Poderoso dissolvente e eliminador dos cálculos do fígado e das areias dos rins. 
Combate as cólicas e congestões do fígado e as dispepsias flatulentas. 
Acaba com as tonteiras, dores de cabeça, peso depois das refeições, dor no peito, estado nervoso, prisão de ventre e sono agitado devido ao mau funcionamento do estômago. 
Elimina o ácido úrico, auxiliando a boa função dos rins. 
Pode-se usar junto com a PARIPAROBA ou com a CASTANHA MINEIRA. 

UVA URSINA (planta) 
Adstringente, anti-séptico e diurético. Indicada em doenças renais e das vias urinárias, nefrites, cistites, pielites, inflamações da próstata e uretra e na blenorragia. 
É também eficaz nas diarréias e bronquite crônica. 




VALERIANA 
Um dos melhores calmantes do reino vegetal. 
Histeria, angústia, neuroses, cólicas, etc. 

VELAME DO CAMPO (tintura e planta) 
Depurativo. 
Indicado no combate à escrofulose, doenças venéreas, impingens, tumores, moléstias da pele, reumatismo, úlceras do útero, diarréias e artritismo. 
Muito indicado na tuberculose e ingurgitamentos ganglionares. 


VELAME DO MATO (tintura e planta) 
Diurético e sudorífico. 
Indicado nas doenças da pele, sífilis e reumatismo. 

VERBASCO ou BARBASCO (planta) 
Depurativo, diurético, expectorante, emoliente, peitoral refrescante e sedativo. 
Indicado para tosse, bronquite e asma. 

VERNA (planta) 
Adstringente e anti-séptico. 
Tônico e poderoso descongestionante das mucosas do útero e da vagina. 
Usada em lavagens, faz desaparecer rapidamente os corrimentos vaginais. 
Para uma ação mais rápida, deve-se tomar também HAGUNIADA. 

VIRILIFLORA (tintura - composta) 
Preparado muito eficaz em casos de esgotamento nervoso, e outras perturbações causadas por excessos de trabalho físico, intelectual e psíquico. 
É preconizado no tratamento da neurastenia sexual, astenia nervosa. 




ZEDOÁRIA 
Combate o mau hálito provocado por problemas estomacais, azia, má digestão, prisão de ventre, cólica e gases intestinais. 
Diurético, ativa a circulação, desintoxica o organismo, regulariza a pressão arterial e auxilia no tratamento de gota 

Exibições: 125998

Responder esta

Respostas a este tópico

Inscrevi a ideia no site-agregador do Festival de Ideias 2013 http://festivaldeideias.org/

Caraca Augusto, no tempo em que vivi no MT, conheci uma senhora que viveu anos em uma aldeia xavante, e ela é uma super referência sobre este tema em relação às plantas encontradas no cerrado. Hoje em dia, ela faz os remédios dela e vende pra sobreviver, isso depois de uma boa conversa com quem está pedindo, para entender melhor o processo da doença, pois cada remédio é personalizado. A gente escuta várias histórias dela de que curou isso e aquilo. Na época, eu com um amigo pensamos até em registrar todo este conhecimento, mas me mudei, e não sei em que pé está. Mas se achar interessante, posso consultar este amigo pra ver se faz uma ponte pra gente, se consegue este registro dela e posta direto aqui, algo do tipo. Acho que precisaríamos de um biólogo, pra poder identificar as plantas, pois nas conversas que tive com ela, ela sabe um nome popular de algumas e xavante de outras, então teríamos que ter as fotos pra essa identificação.

Ainda sobre o conhecimento indígena, eu não cheguei a ver, mas me falaram de um livro que uma ONG fez junto a várias aldeias do Alto Xingu com o conhecimento medicinal também daquelas aldeias.

Legal, Marcelo. Não sei ainda se essa ideia vai pegar. Sim, precisaríamos de botânicos, farmacêuticos e gente dedicada a esse tipo de pesquisa. Eu me interesso por isso. Mas postei aqui na E=R no início do ano passado apenas porque a "solução" foi tentar articular uma rede (tem a ver com a E=R). No entanto, de lá para cá, andei mudando a maneira de ver o negócio das plataformas. O ideal - no sentido da distribuição e da interação - seria linkar os lugares onde já há publicações sobre cada planta (na linha: a plataforma é a internet). Por outro lado, se quisermos ter alguma padronização que facilite a pesquisa... Vamos pensando.

Ok! Realmente, já tem muita coisa por aí, mas tbm tem o caso dessa senhora e de tantos outros, que ainda possuem um conhecimento popular vastíssimo e que não está documentado nem ensinado a outros. Mas vamos sim pensando, qq coisa que puder ajudar, estamos ae. A idéia de linkar os lugares é boa, mas pra pesquisar, ou cada lugar deve ter suas ferramentas próprias (nem todos devem ter) ou teríamos que pegar este banco de dados e centralizar (o que é meio que improdutivo).

Bom dia!!, Augusto, parabens pela iniciativa de entrar na discussão de plantas medicinais, na relação publicada faltou a planta Aloe Vera, mais conhecida como Babosa, apesar que no Brasil damos pouco valor a esta planta, bem consumida nos Estados Unidos e que na Alemanha foi desenvolvida a Babosa bio estimulada, aliás em vários paises da Europa pode-se encontrar nos supermercados sucos e derivados de Babosa (Aloe-Vera).

Responder à discussão

RSS

© 2019   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço