Escola de Redes

Pesquisa relacionando posições e outras variáveis

Estou realizando uma pesquisa e utilizo três variáveis numéricas (ordinais) que estou usando como atributo dos atores da rede. Meu objetivo é relacionar a intensidade dessas variáveis à posições e papeis dos atores na rede.

 

Tentei inicialmente uma correlação entre os graus de centralidade e a intensidade dessas variáveis, mas não foram suportadas. Após isso, tentei uma análise de blockmodels, mas creio que existam outras técnicas para relacionar posições e papéis além da estrutural.

 

Alguém aí teria sugestões pra me enviar?

Grato,

 

Magno Macambira

Exibições: 219

Responder esta

Respostas a este tópico

Na verdade o que eu estava buscando era uma otimização da topologia em função do comprimento da rede.

Cheguei a fazer uns gráficos de percentual de conexão vs percentual de comprimento. Deu algo monotonicamente crescente, semelhante a uma reta. Esperava encontrar um máximo...

 

Imaginava que alguém já poderia ter feito algo assim. Pouco depois vi um professor brasileiro chamado Adilson Motter que, trabalhando nos EUA, encontrou máximos e mínimos do grau de sincronização em relação ao nro de conexões e de nodos. O ponto chave é: há uma relação direta entre o desvio padrão dos auto-valores e a dificuldade de sincronizar. Ele trabalhou com grafos orientados. Tem um vídeo:

 

http://www.youtube.com/watch?v=0ntLFKWx_PI

Obrigado Augusto por colocar o vídeo apropriadamente, não estava conseguindo.

 

Talvez cabe comentar com respeito a este exemplo do vídeo que é um caso de sincronia por centralização. Vão excluindo conexões até ficar um nodo "mestre" e o resto "escravo" dele. Mas nem todas topologias encontradas por esse método são assim... Há múltiplas soluções e a maior parte delas não são centralizadas. Para um sistema que opere com uma topologia-solução a sincronização é estável, isto é, o sistema pode ser perturbado, tirado de sincronia, que volta a sincronizar de novo. O autor deu particular atenção a estabilidade de redes elétricas, uma vez que a maioria dos blackouts são causados por falhas humanas ou de dispositivos controladores, a topologia certa é garantia de estabilidade.

 


Ah, Magno, acho que ficou mais claro nessa parte II ...

 

 

Gabriel R. de Andrade Silva disse:

Responder à discussão

RSS

© 2019   Criado por Augusto de Franco.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço